PESQUISAR NO GOOGLE

Faça sua busca aqui:
Pesquisa personalizada

PESQUISAR NO BLOG

28 de outubro de 2011

Tim Bendzko


Aqui na Alemanha apareceu um novo cantor que tem tocado nas rádios ultimamente. Particularmente, eu não gostei muito das músicas dele, não. Mas como aqui não é um blog para julgamento de gosto musical, e sim, para aprender alemão, estou passando a dica adiante. Além disso, acabei de postar um vídeo sobre o plural de WORT.



Wenn Worte meine Sprache wären
Ich hätte dir schon gesagt
In all den schönen Worten
Wie viel mir an dir lag
Ich kann dich nur ansehen
Weil ich dich wie eine Königin verehr
Doch ich kann nicht auf dich zugehen
Weil meine Angst den Weg versperrt

Mir fehlen die Worte ich
Hab die Worte nicht
Dir zu sagen was ich fühl'
Ich bin ohne Worte ich
Finde die Worte nicht
Ich hab keine Worte für dich
Mir fehlen die Worte ich
Hab die Worte nicht
Dir zu sagen was ich fühl'
Ich bin ohne Worte ich
Finde die Worte nicht
Ich hab keine Worte für dich

Wenn Worte meine Sprache wären ich
Hätte dir schon gesagt
Wie gern ich an deiner Seite wär
Denn du bist alles, alles was ich hab
Ich kann verstehen, dass es dir nicht leicht fällt
Du kannst nicht hinter die Mauer sehen
Aber ich begreife nicht dass es dich so kalt lässt
Dir kann der Himmel auf Erden entgehen
Der Himmel auf erden

Mir fehlen die Worte ich
Hab die Worte nicht
Dir zu sagen was ich fühl'
Ich bin ohne Worte ich
Finde die Worte nicht
Ich hab keine Worte für dich
Mir fehlen die Worte ich
Hab die Worte nicht
Dir zu sagen was ich fühl'
Ich bin ohne Worte ich
Finde die Worte nicht
Ich hab keine Worte für dich

Du bist die Erinnerung an Leichtigkeit
Die ich noch nicht gefunden hab
Der erste sonnenstrahl
Nach langem regen
Die die mich zurück holt
Wenn ich mich verloren hab
Und wenn alles leise ist dann ist deine Stimme da.

---- Atualização 18/08/2012 --------

Mudei de ideia.... Eu gosto de UMA música do Tim Bendzko. Vou postá-la aqui.

O nome dela é: NUR NOCH KURZ DIE WELT RETTEN.

Ele diz no refrão:

(Ich) muss nur noch kurz die Welt retten
Tenho que ir ali rapidinho salvar o mundo



Ich wär so gern dabei gewesen
Doch ich hab viel zu viel zu tun
Lass uns später weiter reden

Da draußen brauchen sie mich jetzt
die Situation wird unterschätzt
Und vielleicht hängt unser Leben davon ab

Ich weiß es ist dir ernst
Du kannst mich hier grad nicht entbehren
Nur keine Angst ich bleib nicht all zu lange fern

Muss nur noch kurz die Welt retten
Danach flieg ich zu dir
Noch 148 Mails checken
Wer weiß was mir dann noch passiert
Denn es passiert so viel
Muss nur noch kurz die Welt retten
Und gleich danach bin ich wieder bei dir

Irgendwie bin ich spät dran
Fang schon mal mit dem essen an
Ich stoß dann später dazu

Du fragst wieso weshalb warum
Ich sag wer sowas fragt ist dumm
Denn du scheinst wohl nicht zu wissen was ich tu

'Ne ganz besondere Mission
Lass mich dich mit Details verschonen
Genug gesagt, genug Information

Muss nur noch kurz die Welt retten
Danach flieg ich zu dir
Noch 148 Mails checken
Wer weiß was mir dann noch passiert
Denn es passiert so viel
Muss nur noch kurz die Welt retten
Und gleich danach bin ich wieder bei dir

Die Zeit läuft mir davon
Zu warten wäre eine Schande
Für die ganze Weltbevölkerung

Ich muss jetzt los
Sonst gibt's die große Katastrophe
Merkst du nicht das wir in Not sind

Muss nur noch kurz die Welt retten
Danach flieg ich zu dir
Noch 148 Mails checken
Wer weiß was mir dann noch passiert
Denn es passiert so viel

Muss nur noch kurz die Welt retten
Danach flieg ich zu dir
Noch 148713 Mails checken
Wer weiß was mir dann noch passiert
Denn es passiert so viel
Muss nur noch kurz die Welt retten
Und gleich danach bin ich wieder bei dir

Qual o plural de WORT?

A palavra 'Wort' tem dois plurais: WÖRTER e WORTE

1 - Wörter. É usado quando 'palavra' significar verbete ou 'conjunto de letras separadas no começo e ao fim com um espaco'.

Ex: Dieser Satz hat fünf Wörter. (Esta oração tem cinco palavras)
Diese Wörter habe ich nicht im Wörterbuch gefunden. (Não encontrei estas palavras no dicionário).

2 - Worte. Se usa o plural Worte quando vc nao se refere a cada palavrinha separada por um espaço e sim a um texto, um discurso, a declarações etc.

Ex.: Uma pessoa dá um discurso e alguém diz. Suas palavras foram muito bonitas.

Deine Worte waren sehr schön.


Perceba a diferença de novo.. se vc quiser dizer:

"Amor" e "amizade" são palavras bonitas.

Neste caso, você se refere a cada palavra separadamente, cada uma das palavras que você encontra num dicionário.

Então: "Liebe" und "Freundschaft" sind schöne WÖRTER.

Se alguém te der um cartão de aniversário com um texto lindo te dando mil parabéns. Ao agradecer você diz.

Danke für deine Worte! - Obrigado por suas palavras. --- "palavras" aqui se refere ao texto como um todo e não a cada palavrinha, artigos, preposições etc.

Há uma música do cantor Tim Bendzko que se chama "Wenn Worte meine Sprache wären".



Mais sobre esse cantor, clique aqui.

27 de outubro de 2011

Konjunktiv II: formas

Olá,

o Konjunktiv II representa várias tempos do português, por isso não dá pra dizer exatamente qual seria a melhor tradução. Vai sempre depender do contexto. Mas os dois principais tempos que o representam é o CONDICIONAL (ou FUTURO DO PRETÉRITO), p.ex: EU FARIA, EU DIRIA, EU CANTARIA etc. e o IMPERFEITO DO SUBJUNTIVO p.ex: (se) eu FIZESSE, DISSESSE, CANTASSE etc.

Ou seja, numa oração como:

Se eu fosse milionário, minha conta nunca mais estaria vazia.

O que em português é dito com dois tempos diferentes, FOSSE (Imp. Subjuntivo) e ESTARIA (Condicional/Futuro do Pret.) é dito só com um único tempo: o Konjunktiv II.

Como se conjuga???

Temos que dividir a conjugação do Konj. II em dois grupos, os verbos regulares e os verbos irregulares.

1 - O Konjunktiv II de verbos regulares é EXATAMENTE igual ao Präteritum. Não se acrescenta Umlaut nem nada. É 100% igual. Ou seja, acrescenta-se um -T- à raiz verbal e depois as terminações normais do presente. A única diferença é a terceira pessoa do singular que recebe um -E em vez do -T do presente.

Ex.: KAUFEN (a raiz verbal é obtida tirando-se o -EN ou -N final do infinitivo).

KAUF- é, portanto, a raiz.

Depois disso, vc acrescenta um -T- e para cada pessoa as mesmas terminações que vc já conhece do presente.

ICH KAUF-T-E
DU KAUF-T-EST <=(a letra -E está sempre presente em todas as terminações)
ER/SIE/ES KAUF-T-E <= (a 3a. pessoa do singular recebe um -E e nao um -T).
WIR KAUF-T-EN
IHR KAUF-T-ET <= (a letra -E está sempre presente em todas as terminações)
SIE KAUF-T-EN


Para evitar confusão na fala, as pessoas preferem usar no lugar a forma WÜRDE + INFINITIVO.

"Wenn ich mehr Geld hätte, kaufte ich ein teures Auto." <== Corretíssimo. Mas como a forma KAUFTE é igual à do Präteritum, as pessoas acham meio confuso e preferem usar na fala a forma com WÜRDE, que fica assim:

"Wenn ich mehr Geld hätte, würde ich ein teures Auto kaufen."

Para os verbos irregulares também é usada a forma do Präteritum. Só que se a vogal temática do verbo for A, O ou U, elas viram Ä, Ö ou Ü respectivamente.

Ou seja.

SEIN - Präteritum: ich war - Konjunktiv II - Ich wär-E, du wär-(E)ST, wir wär-EN etc.
ZIEHEN - Präteritum - ich zog - Konj. II - Ich zög-E, du zög-EST, wir zög-EN etc.
MÜSSEN - Präteritum - ich musste - Konj. II - Ich müsst-E, du müsst-EST, wir müsst-EN etc.

Se o verbo irregular não tiver A, O ou U na vogal temática, o Konj. II mais uma vez fica igual ao Präteritum:

BLEIBEN - Präteritum: ich blieb - Konk. II - Ich blieb-E, du blieb-EST, wir blieb-EN etc.

No próximo post eu vou explicar em que situações o Konj. II é usado.

Aqui vai o texto de uma música famoso do grupo "Die Prinzen", chamada "Millionär", com a famosa frase

"Ich wäre so gerne Millionär" = "Eu queria tanto ser milionário"




Ich wär' so gerne Millionär
Dann wär' mein Konto niemals leer.
Ich wär' so gerne Millionär - Millionenschwer
Ich wär' so gerne Millionär!

Ich hab' kein Geld, hab' keine Ahnung
Doch ich hab' ein grosses Maul
Bin weder Doktor noch Professor
Aber ich bin stinkend Faul.
Ich habe keine reiche Freundin
Und keinen reichen Freund
Von viel Kohle hab' ich bisher leider nur geträumt.

Was soll ich tun? Was soll ich machen?
Bin von Kummer schon halb krank
Hab' mir schon ein Paar mal überlegt
Vielleicht knackst du eine Bank.
Doch das ist leider sehr gefärlich
Bestimmt werd' ich gefasst
Und außerdem bin ich doch ehrlich
Und will nicht in den Knast.

Ich wär' so gerne Millionär
Dann wär' mein Konto niemals leer.
Ich wär' so gerne Millionär - Millionenschwer
Ich wär' so gerne Millionär!

Es gibt so viele reiche Witwen
Die bergehren mich sehr
Sie sind so scharf auf meinen Körper
Doch den geb' ich nicht her...
Ich glaub', das würd' ich nicht verkraften
Um keinen Preis der Welt
Deswegen werd' ich lieber Popstar
Und schwimm' in meinem Geld.

Ich wär' so gerne Millionär
Dann wär' mein Konto niemals leer.
Ich wär' so gerne Millionär - Millionenschwer
Ich wär' so gerne Millionär!

25 de outubro de 2011

O verbo LASSEN

O verbo LASSEN é um verbo multifuncional.

Antes de qualquer coisa, é importante saber sua conjugação. Ele recebe uma mudança de vogal na segunda e terceira pessoas do singular: A vira Ä.

ich lasse
du lässt
er/sie/es lässt
wir lassen
ihr lasst
sie/Sie lassen

A principal tradução deste verbo é DEIXAR. Pode ser DEIXAR nos vários sentidos do português, tanto no sentido de PERMITIR, quanto no sentido de ABANDONAR ou de MANTER algo em algum lugar. Nesses sentidos, o verbo LASSEN é usado com complemento no acusativo.

Ich lasse mein Handy zu Hause. (Eu deixo o meu celular em casa).

No sentido de permitir, o LASSEN é usado com um outro verbo no infinitivo sem o ZU. Lembre-se que a pessoa a quem se permite algo fica também no acusativo.

Meine Eltern lassen mich spät nach Hause kommen. (Meus pais me deixam vir pra casa tarde).

Como vocês veem, o sentido é quase sempre o mesmo de DEIXAR.


Só que o verbo LASSEN pode ser usado em vários outros contextos:

1 - "lassen" pode ser usado quando a ação que você se propõe a fazer vai ser executada, de fato, por outra pessoa.

Por exemplo: no Brasil, a gente diz: "Vou fazer uma cópia / tirar uma xerox deste documento". De fato, no Brasil, não é você quem faz a cópia. Você vai numa loja, entrega o documento para o funcionário e ele faz tudo pra você. (Aqui na Alemanha é diferente: até nas lojas com copiadoras, os próprios clientes é que operam as máquinas! Se quiser que alguém faça pra você, geralmente se paga também pelo honorário do funcionário).

Mas, supondo que você esteja no Brasil e queira dizer "Eu preciso fazer uma cópia deste documento", o correto seria :"Ich muss eine Kopie dieses Dokuments machen lassen" ou "Ich muss dieses Dokument kopieren lassen".

No Brasil a gente diz "Cortei meu cabelo". Mas, de fato, quem cortou seu cabelo foi o/a cabeleireiro(a), não você. O correto em alemão para "cortar cabelo" seria "sich die Haare schneiden lassen", e não só "sich die Haare schneiden".

Você quer autenticar as cópias do documento? "die Kopien beglaubigen lassen", pois geralmente é outra pessoa que vai fazer isso por você.

Em vários desses casos, em português, se traduz por "MANDAR (fazer algo)".
"Ich lasse einen Kuchen backen" = "Eu mando fazer um bolo".

2 - SICH LASSEN + INFINITIV é uma substituto da VOZ PASSIVA com verbo modal KÖNNEN/MÜSSEN.

Quando se diz: "Das lässt sich gut beschreiben" é o mesmo que dizer "Das kann gut beschrieben werden", traduzido "Isto pode ser bem descrito".

"Der Tisch lässt sich nicht bewegen" = "Der Tisch kann nicht bewegt werden", traduzido "Não se pode mover a mesa", ou melhor "Não é possível mover a mesa".

3 - Assim como no inglês (TO LET), LASSEN também pode ser usado como LET US (Let's) para dizer "Vamos (fazer alguma coisa)".

Em alemão se diz:

Lass uns nach Hause gehen. (Vamos para casa!).
Lass uns das Thema wechseln. (Vamos mudar de assunto).
Lass uns tanzen. (Vamos dançar).

E assim por diante.


IMPORTANTE: Em todos os casos em que LASSEN aparece junto a um outros verbo no INFINITIVO, o Perfekt é feito com HABEN + (verbo no infinitivo) + LASSEN (também no infinitivo). Ou seja, nenhum dos dois verbos vai pro Partizip II.

Ich lasse meine Dokumente kopieren. <= Präsens
Ich habe meine Dokumente kopieren lassen. <= Perfekt
Ich lasse mir die Haare schneiden. <= Präsens
Ich habe mir die Haare schneiden lassen. <= Perfekt


Só se usa o Partizip II do verbo LASSEN (gelassen) quando este for o único verbo da oração, ou seja, o verbo principal.

Ich lasse meine Bücher zu Hause.<= Präsens.
Ich habe meine Bücher zu Hause gelassen. <= Perfekt.

#####################
Compartilhem o blog para seus amigos.

21 de outubro de 2011

Palavras que confundem: HABEN ZU vs. MÜSSEN


Em várias línguas, para se expressar “obrigação” há um verbo modal (por exemplo: DEVER) e um equivalente com o verbo TER (em português TER QUE), que também expressa “necessidade”.
Se bem que EU DEVO IR AO MÉDICO (obrigação) não soa igual a EU TENHO QUE IR AO MÉDICO (necessidade).

O verbo MÜSSEN é o verbo usado, geralmente, para indicar NECESSIDADE.
Se compararmos com outras línguas, há também uma opção com os equivalentes do verbo TER.
I have to go to the doctor.
Tengo que ir al médico.
Alguém me perguntou qual seria então a diferença entre HABEN + ZU e MÜSSEN. Sim, em alemão também se pode usar HABEN + ZU.
Mas o equivalente em português do HABEN + ZU, em geral, não é o TER QUE, mas sim o TER (...) + A/PARA.
Vejam a diferença:
Ich muss viele E-Mails beantworten. (Eu TENHO QUE responder a muitos e-mails).
Ich habe viele E-Mails zu beantworten. (Eu TENHO muitos e-mails A/PARA responder).

Ou seja, assim como no português, não dá pra usar HABEN + ZU em todos os casos.
Ich muss zum Arzt gehen. (Eu tenho que/preciso ir ao médico).
Ich habe zum Arzt zu gehen. <= Construção errada. (Eu tenho um médico para ir!?!?!?! Eu tenho a ir para o médico!?!?!?)

Se você ainda confunde BRAUCHEN com MÜSSEN, basta ler um tópico antigo que já foi postado aqui.

Abracos

18 de outubro de 2011

Ein Tisch ist ein Tisch

Nossa, hoje encontrei por acaso uma história que eu sempre ADOREI!

É um conto chamado "Ein Tisch ist ein Tisch", do livro "Kindergeschichten" do escritor suíço Peter Bichsel. Para todos aqueles que já aprenderam o Präteritum, eu aconselho a comprar o livro. Tem diversas histórias interessantes.

Vocês encontram o livro na Livraria Cultura por meros R$ 25,80 e por R$ 27,50 vem o livro com CD de Áudio.

Aqui vai o link para a Livraria Cultura.
Livro
Livro com CD-Áudio

Para quem mora na Alemanha, o livro custa apenas 6 Euros: Clique aqui.

Eu já indiquei esse livro uma vez no Facebook. Clique aqui!

Hoje achei um curta-metragem sobre o conto "Ein Tisch ist ein Tisch". Aqui vai o vídeo:



Aqui vai o começo do texto, que é mesmo texto de narração do filme:

"Ich will von einem alten Mann erzählen, von einem Mann, der kein Wort mehr sagt, ein
müdes Gesicht hat, zu müd zum Lächeln und zu müd, um böse zu sein. Er wohnt in einer
kleinen Stadt, am Ende der Straße oder nahe der Kreuzung. Es lohnt sich fast nicht, ihn zu
beschreiben, kaum etwas unterscheidet ihn von andern. Er trägt einen grauen Hut, graue
Hosen, einen grauen Rock und im Winter den langen grauen Mantel, und er hat einen
dünnen Hals, dessen Haut trocken und runzelig ist, die weißen Hemdkragen sind ihm viel zu
weit.

Im obersten Stock des Hauses hat er sein Zimmer, vielleicht war er verheiratet und hatte
Kinder, vielleicht wohnte er früher in einer andern Stadt. Bestimmt war er einmal ein Kind,
aber das war zu einer Zeit, wo die Kinder wie Erwachsene angezogen waren. Man sieht sie
so im Fotoalbum der Großmutter. In seinem Zimmer sind zwei Stühle, ein Tisch, ein Teppich,
ein Bett und ein Schrank. Auf einem kleinen Tisch steht ein Wecker, daneben liegen alte
Zeitungen und das Fotoalbum, an der Wand hängen ein Spiegel und ein Bild. Der alte Mann
machte morgens einen Spaziergang und nachmittags einen Spaziergang, sprach ein paar
Worte mit seinem Nachbarn und abends saß er an seinem Tisch.

Das änderte sich nie, auch sonntags war das so. Und wenn der Mann am Tisch saß, hörte er
den Wecker ticken, immer den Wecker ticken.

Dann gab es einmal einen besonderen Tag, einen Tag mit Sonne, nicht zu heiß, nicht zu
kalt, mit Vogelgezwitscher, mit freundlichen Leuten, mit Kindern, die spielten – und das
Besondere war, dass das alles dem Mann plötzlich gefiel. Er lächelte.

"Jetzt wird sich alles ändern", dachte er. Er öffnete den obersten Hemdknopf, nahm den Hut
in die Hand, beschleunigte seinen Gang, wippte sogar beim Gehen in den Knien und freute
sich. Er kam in seine Straße, nickte den Kindern zu, ging vor sein Haus, stieg die Treppe
hoch, nahm die Schlüssel aus der Tasche und schloß sein Zimmer auf."

Aber im Zimmer war alles gleich, ein Tisch, zwei Stühle, ein Bett. Und wie er sich hinsetzte, hörte er wieder das Ticken, und alle Freude war vorbei, denn nichts hatte sich geändert.

"Immer derselbe Tisch", sagte der Mann, "dieselben Stühle, das Bett, das Bild. Und dem Tisch sage ich Tisch, dem Bild sage ich Bild, das Bett heißt Bett, und den Stuhl nennt man Stuhl. Warum denn eigentlich? Die Franzosen sagen dem Bett "li", dem Tisch "tabl", nennen das Bild "tablo " und den Stuhl "schäs", und sie verstehen sich. Und die Chinesen verstehen sich auch."

"Weshalb heißt das Bett nicht Bild", dachte der Mann und lächelte, dann lachte er, lachte, bis die Nachbarn an die Wand klopften und "Ruhe" riefen. "Jetzt ändert es sich", rief er, und er sagte von nun an dem Bett "Bild".

"Ich bin müde, ich will ins Bild", sagte er, und morgens blieb er oft lange im Bild liegen und überlegte, wie er nun dem Stuhl sagen wolle, und er nannte den Stuhl " Wecker".

Er stand also auf, zog sich an, setzte sich auf den Wecker und stützte die Arme auf den Tisch. Aber der Tisch hieß jetzt nicht mehr Tisch, er hieß jetzt Teppich. Am Morgen verließ also der Mann das Bild, zog sich an, setzte sich an den Teppich auf den Wecker und uberlegte, wem er wie sagen könnte.

Dem Bett sagte er Bild.
Dem Tisch sagte er Teppich.
Dem Stuhl sagte er Wecker.
Der Zeitung sagte er Bett.
Dem Spiegel sagte er Stuhl.
Dem Wecker sagte er Fotoalbum.
Dem Schrank sagte er Zeitung.
Dem Teppich sagte er Schrank.
Dem Bild sagte er Tisch.
Und dem Fotoalbum sagte er Spiegel. "

O resto da história vocês encontram no livro ou no site abaixo. Sugiro que vocês leiam e ouçam o resto do texto na seguinte página:
http://courseware.nus.edu.sg/e-daf/cwm/la3202gr/e14/tisch/tischteil1.htm

Lá também tem exercícios de gramática, arquivos de áudio e ajuda com o vocabulário.

Divirtam-se! Eu adoro este livro...

Es gibt


Para se dizer "Há" ou "Tem" no sentido de existir, em alemão se usa ES + GEBEN (conjugado fica "Es gibt").

A forma ES GIBT é usada tanto para o singular quanto para o plural.

Es gibt ein Buch in meiner Tasche. (Tem/Há um livro na minha bolsa)
Es gibt viele Leute auf der Party. (Tem/Há muita gente na festa)

Quando o ES vier depois do GIBT, é normal abreviá-lo para "gibt's".

A única peculiaridade desta forma verbal é que os seus complementos estão no ACUSATIVO. Como o acusativo afeta só o masculino singular, prestem atenção:

Gibt's einen freien Stuhl in diesem Raum? <== Acusativo!
(Tem uma cadeira livre nesta sala?)


Se você quiser dizer pra alguém: Fico feliz por você existir! Poderá dizer também "Ich freue mich, dass es dich gibt" :-) Sempre com o acusativo.

Existe uma expressão típica com o ES GEBEN.

Das gibt's doch nicht. => ao pé da letra quer dizer "isso não existe", mas quer dizer apenas "Minha nossa", "Inacreditável", ou como os gaúchos dizem "Mas capaz!"

A good book = Ein gut Buch?

Galera, muita atenção!

Quando dava aula de alemão no Brasil o me chamava mais atenção não era que os alunos errassem as terminações dos adjetivos, não.. Era não usar terminação nenhuma mesmo. Esses dias estava lendo alguns comentários de estrangeiros em alemão na internet e sempre vejo exemplos assim.. "gut Idee", "toll Projekt", "schön Tag" :-)

Em alemão não dá para usar um adjetivo acompanhando um substantivo sem terminação. O adjetivo só fica sem terminação quando for um predicativo, ou seja, quando estiver depois de um verbo (de ligação!), não acompanhando um substantivo.

Ou seja:

This book is good = Dieses Buch ist gut. (sem terminação, o adjetivo está depois do verbo, em função predicativa).

This is a good book = Das ist ein gutES Buch. (se o adjetivo vier acompanhando o substantivo SEMPRE SEMPRE SEMPRE ganha uma terminação).

Ou seja, nada de desejar GUT MORGEN, e sim, GUTEN MORGEN!
Nada de desejar um SCHÖN WOCHENENDE, e sim um SCHÖNES WOCHENENDE!
Nada de dizer que viu um SCHÖN MANN, e sim um SCHÖNEN MANN!
Nada de dizer que viu um GUT FILM, e sim um GUTEN FILM!

Nada de dizer que viu uma DEUTSCH FRAU, mas sim uma DEUSTCHE FRAU.

Se botar o adjetivo antes do substantivo, ali coladinho, tem que acrescentar uma terminação.

A maioria dos meus alunos iniciantes adorava usar adjetivos sem terminação e creio que isso se repete com muita frequência. Fiquem atentos!

Para saber qual terminação usar, leia mais sobre a declinação dos adjetivos aqui:
Declinação dos Adjetivos (Parte I): ADJETIVO - PARTE I

Declinação dos Adjetivos (Parte II): ADJETIVOS - PARTE II

17 de outubro de 2011

O que eu ganho em troca com este blog?

Pergunta do leitor Arthur:

Desculpe-me se as respostas já existem em algum lugar, mas já dei uma procurada e não achei, also... ich habe einige Fragen: 1. Ziel -- Was ist dein Ziel? Obter fama com o blog em troca de...? Obter dinheiro com o blog (com publicidade, talvez)? Apenas ajudar quem precisa? Conseguir alunos particulares?
2. Hilfe -- Was kann ich (und vielleicht andere Personen hier) für Sie tun? Wie kann ich Ihnen helfen? Wie können wir Ihnen helfen?


Antes de qualquer comentário: pode me tratar por DU! .-)

Vou ser bem sincero com você e com todos os leitores do blog:

Eu comecei este blog em 2008 bem despretensioso. Eu já tinha o costume de participar das comunidades de alemão do Orkut, mesmo bem antes de eu ir pra Alemanha pela primeira vez em 2006. Assim como vocês, eu também me utilizei da internet para aprender. Já desde o começo eu respondia aos tópicos, tirava dúvidas e dava meus pitacos.

Só que como é comum no Orkut, as perguntas sempre se repetiam e aí eu pensava "Pô, será que a pessoa não lê o que já foi escrito?". Foi assim que me veio a ideia do blog. As primeiras postagens do blog foram apenas um CTRL C + CTRL V de textos que eu já havia postado no Orkut. É tanto que em setembro de 2008 houve 28 postagens, quase sempre retirados dos meus textos que postava no Orkut. O objetivo inicial era apenas ter um local para indicar quando os assuntos se repetissem. Eu divulguei o blog entre alunos e ex-alunos meus e ia postando bem pouco. As postagens demoravam às vezes mais de um mês pra sair.

O que quero dizer é que não havia no início nenhum desejo de me tornar um blogueiro profissional. Tudo nasceu apenas de um desejo de usar textos que eu mesmo escrevia nos fóruns num só lugar. É tanto que no começo eu utilizava um pseudônimo de "Frau Müller", pois não queria nem mesmo postar as coisas no meu nome.


Mais tarde, eu vim recebendo dezenas de visitas, e-mails e elogios pelas explicações. Só então decidi aprimorar mais o blog. Quando vi que as pessoas gostavam, passei a ter endereço próprio e passei a usar o Google AdSense (que é quem bota as propagandas no site!). Mas eu não posso dizer que eu faço o blog para LUCRAR, pois o ganho é ínfimo (ínfimo mesmo... o que eu ganho um ano inteiro com os cliques nos banners do blog não paga nem mesmo um mês do meu aluguel) . Blogueiros que querem viver só de blogs precisam fazer blogs com um público BEEEEM maior. Mas é claro que eu fico feliz até com os poucos Euros que chegam por causa do blog, pois é algo que eu faço com prazer.

Em outras palavras, eu não sou a Madre Teresa de Calcutá (ou seja, hoje eu não faço mais 100% por pura vontade de fazer caridade, pois eu sei que posso ganhar uns poucos trocados com publicidade que podem ser usados para comprar livros, por exemplo). Além disso, eu não sou engenheiro, nem advogado, nem médico. Estudei pra ser professor, pra trabalhar com idiomas. Ou seja, eu tenho que ter meu ganha-pão. Compartilho meus conhecimentos com prazer, é claro que gostaria de receber algo em troca por isso. Como todos os meus serviços aqui são gratuitos, eu apenas espero que os usuários divulguem (assim que ganho uns poucos centavos a mais pelas visitas!), que tenha muita paciência caso não recebam nenhuma resposta (afinal o serviço é de graça) e que um dia eu consiga realmente estar entre os primeiros sites de referência para o ensino de alemão do mundo lusófono. (Taí um ZIEL :-))

Em contrapartida, eu faço o blog por prazer e virei blogueiro de carteirinha. Ou seja, gosto de ver mais cliques no facebook, de receber mensagens, de saber que mais pessoas estão lendo o que escrevo. Acho que todo escritor fica contente ao saber que há pessoas lendo o que ele escreve. Eu dou aulas por prazer, por vocação e por amor à profissão. Mas amor não enche barriga (ok, Cid Gomes?), então qualquer ganho financeiro é extremamente bem-vindo.

A filosofia do blog é e sempre será a de compartilhar conhecimento de forma gratuita. Mas sei que há aqueles leitores que gostariam de agradecer ao meu trabalho de alguma forma (além de mensagens de agradecimento, pelas quais eu fico muuuuito feliz). Pensando nisso, resolvi fazer um botão de doações. Desta forma, aqueles que se sentirem à vontade poderão fazer uma doação de qualquer valor. Não, a doação não vai para nenhuma instituição de caridade nem ajudará o Criança Esperança. Mas ajudará infinitamente alguém que trabalha como professor, que gosta de repassar seus conhecimentos, mas que também precisa constantemente investir dinheiro em educação: cursos, livros etc. As doações e as quantias são voluntárias e não vou ficar cobrando doações de ninguém. Fiquem à vontade para continuar lendo o blog de forma gratuita.

Meu sonho ainda é escrever um livro didático, ou um livro com essas coisas que eu posto no blog. Eu sempre quis fazer um livro parecido ao livro "Como não aprender inglês". O princípio é o mesmo. Baseado em erros e dúvidas comuns, escrever um livro em linguagem bem acessível e bem humorada. Mas isso é algo que ainda nem sei como fazer. No fim, as pessoas apenas escaneiam o livro e depois distribuem de graça na Internet :-(

Quanto a alunos particulares?? Para isso eu precisaria morar num dos centros de brasileiros na Alemanha: Berlim, por exemplo (o que não é o meu caso!). Talvez lá eu conseguisse vários alunos particulares. Eu já dei aula particular, sim. Mas nunca consegui alunos particulares (pagantes!) através do blog.

Meus planos para um futuro próximo é fazer o mesmo para aprendizes de português (dos países de língua alemã). Só que o público ainda é beeeeeeeeeeem menor e aí me falta motivação. Mas já comecei. Clique aqui para o blog e aqui para o Facebook.

Como vocês podem me ajudar? Hmmmm.. divulgando, visitando com frequência o blog. Talvez apareça alguém que possa me ajudar a dar um bom layout no blog. E quando eu estiver com o livro pronto, talvez precise de alguém pra fazer diagramação e tal. E ainda preciso achar um bom site pra vendê-lo. Mas isso tudo é pro futuro (bem próximo, diga-se de passagem). Quaisquer dicas para produzir, editar e publicar um livro (pode ser também e-book!) são bem-vindas nos comentários.

Eu gostaria de agradecer a todos que visitam e divulgam o blog com frequência. Sugiro que (os que ainda não o fizeram) sigam o blog no Twitter ou no Facebook para ver as atualizações. Além disso, há coisas que eu só publico pelo Facebook e que não estão aqui.

A todos que já clicaram no botão de doações desde a publicação deste tópico, agradeço de coração.

Abraços

Anos 80: Nina Hagen & Nena

Eu sei que Nina Hagen é um ser mítico e um pouco bizarro. Mas TODOS a conhecem na Alemanha, é impossível não mencioná-la no cenário da música alemã.

Aqui eu indico uma música chamada NATURTRÄNE, que eu conheci através da voz de Edson Cordeiro.


Offenes Fenster präsentiert
Spatzenwolken himmelflattern
Wind bläst, meine Nase friert
Und paar Auspuffrohre knattern
Ach, da geht die Sonne unter:
Rot, mit Gold, so muss das sein.
Seh ich auf die strasse runter,
Fällt mir ein Bekannter ein
Prompt wird mir's jetzt schwer ums Herz
Ich brauch' nur Vögel flattern sehen
Und fliegt main Blick dann himmelwärts,
Tut auch die Seele weh, wie schön!
Natur am Abend, stille Stadt
Verknackste Seele, Tränen rennen
Das alles macht einen mächtig matt
Und ich tu' einfach weiterflennen...
Aaaahhhh...
Nina Hagen nem sempre foi assim. Dêem uma olhada neste vídeo abaixo e tirem suas próprias conclusões

Nina Hagen - Du hast den Farbfilm vergessen
Du hast den Farbfilm vergessen, mein Michael
Nun glaubt uns kein Mensch wie schön's hier war
Du hast den Farbfilm vergessen, bei meiner Seel'!
Alles blau und weiß und grün und später nicht mehr wahr
Du hast den Farbfilm vergessen, bei meiner Seel'!
Alles blau und weiß und grün und später nicht mehr wahr
Nun sitz' ich wieder bei Dir und mir zu Haus'
und such' die Fotos fürs Fotoalbum aus
Ich im Bikini und ich am F.K.K.
Ich frech im Mini, Landschaft ist auch da, ja
Aber wie schrecklich die Tränen kullern heiß
Landschaft, und Nina, und alles nur Schwarzweiß
Micha, mein Micha, und alles tut so weh
Tu das noch einmal, Micha, und ich geh'!
#################################################

Não confundir Nina Hagen com a cantora Nena.

Nena também foi uma cantora famosa nos anos 80 e um dos seus maiores hits foi o "99 Luftballons".



Hast du etwas Zeit für mich
Dann singe ich ein Lied für dich
Von 99 Luftballons
Auf ihrem weg zum Horizont
Denkst du vielleicht gerad' an mich
Dann singe ich ein Lied für dich
Von 99 Luftballons
Und das sowas von sowas kommt
99 Luftballons
Auf ihrem weg zum Horizont
Hielt man für UFOs aus dem All
Darum schickte ein General
eine Fliegerstaffel hinterher
Alarm zu geben, wenn's so wär
Dabei war'n da am Horizont
Nur 99 Luftballons
99 Düsenflieger
jeder war ein großer Krieger
Hielten sich für Captain Kirk
Das gab's ein großes Feuerwerk
Die Nachbarn haben nichts gerafft
Und fühlten sich gleich angemacht
Dabei schoss man am Horizont
Auf 99 Luftballons
99 Kriegsminister
Streichholz und Benzinkanister
Hielten sich für schlaue Leute
Witterten schon fette Beute
Riefen: Krieg und wollten Macht
Mann, wer hätte das gedacht
Dass es einmal soweit kommt
Wegen 99 Luftballons
99 Jahre Krieg
Ließen keinen platz für Sieger
Kriegsminister gibt's nicht mehr
Und auch keine Düsenflieger
Heute zieh ich meine Runden
Seh' die Welt in Trümmern liegen
Hab' einen Luftballon gefunden
Denk' an dich und lass' ihn fliegen

Um outro hit da cantora Nena é a música "Irgendwie, irgendwo, irgendwann". Lembro-me quando ouvi essa música pela primeira vez e pensei "Como alguém pode ouvir isso e achar legal?". Mas basta você entrar num bar cheio de estudantes tocando músicas alemãs e essa é uma das músicas cuja letra todos sabem de cor, que todos cantam juntos com suas canecas de cerveja na mão. Portanto, se você não quiser ficar boiando, não custa nada dar uma olhadinha.


Im Sturz durch Raum und Zeit
Richtung Unendlichkeit
fliegen Motten in das Licht,
genau wie du und ich
Irgendwie fängt irgendwann
irgendwo die Zukunft an
ich warte nicht mehr lang
Liebe wird aus Mut gemacht
denk nicht lange nach,
wir fahren auf Feuerrädern richtung Zukunft durch die Nacht
Gib mir die Hand, ich bau dir ein Schloss aus Sand
irgendwie , irgendwo, irgendwann
Die Zeit ist reif, für ein bisschen Zärtlichkeit
irgendwie, irgendwo, irgendwann
Im Sturz durch Zeit und Raum,
erwacht aus einem Traum
Nur ein kurzer Augenblick
dann kehrt die Nacht zurück
Irgendwie fängt irgendwann
irgendwo die Zukunft an
ich warte nicht mehr lang
Liebe wird aus Mut gemacht
denk nicht lange nach,
wir fahren auf Feuerrädern richtung Zukunft durch die Nacht
Gib mir die Hand, ich bau dir ein Schloss aus Sand
irgendwie , irgendwo, irgendwann
Die Zeit ist reif, für ein bisschen Zärtlichkeit
irgendwie, irgendwo, irgendwann
Gib mir die Hand, ich bau dir ein Schloss aus Sand
irgendwie , irgendwo, irgendwann
Die Zeit ist reif, für ein bisschen Zärtlichkeit
irgendwie, irgendwo, irgendwann
irgendwie, irgendwo, irgendwann
irgendwie, irgendwo, irgendwann

15 de outubro de 2011

A estrutura da oração alemã

Olá, me fizeram perguntas sobre termos de gramática.

Eu sou meio contra a necessidade de os alunos TEREM QUE conhecer os termos gramaticais. Brasileiros estão acostumados na escola a ter que classificar termos de oração (sujeito, predicado etc.), mas um aluno de língua estrangeira, geralmente, está querendo aprender a se comunicar, não necessariamente precisa entender o que é um oração subordinada ou um advérbio.

Mas vou tentar dar um aula de gramática PURA neste tópico para auxiliar aqueles que lêem as gramáticas alemãs ou os livros didáticos e não fazem a menor ideia dos termos gramaticais usados.

der Satz = a frase, a oração

Vamos falar sobre "Satzstruktur".

Diferente do português, a oração alemão tem posições muito fixas.

A estrutura da oração alemã pode ser definida metaforicamente assim. Há em toda oração o que eles chamam de SATZKLAMMER (ou seja, PARÊNTESES DA ORACAO). O da esquerda ("abrir parênteses") sempre está lá preenchido com algum termo. O da direita ("fechar parênteses) nem sempre está preenchido com algum termo da oração. O que vier antes do parênteses é chamado de VORFELD (pré-campo), o que estiver dentro do parênteses é chamado de "MITTELFELD" (campo do meio) e o que estiver depois do parênteses é chamado de NACHFELD (pós-campo).

É importante saber as regras de preenchimento do cada um desses campos para formar uma frase alemã gramaticalmente correta.

VORFELD = Só admite UM (e apenas UM!) termo da oração (em outras gramáticas é chamado de POSICAO I)
LINKE KLAMMER (parênteses da esquerda) = Só admite UM (e apenas UM!) verbo conjugado ou uma conjunção subordinativa. Outros termos da oração não ocupam esta casa. (geralmente chamado de POSICAO II)
MITTELFELD = Admite vários termos da oração. A ordem deles dentro deste campo é definida por outras regras (já explicadas aqui no blog).
RECHTE KLAMMER (parênteses da direita). É ocupado por um termo que complementa o sentido do termo que está na "linke Klammer". Geralmente ocupado por formas verbais, prefixos verbais ou predicativos.
NACHFELD = geralmente fica vazio. O Nachfeld é ocupado geralmente por orações subordinadas completas ou equivalentes.

Aqui vai um exemplo:



Agora observe o seguinte exemplo:



Esta frase está gramaticalmente errada, pois a regra diz que no VORFELD só pode estar UM TERMO e lá estão dois termos: um advérbio de tempo (heute) e um de lugar (in der Schule).

Não confundam termos com palavras... um termo pode ter várias palavras. Termos do mesmo tipo são muitas vezes considerados apenas um. A frase seguinte está correta gramaticalmente, pois só há advérbios de tempo.


Por isso que às vezes nos cursos se aprende a regrinha que o VERBO CONJUGADO fica sempre na posição II (ou seja, no parêntese da esquerda). O verbo conjugado só vai pro parêntese da direita (ou seja, pro fim da frase), quando a "casa" do parêntese da esquerda estiver ocupada (por exemplo, por uma conjunção subordinativa).

Outros termos usados na gramática dizem mais respeito à sintaxe:

ERGÄNZUNG = significa COMPLEMENTO. Em geral também chamado de OBJEKT (como a gente aprende na escola objeto direto/indireto).

Ex.: Ich habe das Buch gelesen. = DAS BUCH é uma AKKUSATIVERGÄNZUNG e o ICH é uma NOMINATIVERGÄNZUNG. Ambos são termos obrigatórios desta oração, pois o verbo LESEN exige um sujeito (ICH!) e um objeto (DAS BUCH!).

ANGABE = significa ADJUNTO. Na escola a gente aprende os adjuntos adnominais e adverbiais. No alemão, ANGABE é todo termo que não é complemento, ou seja, é facultativo na oração.

Ex.: Heute habe ich ein Buch gelesen. = "Heute" nesse caso é um ADJUNTO ADVERBIAL, uma informação acessória, não exigida pelo verbo.

ATTRIBUT = significa "atributo". Geralmente se referem aos ADJUNTOS NOMINAIS da oração, pois estes trazem tentam classificar ou qualificar as palavras às quais se referem. Dentre os termos mais comuns usados como ATTRIBUT estão os adjetivos, os termos no genitivo e as orações relativas.

Pra terminar: as regras de formação de orações em alemão são claras e bem definidas. Brasileiros, dados ao seu "jeitinho", sempre acham que conseguem quebrar as regras com "gambiarras".

Já vi alunos dizendo que bastaria colocar uma vírgula para poder quebrar as regras, do tipo:

Heute, ich habe ein Buch gelesen.

Isso acima se chama G-A-M-B-I-A-R-R-A e não funciona no alemão rsrsrsrsrs

A frase tem que ser escrita sem a vírgula e a inversão tem que ser feita. Portanto, cuidado com as gambiarras. heheh

Espero que isso tenha ajudado.

Continuem divulgando o blog.

Lehrertag

Vários países festejam o dia de hoje: O DIA DO PROFESSOR, mas cada país tem a sua data.

Na Alemanha o dia é o dia 5 de outubro, mas eu, particularmente, nunca vi nenhuma festividade, nem menção a este dia em lugar nenhum.

Como professor, tenho saudades das festinhas do Dia do Professor do Brasil. A nossa categoria é tão desvalorizada que eu fico feliz com um diazinho no ano em que as pessoas conseguem reconhecer o nosso trabalho.

Mas queria aproveitar este tópico para dizer uma coisa. No Brasil, é comum chamarmos nossos professores não pelo nome e sim por "PROFESSOR".

"Professor, posso falar com o sr.?" "Professor, tenho uma pergunta". "Professor, posso sair mais cedo hoje?".

Os alunos brasileiros querem transportar esse costume para o alemão. No Brasil é comum nos cursos verem os alunos dizendo "Lehrer, ..." isso "Lehrer,..." aquilo. Mas isso NÃO se faz na Alemanha. Por isso, queridos alunos, se estiverem pensando em fazer um curso na Alemanha, é muito estranho chamar o seu professor de LEHRER. O normal é chamar os professores pelo nome. Se for homem "Herr + SOBRENOME", se for mulher "Frau + SOBRENOME".

Eu sei que no Brasil isso é muuuuuuuuuuuito esquisito, pois a gente nem costuma usar muito os nossos sobrenomes. Então é meio esquisito chamar um professor de Herr Silva ou Frau dos Santos. Mas tente entender que na Alemanha seria assim.

Então fica a dica.. na Alemanha, nada de dizer "Lehrer, darf ich mit Ihnen reden?" e sim "Herr Müller, darf ich mit Ihnen reden?" .-)

Um grande abraço a todos os meus colegas professores que acabam indicando o meu blog para os seus alunos.

Abraços

8 de outubro de 2011

Sites para o aprendizado de alemão


Perguntei no Facebook outros sites para o aprendizado de alemão, além do BLOG claro :-) Estes links aqui foram indicações de leitores do blog. Alguns eu conheço bem e recomendo, outros eu não conheço, mas não vou fazer nenhum julgamento se é bom ou ruim. Apenas repassei o link e espero que seja útil para alguém. Mas são vocês que têm que fazer o julgamento próprio se gostam ou não do site.

Esta lista não está completa. Se quiserem indicar outros sites basta me avisar que eu vou acrescentando, de preferência nos comentários do blog, pois no Facebook essas indicações se perdem com o tempo.

Vou separar aqui em algumas categorias:

Gramática/Dicas/Cursos/Exercícios:
http://www.mein-deutschbuch.de/ (em alemão)
http://www.dw-world.de/dw/0,,2594,00.html (em várias línguas, também em português)
http://01241.com/instituto_steiger/index.html (em português)
http://www.canoo.net/ (em alemão)
http://www.quia.com/shared/german/ (exercícios online, em inglês)
http://www.dietz-und-daf.de/ (em alemão)
http://www.deutschseite.de/inhalt.html#grammatik (Gramática, em alemão)
http://www.nthuleen.com/teach.html (em inglês)
http://www.slowgerman.com/ (textos lidos em alemão lento)
http://www.german-grammar.de/ (gramática em inglês)
http://www.deutsch-lernen.com/d_index.php (curso em alemão)
http://www.instructioneducation.info/inhaltalemao.html (em português)

Dicionários/Vocabulário online:
http://www.canoo.net/ (em alemão, links para vários dicionários)
http://wortschatz.uni-leipzig.de/ (em alemão)
http://www.pauker.at (dicionários em várias línguas)
http://dict.tu-chemnitz.de/ (em inglês)
http://www.languageguide.org/german/vocabulary/  (Site para aprender vocabulário, toda palavra é pronunciada com o passar do mouse)

Chat/Redes Sociais de Idiomas:
http://www.sharedtalk.com/ (chat em várias línguas)
http://www.italki.com/?hl=de (rede social para praticar idiomas)
http://lang-8.com/ (rede social onde nativos corrigem o que você escreve)
Eu não gosto muito do livemocha nem do busuu (como falei AQUI no blog!), mas esses dias alguém mencionou a parte comunicativa, ou seja, nestes sites dá pra ter contato com alemães. Então pode ser uma ótima chance de praticar o seu alemão.

Radio/Musik:
http://www.surfmusik.de/bundesland.htm
http://www.lyricstraining.com/ (site para ouvir músicas do Youtube e digitar as letras de ouvido. Tem nível fácil, médio e avançado) - disponível em várias linguas

Pronúncia:
http://pt.forvo.com/
http://www.languageguide.org/german/vocabulary/  (Site para aprender vocabulário, toda palavra é pronunciada com o passar do mouse)

Outros blogs:
http://www.dicasdealemao.com.br/ (em português)
http://d-lernen.blogspot.com/ (em português)

Twitter:
@alemanja
@germanheit

3 de outubro de 2011

3. Oktober: Tag der deutschen Einheit


É feriado na Alemanha, mas não poderia deixar de mencionar algumas coisas sobre este dia.

Dia 3 de outubro é feriado nacional na Alemanha. É como se fosse um 7 de setembro, só que aqui não é festejada a independência, já que a Alemanha, tal como nós a conhecemos, não foi colônia de nenhum país.

O dia aqui é chamado de "Tag der deutschen Einheit", traduzido "Dia da Unidade Alemã". Eu sei que há muita confusão na tradução... muitos acabam traduzindo como "Unificação" ou até mesmo "Reunificação".

Mas a tradução é esta mesma: UNIDADE!

Percebam (todas as palavras têm EIN em sua raiz, indicado "um, uno")

Einheit - unidade
Einigung - união, unificação; acordo
Vereinigung - unificação
Wiedervereinigung - reunificação


"Einheit" significa "Unidade", em vários sentidos. Por exemplos, uma "Unidade de Medida" na Matemática em alemão é "Maßeinheit". O termo "unidade" demonstra a comemoração de que a Alemanha não seja apenas UNIFICADA como também UNA. Não é só a unificação depois de uma separação, apesar de os motivos atuais para a escolha da data terem sido esses.

Na palavra EINHEIT a gente reconhece o número UM (ein(s)). O mesmo vale quando nós falamos em UNIFICAR.

UNIFICAR em alemão se diz VEREINIGEN. Por isso, ESTADOS UNIDOS em alemão se diz (die) VEREINIGTE(n) STAATEN.

A Alemanha, antes de ser o país que conhecemos, já foi apenas uma série de principados que se UNIRAM mais tarde para se tornar um país só. Por isso, fala-se na história de uma UNIFICACAO dos povos germânicos.

Unificação se diz "Vereinigung".

Depois da Segunda Guerra, como sabemos, a Alemanha foi dividida.. e ficou dividida por aprox. 40 anos. O Muro de Berlim só caiu em 9 de novembro de 89. Só que a Alemanha Oriental só foi anexada à Alemanha Ocidental em 3 de outubro de 1990. Nós chamamos isso de "Reunificação da Alemanha"... ou seja "Wieder + Vereinigung"...

"Wiedervereinigung" = Reunificação.

Talvez por isso, haja muita confusão na hora de traduzir o nome do feriado. Mas a tradução correta do feriado é "Dia da Unidade Alemã", sendo que foi instituído para relembrar a "Wiedervereinigung" Reunificação Alemã.

Resumo: O dia 3 de outubro de 1990 foi o dia oficial da REunificação da Alemanha, mas o nome oficial do feriado atual não é Dia da Reunificação Alemã, mas Dia da Unidade Alemã. O termo Unificação Alemã não deve ser usado para o dia 3 de outubro de 1990, pois na história alemã houve duas unificações. A de 1990 é chamada de "reunificação".


Assim como no Brasil, a maioria dos alemães aproveita este dia para descansar, relaxar, não para festejar a pátria. As comemorações oficiais não são sempre feitas em Berlim. Todo ano, uma capital de um dos estados é escolhida para os festejos oficiais.

Para ler mais sobre a primeira unificação alemã, clique aqui.

Informação sobre o Hino Nacional alemão: Oficialmente é composta de 3 estrofes, mas os alemães só cantam a terceira. Aqui está a melodia e letra da terceira estrofe:



Einigkeit und Recht und Freiheit 
für das deutsche Vaterland! 
Danach lasst uns alle streben 
brüderlich mit Herz und Hand! 
Einigkeit und Recht und Freiheit 
sind des Glückes Unterpfand; 
|:Blüh im Glanze dieses Glückes, 


blühe, deutsches Vaterland!:|

Aqui vai uma versão ao vivo... não liguem pro sotaque dela, ela não é alemã!



Muita atenção, as duas primeiras estrofes não são proibidas, nem é contra a lei cantá-las, mas o assunto do Nazismo ainda é muito delicado na Alemanha. A maioria dos alemães não as canta por causa dos versos "Deutschland, Deutschland über alles, über alles in der Welt". Estes versos, apesar de terem sido escritos bem antes do Nazismo, fazem com que eles relembrem um passado recente que eles fazem questão de esquecer. Por isso, em todas as solenidades, só se canta a terceira estrofe, às vezes nem isso (pouca gente canta a letra... não é como no Brasil... a maioria escuta a melodia do hino, mas se cala). Muitos alemães ainda têm problema em sentir orgulho pela pátria, hastear bandeiras ou cantar hinos. As gerações mais novas têm tentado mudar isso (a Copa de 2006 foi um belo exemplo de que os alemães ainda podem sentir orgulho das suas cores, pátria etc.), mas é algo ainda delicado. A gente espera que os brasileiros que vivem aqui (na Alemanha) ou que têm contato com alemães tenham a mesma sensibilidade ao falar sobre o tema Nazismo ou qualquer tema que mexa com sentimentos nacionalistas, sempre com muito cuidado. 

Aqui há um pequeno vídeo em alemão sobre a Reunificação:


Um ótimo feriado a todos!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...