PESQUISAR NO GOOGLE

Faça sua busca aqui:
Pesquisa personalizada

PESQUISAR NO BLOG

30 de setembro de 2013

Brasileiros na Alemanha

Existem vários vídeos e reportagens sobre brasileiros na Alemanha, mas essa aqui (mais recente) foi uma das que mais conseguiram dar um panorama geral sobre os brasileiros vivendo na Alemanha. Por exemplo, eu sabia que o número do brasileirAs na Alemanha era maior que o de homens, mas não tinha um número oficial. Foi muito bom ter dados oficiais... Assistam:



Outros vídeos sobre brasileiros na Alemanha:

Esse eu não gostei tanto, por se tratar mais de experiências muito pessoais e mais focadas em Berlim... (a Alemanha não é só Berlim)


Atualização 05/05/2014
Também fizeram um programa sobre Munique



Uma reportagem sobre estudar na Alemanha:


E tem também o programa especial sobre a Alemanha com o meu amigo Igor a partir dos 12:40 minutos fazendo uma feijoada rsrsrs


Mascotes de futebol


Welches ist dein Maskottchen? Qual é o seu mascote? :-)




Qual é o seu mascote?

27 de setembro de 2013

Onde comprar livros de alemão

Como eu costumo indicar livros tanto no blog quanto no Facebook, muita gente me pergunta onde comprá-los, especialmente o pessoal que está no Brasil.

Atualmente eu só tenho indicado livros produzidos na Alemanha (com exceção da gramática do Welker e do dicionário semi-bilíngue). Ou seja, a maioria deles é vendido na Alemanha, só que as grandes livrarias do Brasil também os importam.

Eu não uso meu blog para indicar sites que disponiblizam ILEGALMENTE cópias em pdf dos livros e peço para todos os meus leitores não publicarem nenhum endereço de download ilegal de livros no meu blog. Não condeno ninguém que baixa livros ilegalmente na net, mas usem outros meios para isso, não este blog. (Eu, particularmente, prefiro ainda estudar usando livros de papel).

Para quem está na Alemanha
Quem está na Alemanha poderá comprar livros em qualquer livraria. A maioria das livrarias contém uma seção para línguas estrangeiras e dezenas de livros de alemão como língua estrangeira. Algumas livrarias têm uma oferta bem maior que as outras, mas isso você descobrirá visitando-as.

Na Alemanha existe o chamado "Buchpreisbindung", ou seja, todas as editoras são obrigadas por lei a definirem o preço de venda dos livros e TODAS as livrarias só poderão vender o livro (novo) por aquele preço. Ou seja, tanto faz em que livraria você vai comprar, todas terão o mesmo preço. Só há diferença de preço caso o livro tenha algum defeito (por exemplo, página amassada, com algum rabisco etc.). Esses livros são chamados "Mangelexemplare" (exemplares com falhas). As livrarias ficam livres para venderem esses livros com desconto. Eu já comprei dicionários e livros aparentemente perfeitos vendidos a preço de banana apenas por terem um rabisco. Mas nem sempre os livros em promoção serão aqueles que você está buscando, portanto, não se confie nisso. E mesmo que a livraria ponha um preço errado sem querer, não há direito do consumidor que faça você pagar o preço mais baixo, pois as livrarias têm que seguir, por lei, o preço dado pelas editoras. Os preços dados pelas livrarias são os mesmos de qualquer site da internet.

O bom de ir pra livraria é poder folhear e analisar o livro antes de comprar. Mas pra quem já sabe qual livro quer comprar, tanto faz comprar na internet ou na livraria.

Internet: pra mim a melhor opção de compra de livros é a Amazon. (amazon.de). Além de encontrar livros novos (pelo mesmo preço da livraria) e pelo rápido atendimento (já fiz encomendas que chegaram no dia seguinte), nunca se paga frete para pedir livros. Além disso, existe o Marketplace, ou seja, na própria Amazon você vê o preço dos livros novos e você vê gente que está vendendo aquele mesmo livro usado. Já comprei diversos livros no Marketplace e só recebi livros em perfeito estado, muitas vezes praticamente novos. No Marketplace você paga frete, mas talvez a diferença seja tão grande que valha a pena testar.

Tentem, por exemplo, ver o livro de vocabulário que eu já indiquei. Clique aqui: http://amzn.to/1dNPyl0
Vocês verão que o livro custa 18,99, mas que tem um vendedor vendendo por 13,00. Com mais 3 Euros de frete, dá 16,00. E o livro ele diz que é "wie neu". Bem, para todos que gostam de economizar um dinheirinho, mesmo que sejam apenas 2 Euros, nao custa nada conferir. Eu já comprei livros pela metade do preço.

A livraria Thalia e o site buch.de dão cupons de desconto por e-mail, às vezes. Às vezes eles dão 5 Euros de desconto se você comprar a partir de 20 euros. Não custa nada se cadastrar no site deles.

Obviamente vale a pena também conferir em sites como o EBay.

Dica: Não comprem direto no site das editoras. Elas geralmente cobram frete. (Só deixam de cobrar frete a partir de um valor mínimo. A Amazon manda qualquer livro de graça).

Para quem está fora da Alemanha
Existe um site de venda de livros que envia os pedidos para o mundo inteiro SEM COBRAR FRETE. Eu já indiquei esse site várias vezes. Chama-se Book Depository. É um site britânico, mas os preços dos livros têm pouca diferença dos preços da Alemanha. Bem, se pensarmos no preço que cobrariam para enviar livros da Alemanha ao Brasil, a diferença de preço que pode haver se torna irrisória. Eu garanto: já fiz pedidos por esse site, os livros sempre chegam. Acabo usando esse site para mandar presentes (livros) para meus amigos no Brasil.

Minha dica é olhar primeiro em sites do Brasil e ver o preço. Quando eu morava no Brasil, sempre comprava pela internet na Livraria Cultura. Eles sempre importam muitos livros de língua estrangeira. Mas dizem que a Saraiva  e a Submarino também têm boas opções. Depois confiram o preço no site Book Depository e vejam onde vale a pena comprar.

A Amazon é boa, mas só que eles cobram frete pro Brasil (e não é tão barato assim).

No Brasil também há os chamados "sebos". Eu encontrei o sebosonline.com e estantevirtual.com.br. Nunca comprei nenhum livro nestes sites, portanto, não sei se são bons ou de confiança, mas vocês podem relatar suas experiências nos comentários. Vocês têm mais dicas de onde comprar livros? Por favor, postem-nas nos comentários.

Links importantes:
Livros que já indiquei, clique aqui.
Análise de gramáticas, clique aqui.
Dicas de dicionários, clique aqui.
Livros paradidáticos em alemão, clique aqui.


23 de setembro de 2013

♫ Pohlmann. - Wenn jetzt Sommer wär ♫

Acabou o verão :( Que tristeza. Começou o outono, uma estação bonita para quem gosta de tirar fotos com a mudança das cores das árvores, mas é o sinal de que o longo período frio está começando.

Esses dias ouvi uma música muito legal pela primeira vez. Por isso, venho aqui compartilhar com todos:

O nome do cantor é Pohlmann. E a música se chama "Wenn jetzt Sommer wär" (Se agora fosse verão). O correto é "wäre", mas é comum os alemães comerem o "-e" de "wäre".

Para quem está no Brasil, aqui vai o link:


Como esse vídeo é bloqueado no Youtube da Alemanha, aqui vai o link para quem quer ver o clipe na Alemanha:



Ah, se agora fosse verão :-)

Wenn jetzt Sommer wär, wär ich hinterher
Mir nen Shirt anzuziehen und dann ab ans Meer
Und der Winter hier läge hinter mir
Ich hätt nen Eis auf der Zunge und würd nicht mehr frieren
Und wenn bei dir jetzt grade Sommer ist
Und du zu Hause sitzt und nicht raus gehst
Weil du mal wieder vorm TV klebst
Dann denke daran, wenn der Tag dich verliert
(oooohohh)
Dass sich das Wetter ändern wird

Wenn jetzt Sommer wär...

Wenn jetzt Sommer wär in meiner Heimatstadt
Dann würd ich raus auf?m Hof und dann ab aufs Rad
In die Batze fahren und vom Dreier springen
Und nachts auf der Strasse Jack Johnson singen
Und wenn bei dir jetzt gerade Sommer ist
Und du zu Hause sitzt und nicht raus gehst
(hmmmmm)
Weil du mal wieder vorm TV klebst
Dann denke daran wenn der Tag dich verliert
ooohhhhhhhhh
Dass sich das Wetter ändern wird

Wenn jetzt Sommer wär...

Und weil bei mir jetzt gerade Winter ist
Und ich den Sommer so vermiss
Send ich Grüsse aus dem Winter
An all die Sommerkinder

Wenn jetzt Sommer wär?
(uuhuhuuuuuuuuuu...yeah)
würd ich ab ans Meer
Wenn jetzt Sommer wär?
Wenn jetzt Sommer wär?
Wenn jetzt Sommer wär?
Dann würd ich ab ans Meer
Sommer...

17 de setembro de 2013

Vida na Alemanha: Eleições


Cartaz do SPD
Tempo para os filhos e para o trabalho.
Vote em vagas nas creches. 
Faltam apenas 5 dias. No fim de semana haverá eleições para o Parlamento da Alemanha. O que os alemães chamam de Bundestag é o equivalente em português ao parlamento. Lembrem-se de que só chamamos de "Bundestag" o parlamento alemão. Ao se falar sobre o parlamento brasileiro se usa o termo "Parlament", que é uma palavra também existente na língua alemã.

Neste tópico gostaria de dar uma vaga ideia do sistema eleitoral alemão, em especial para os brasileiros e portugueses com dupla nacionalidade que leem o blog e pensam em votar no próximo dia 22, mas também para todos os que gostariam de entender um pouco do sistema político alemão. Perdoem-me os cientistas políticos, juristas etc. caso deixe de usar algum termo correto. Basta me corrigir nos comentários :-)

A principal GRANDE diferença entre os sistemas políticos alemão e brasileiro é que a Alemanha adota o parlamentarismo enquanto o Brasil é um país presidencialista. Ou seja, no Brasil elegemos o presidente do país pelo voto direto e este é o chefe do governo e chefe do Estado ao mesmo tempo. Na Alemanha, o povo elege o parlamento. Este elege o/a chanceler (Bundeskanzler/Bundeskanzlerin) - que em alguns países é também chamado de primeiro-ministro. O/A Bundeskanzler(in) exerce a função de chefe de governo, ou seja, é ele/ela quem vai definir o rumo do governo durante o seu mandato. Atualmente quem ocupa este cargo é Angela Merkel. De fato, é o cargo político de maior poder no governo. O/A Bundespräsident(in) é escolhido(a) também pelo voto indireto (é eleito(a) pela Assembleia Federal) e tem função representativa (chefe de Estado). Atualmente quem ocupa este cargo é  Joachim Gauck. Ou seja, para deixar claro: os alemães vão votar no PARLAMENTO este sábado. Eles não vão votar nem no chanceler, nem no Presidente, pois estes são eleitos pelo voto indireto. Os alemães vão eleger os seus representantes no parlamento.
Cartaz dos Piratas
Teste transporte público local sem ticket.
(Seria o passe livre?)

A segunda diferença básica é que as eleições na Alemanha não são obrigatórias. Mesmo assim, boa parte dos alemães vota, pois todo mundo sabe que sem o voto, nada muda. Além disso, as eleições não são eletrônicas, mas ainda se usa a cédula eleitoral (Clichê: alemães só acreditam no que está no papel rsrsrsrs).

A terceira diferença é cultural. Conversei com alguns amigos meus alemães para saber suas opiniões sobre as eleições. Só que uma das coisas que aprendi bem rápido aqui é que alemão não costuma revelar seu voto (a não ser que seja uma pessoa bastante partidária). O voto é secreto e os alemães normalmente apenas dizem "Eu já sei em quem vou votar", mas raramente dizem em quem votaram, nem mesmo para amigos próximos. No Brasil, as pessoas têm pouco receio em dizer em quem vão votar ou votaram, até mesmo nas redes sociais. Então o ideal é não perguntar em quem alguém vai votar, mas se o assunto for política, pode-se perguntar se a pessoa vai votar, se já sabe em quem ou o que acha das eleições etc.

Como se vê nas fotos que ilustram o tópico, é permitido colocar cartazes nas ruas, mas não se podem sujar as ruas.. os cartazes têm que ser adicionados aos postes, árvores etc. mas nunca grudados direto nos postes.

Agora vou tentar dar um explicadinha básica sobre como vai funcionar as eleições através de vídeos (feitos pela BPB - Bundeszentrale für Politische Bildung) em alemão. Assim praticamos o alemão e entendemos um pouco mais das eleições:

1) Erst- und Zweitstimme
(die) Stimme - voto
(die) Erststimme - o primeiro voto
(die) Zweitstimme - o segundo voto



Resumo para quem não entende alemão:
São 598 lugares no parlamento: 299 (primeiro voto) + 299 (segundo voto). Cada eleitor vai fazer dois X na cédula eleitoral.
Primeiro voto:
Um cartaz do partido MLPD pedindo a proibição
de organizações fascistas.
Os habitantes da Alemanha são divididos em grupos de aprox. 250.000 habitantes (chamados de Wahlkreis). Em cada Wahlkreis, os partidos podem indicar um candidato, mas pessoas com candidatura independente também podem concorrer. O candidato que receber o maior número de votos num determinado Wahlkreis ganha uma vaga no parlamento. Na cédula eleitoral, o eleitor terá que escolher um (e apenas um) candidato do seu Wahlkreis como primeiro voto.

Segundo voto: 
Cada partido em cada estado da federação envia listas de candidatos para concorrer ao resto das vagas do parlamento. No segundo voto, o eleitor tem que escolher qual partido (em outras palavras, qual lista de candidatos) ele quer enviar ao parlamento. Depois conta-se a porcentagem de votos que cada partido recebeu. Baseado nessa porcentagem, os partidos recebem as vagas restantes no parlamento. Como essas vagas são preenchidas é baseado também em cálculos e fórmulas complicadas, também de acordo com o número de Wahlkreisen e da população de cada estado.

Vejam aqui tabelas para saber desses números e fórmulas.
Ou clique aqui para ver um exemplo de listas de candidatos (como exemplo, o estado de Baden-Württemberg).

Mais um cartaz dos Piratas
falando sobre censura.
2) Fünf-Prozent Hürde (Sperrklausel)
Essa é uma das partes mais interessantes das eleições alemãs. Existe a chamada Sperrklausel (Cláusula de Barreira) que diz que um partido que não obtiver pelo menos 5% dos Segundos Votos (ou que ganhar em três Wahlkreisen) não poderá ser eleito para o parlamento. Ou seja, se um partido não alcançar 5% dos votos, nenhum dos candidatos daquele partido que tenha recebido votos, entra no parlamento.
A ideia por trás dessa cláusula (e que é atualmente aplicada com algumas variações porcentuais em vários países da Europa) é evitar que haja muita divisão partidária no parlamento, o que dificulta a governabilidade. Os alemães aprenderam isso depois do fracasso da República de Weimar. O grande número de partidos foi uma das coisas que possibilitou também que partidos com ideia extremistas (como o partido nacional-socialista de Hitler) obtivesse lugares no Parlamento. Assim, querem evitar que países com ideias extremistas consigam representantes no poder, a não ser que atinjam pelo menos 5% dos votos do país.

 (No Brasil, o STF considerou esta cláusula inconstitucional, mas alguns estudiosos dizem que é o que falta para a democracia no Brasil se estabelecer de forma mais plena. Para refletir: Tomemos agora os exemplos recentes de divisões de partidos. Surgiram vários novos partidos para estas eleições. No fim das contas, temos dezenas e dezenas de partidos e essa grande divisão partidária pode atrapalhar o governo de qualquer partido que consiga chegar ao poder).

Assista agora ao vídeo em alemão sobre a Sperrklausel:

Cartaz do Partido dos Verdes defendendo
uma agropecuária "verde"
(ecológica e sustentável). 

Existem mais regras para o preenchimento das vagas no parlamento, o que pode levar a um número bem maior que 598 lugares. Mas isso vocês podem ler no site da BPB.

3) O que dizem os partidos? 
Uma coisa que me impressionou sobre as eleições aqui é que há muito mais partidos do que eu imaginava. Atualmente concorrendo são 29 partidos. (partido = Partei).

Mas é claro que apenas uns 8-10 partidos são historicamente conhecidos por terem grande representatividade no país. Entre eles CDU, SPD, FDP (filhos da puta!?!?), die Grünen (os verdes), die Linke... há também o partido de extrema direita chamado NPD e um novo partido que vem chamando a atenção de todos que são os Piraten (os Piratas) hehehehe. Para ver uma lista completa dos partidos concorrendo às eleições de setembro, clique aqui.

Cartaz do partido Die Linke pedindo a introdução de um salário
mínimo e de um imposto para milionários. 
O mais legal é que criaram o Wahl-o-Mat. É um site para ajudar os eleitores a saberem quais as propostas e posicionamentos de cada partido. Fizeram 38 perguntas a cada partido sobre seus posicionamentos a respeito de 38 temas, por vezes, polêmicos, mas sobretudo importantes para o mandato do(a) próximo(a) chanceler. Os eleitores podem responder às 38 perguntas, escolher até 8 partidos e comparar as respostas. No fim, tem-se a porcentagem dos partidos cujas respostas mais se aproximam daquilo que você pensa. O Wahl-O-Mat tem sido elogiado por diversas pessoas.

Quer tentar? Se você fosse votar no dia 22 de setembro, em que partido você votaria? Responda às perguntas do Wahl-O-Mat e veja sua resposta. Clique aqui.

(Obrigado especial ao meu amigo Matthias que me ajudou com dicas para escrever este post).

Qual é a sua opinião sobre as eleições alemãs? Compartilhe!

7 de setembro de 2013

Rammstein e outras bandas de som pesado \m/


Sim, a Alemanha não é só terra da música clássica, mas também a terra de inúmeras bandas e festivais de heavy metal e foi/é um campo aberto para a cena punk, gótica etc. Pra quem gosta desse universo, a Alemanha é o país certo.

P.S. Antes que fãs venham aqui discutir se uma banda é de Heavy Metal ou Punk ou Rock ou Pop-Rock, ou isso ou aquilo, estou colocando todas as bandas aqui num mesmo saco... ou seja, músicas com muita guitarra, bateria e gritaria :-) Se é heavy metal ou não, por favor, discutam entre si. Eu não sou expert em música e por isso podem me corrigir à vontade. Só estou me justificando... A cena da música hoje é muito diversificada e há muitas classificações. Nem sempre consigo acompanhar todas elas, então quem quiser dizer "Banda X não é metal", fique à vontade. :-)

O objetivo do tópico é mencionar algumas bandas de som pesado (seja rock, heavy metal, punk etc.) que cantam em alemão. (Bandas que cantam em inglês não entraram na pequena lista). Esqueci a sua banda? Então escreva um comentário :-)

1) Rammstein
A banda de som pesado mais famosa entre os brasileiros é, sem dúvida, Rammstein. Muitos estudantes brasileiros se interessaram pela língua alemã para entender as letras de Rammstein. Ponto positivo... muitas das letras são interessantíssimas para estudantes da língua, pois eles gostam muito de fazer jogos de palavras como em "Du hasst" (você odeia) e "Du hast" (você tem). Se você gosta deste tipo de som, não deixe de conferir suas músicas.

"Du Hast"


Du
Du has(s)t
Du has(s)t mich

Du hast mich
Du hast mich gefragt
Du hast mich gefragt
Du hast mich gefragt
Und ich habe nichts gesagt

Willst du bis der Tod euch scheidet
Treu ihr sein für alle Tage?
(Ja) nein
(Ja) nein

Willst du bis der Tod euch scheidet
Treu ihr sein für alle Tage?
(Ja) nein
(Ja) nein

Du
Du has(s)t
Du has(s)t mich

Du hast mich
Du hast mich gefragt
Du hast mich gefragt
Du hast mich gefragt
Und ich habe nichts gesagt

Willst du bis der Tod euch scheidet
Treu ihr sein für alle Tage?
(Ja) nein
(Ja) nein

2) Eisbrecher
Verrückt = louco, maluco



Du sagst, ich bin anders,
Ich sag du hast Recht.
Du sagst dir gehts prächtig,
Das heißt dir gehts schlecht.
Ich bin unersättlich,
Krieg niemals genug.
Greif' in deine Wunden
Und schüre die Glut!

Es ist angerichtet,
Es ist mir ein Fest.
Ich leck' deine Lippen
Weil du mir schmeckst.
Oh, bin ich dir peinlich,
Mach ich dir Angst?
Wer ist normal hier
Und wer ist hier krank?!

[Chorus]
Die Entscheidung ist gefallen,
Die Ladung in mir tickt, tickt, tickt, tickt
Nichts wird mehr wie früher sein.
Zum Glück bin ich verrückt.

Ich bin auf Bewährung,
Nein, gut bin ich nicht.
Dein hässlicher Bruder,
Ein Schlag ins Gesicht.
Du sagst ich bedroh' dich,
Bin neben der Spur.
Du glaubst ich versteh dich?
Ich quäl' dich doch nur.

Ich hab keine Ahnung,
Erinner mich nicht,
Plädiere auf Freispruch,
Ich bin nicht ganz dicht.
Du sagst ich bin peinlich,
Sag mach ich dir Angst?
Was ist schon normal hier
Und wer ist hier... und wer ist hier krank?

Die Entscheidung ist gefallen,
Die Ladung in mir tickt, tickt, tickt, tickt 2x
Nichts wird mehr wie früher sein.
Zum Glück bin ich verrückt.

Zum Glück bin ich verrückt,
Zum Glück bin ich verrückt,
Die Ladung in mir tickt,
Zum Glück bin ich verrückt!
Verrückt!

3) Die Ärzte

Não sei se "Die Ärzte" pode ser considerado "Metal"... mas como falei, o importante não é a classificação e sim, muita guitarra... :-) Letra no próprio vídeo:


4) Oomph!



Links, rechts, geradeaus
Du kommst hier nicht mehr raus
Links, rechts, geradeaus
Du kommst hier nicht mehr raus

Der Wahnsinn hat mich eingesperrt
Und deine heile Welt verzerrt
Hat sich in deinen Kopf gepflanzt
Lauf, Kind, lauf, so schnell du kannst

Du weißt nicht mehr, wer du bist
Du weißt nicht mehr, was Liebe ist
Dein Spiegelbild hat sich entstellt
Niemand ist hier, der zu dir hält

Klopf klopf, lass mich rein
Lass mich dein Geheimnis sein
Klopf klopf - Klopf klopf
Klopf klopf, lass mich rein
Lass mich dein Geheimnis sein
Klopf klopf, lass mich rein
Lass mich dein Geheimnis sein

Links, rechts, geradeaus
Du bist im Labyrinth
Links, rechts, geradeaus - Links, rechts, geradeaus
Keiner kann dir sagen, welche türen die Richtigen sind
Mein verlornes Kind
Links, rechts, geradeaus
Du bist im Labyrinth
Links, rechts, geradeaus - Links, rechts, geradeaus
Keiner kann dir sagen, wer die Guten und die Bösen sind
Mein verlornes Kind

Du hast mich oft aus dir verbannt
An meinem zorn dein Herz verbrannt
Dein 2. ich, die 2. Haut
Hab ich in deinem Kopf erbaut

Wenn ich in deine Seele tauche
Und dich für meine Lust gebrauche
Dann werd ich deine Sinne blenden
Das Spiel kannst nur du selbst beenden

Klopf klopf, lass mich rein
Lass mich dein Geheimnis sein
Klopf klopf - Klopf klopf
Klopf klopf, lass mich rein
Lass mich dein Geheimnis sein
Klopf klopf, lass mich rein
Lass mich dein Geheimnis sein

Links, rechts, geradeaus
Du bist im Labyrinth
Links, rechts, geradeaus - Links, rechts, geradeaus
Keiner kann dir sagen, welche türen die Richtigen sind
Mein verlornes Kind
Links, rechts, geradeaus
Du bist im Labyrinth
Links, rechts, geradeaus - Links, rechts, geradeaus
Keiner kann dir sagen, wer die Guten und die Bösen sind
Du bist im Labyrinth...
Du bist im Labyrinth...

5) Serum 114

Gente, que música é essa? "Du bist zu fett" (Você é gordo(a) demais)..  e essa letra?? "Du bist zu fett, keiner liebt dich und keiner will mit dir ins Bett" (Você é gordo demais, ninguém te ama e ninguém quer te levar pra cama). Oi? Deve ter gente que acha legal essas letras...



Keiner will dich, keiner mag dich
Jeder hasst dich, keiner will mit dir ins Bett

Du bist zu fett!
Du bist zu dick und keiner will dich (Du bist zu fett)
Du bist zu fett!
Und keiner will dich sehn
Du bist zu fett! (Du bist zu fett)
Du bist zu fett! (Du bist zu fett)
Du bist zu fett! (Du bist zu fett)
Und keiner will dich sehn!

Du wiegst nur 40 Kilo, bist fast 2 Meter groß
Doch am liebsten gehst du kotzen, wenn du dich ansehen musst
Deine Freunde sagen, dass du mal ein Model wirst
Doch du schneidest dir die Haare ab, wenn du dich im Spiegel siehst

Keiner will dich, keiner mag dich
Jeder hasst dich, keiner will mit dir ins Bett

Du bist zu fett!
Du bist zu dick und keiner will dich (Du bist zu fett)
Du bist zu fett!
Und keiner will dich sehn
Du bist zu fett! (Du bist zu fett)
Du bist zu fett! (Du bist zu fett)
Du bist zu fett! (Du bist zu fett)
Und keiner will dich sehn!
Du bist zu fett! (Du bist zu fett)
Du bist zu fett! (Du bist zu fett)
Du bist zu fett!
Und keiner will dich sehn!

Zum Frühstück ein Glas Wasser und ein Knäckebrot
Das muss genug sein, denn sonst gehst du auf, wie ein Hefekloß
Und dein Zeigefinger steckt tief in deinem Hals
Wenn deine Waage mehr als 40 Kilogramm anzeigt

Keiner will dich, keiner mag dich
Jeder hasst dich, keiner brauch dich
Keiner liebt dich, keiner will mit dir ins Bett

6) Betontod

E essa aqui canta: "Wir spielen keine Popsongs, wir lieben nur die harte Melodie" (Não tocamos músicas pop, só amamos melodia pesada (dura)".



Wohooo, wohoooo, wohoooo o! (4x)

Ihr habt uns nie gewollt,
Ihr habt uns nie gepuscht,
Ihr habt uns ignoriert,
nur weil wir anders sind.

Das passt nicht ins Konzept,
Das soll ein Name sein,
Wir passen uns nicht an,
Wir stehen für uns ein.

(Bridge)
Und wenn ich ganz kurz überleg,
Was könnten wir erreichen?

(Refrain)
Wir spielen keine Popsongs, (wohooo)
Wir lieben nur die harte Melodie.
Wir scheißen auf den Mainstream, (wohooo)
Passen nicht in eure Strategie!

Wohooo, wohoooo, wohoooo o!

Die ganze Industrie,
und ihre Machenschaften.
Wir haben uns nie verkauft,
Wir bleiben wer wir sind!

E pra terminar... um casamento no festival Wacken:



Dia da Independência

Hoje é Dia da Independência do Brasil e nada mais do que um minivídeo para todos aqueles que querem dizer isso em alemão. Para você que prefere dizer "Independence Day" por pura comodidade.



Agora você já pode dizer isso pros seus amigos. :-)

E parem de reclamar que a palavra é grande, gente.. ou vocês querem me dizer que "DIA DA INDEPENDÊNCIA" não é grande? :-)

Ah, tem mais uma. Feriado nacional = Nationalfeiertag

6 de setembro de 2013

Verbos no fim da oração alemã. Será que eles são pacientes?


Qualquer um que começa a estudar alemão aprende rapidamente que é comum o verbo principal aparecer no fim da frase. Alguns exemplos:

Com verbos modais: Ich will Deutsch lernen. 
Com tempos verbais compostos: Ich habe Deutsch gelernt. / Ich werde Deutsch lernen.
Em orações iniciadas por conjunção subordinativa:  Ich weiß, dass du Deutsch lernen willst.

E se já não bastasse, um verbo também pode se partir ao meio e um prefixo também pode aparecer lá no fim da frase (isso já foi bem explicado aqui.)

Jeden Tag räumt sie die Küche auf.

Bem... aí os professores (eu sou professor, estou me incluindo também hehe) SEMPRE dizem: "Por isso que os alemães têm que sempre esperar até o fim da frase pra entender o que a pessoa quer dizer, pois um mero prefixo pode mudar todo o sentido do verbo"... Aí é comum darem exemplos bem esdrúxulos, como:

Herr Müller brachte gestern Abend nach der Schule seine Freundin.... (tchan tchan tchan - música de suspense) ... UM!

"Brachte...um" - vem do verbo "umbringen". "Bringen" sozinho quer dizer "trazer" (em outros casos "levar"). mas "umbringen" quer dizer "matar, assassinar".. ou seja, o Sr. Müller não levou sua namorada a lugar nenhum, ele a MATOU... mas só dá pra saber isso quando o alemãozinho resolver terminar a bendita frase.

Esse é um exemplo clássico. Mas será que é assim mesmo? Será que só dá pra saber o sentido da frase no fim?

A resposta é não. Já fizerem pesquisas científicas até sobre o que se passa no cérebro de um falante de uma língua que usa verbos no fim (Sim, gente, o alemão não é a única língua que põe verbos no fim. O japonês, por exemplo, têm o verbo sempre no fim da frase). Eu não tenho o link para as pesquisas agora em mãos, mas assisti a palestras sobre isso - quando achar os estudos ponho aqui.

Os resultados dos estudos comprovaram cientificamente algumas coisas óbvias: em alemão, o fato de haver vários casos em que o verbo vai pro final faz com que o falante já preveja mentalmente o que vai ser dito, mesmo que a pessoa não termine a frase. Essa história de que o falante alemão fica esperando até o último momento para entender a frase é balela.

Quando alguém diz:

"Ich habe das Buch...", quem ouve já fica imaginando o que pode vir depois. É claro que isso acontece automaticamente, em menos de um segundo.. sem que o falante se dê conta.

ICH HABE DAS BUUUUUUUCH...

Alguns vão pensar "gelesen", outros talvez pensem "verkauft". Se o falante disser "gelesen", o ouvinte apenas confirma o que ele já imaginava. O alemão fica surpreso apenas quando o verbo final foge à sua previsão. Por exemplo, se alguém disser "Ich habe das Buch gegessen" (Eu comi o livro), o ouvinte vai ficar pensando "Entendi isso direito? Ele comeu mesmo?"

Ou seja, no caso do cara que matou a namorada... no começo todo falante de alemão vai não vai imaginar que ele a matou. O prefixo "um" pode causar uma surpresa. Mas esses casos são menos comuns. Numa conversa normal, onde os participantes saibam do contexto da conversa, o normal é que os falantes já entendam do que se trata antes de a última palavra ser dita.

Isso funciona muito bem com expressões fixas, do tipo:

"ein Foto machen" (tirar uma foto) ou "die Zähne putzen" (escovar os dentes)

No momento em que alguém fala: "Kannst du ein Foto....?" todo mundo já imagina que o verbo final vai ser "machen". Se você aparecer com uma pasta de dente na mão e uma escova e disser "Ich muss meine Zähne..." fica claro que será "putzen". Não é a última palavra que decide.
Se der um branco, é comum os alemães ajudarem a completar a frase.

Ou seja, alemães podem, sim, interromper conversas, quando eles já se derem conta do que você quer dizer. Nada de ficar aí dizendo que alemão é sempre educadinho esperando frases acabarem. Por outro lado, o fato de se usar o verbo no final pode ser de grande ajuda para estrangeiros, pois se você esquecer o verbo, você pode dizer todo o resto da frase... é comum os alemães te ajudarem a encontrar o verbo que você está procurando e completar sua frase.


Por isso vamos fazer um pequeno exercício, complete a frase com o primeiro verbo que lhe vier à cabeça, o mais óbvio e ponha sua tradução para o português nos comentários.

a) Maria hat ihrem Freund ein Geschenk ___________.
b) Pedro will Deutsch ____________.
c) Sorry, ich habe meine Brille im Auto ____________.
d) Die Touristen haben den ganzen Tag in der Sonne ________________. 

5 de setembro de 2013

A preposição FÜR

O tópico de hoje vai tratar de uma interferência da língua portuguesa ao falar alemão... o uso equivocado de FÜR :-) Só vou tratar dos casos em que a culpa é do português... a pessoa pensa em português, traduz ao pé da letra pro alemão e se dá mal. Antes de começar a ler o tópico, aperte o play neste vídeo como trilha sonora do tópico... o clássico de Beethoven "Für Elise"



Vamos lá aos exemplos:

1) PARA + Infinitivo Pessoal não se traduz com FÜR + infinitivo

O português tem algo chamado de "Infinitivo Pessoal", inexistente nas demais línguas românicas. É um fenômeno típico do português. Pra quem não entende de gramática muito bem, o Infinitivo Pessoal é uma forma que a língua portuguesa tem de "conjugar" o infinitivo de um verbo. Ou seja, a gente pega um verbo qualquer como "SER" e acrescenta terminações de número e pessoa (como SEREM, SERES, SERMOS). Isso, na verdade, é algo muito prático, pois faz que com que nós evitemos frases complicadas. O grande problema é que não dá pra transportar isso pras outras línguas, pois não há infinitivo pessoal em outros idiomas latinos, nem no inglês, muito menos no alemão.

É muito comum ver frases de brasileiros/portugueses assim:

a) Ich habe ein Buch gekauft für meine Kinder lernen Deutsch.
b) Ich habe meinen Mann angerufen, für er mich abholen.
c) Wir wollen nach Deutschland reisen für lernen Deutsch.

Acreditem... frases assim são muito comuns de se ouvirem ou lerem por aí... :-) Percebe-se aqui claramente uma interferência do português:

Eu comprei um livro para meus filhos aprenderem alemão.
Liguei para meu marido para ele me buscar.
Queremos viajar para a Alemanha para aprender(mos) alemão.

Neste caso, o falante de português tem que entender que a preposição "para" neste caso indica finalidade. Por isso, devemos procurar em alemão as conjunções que indiquem finalidade.

Há duas principais: UM...ZU e DAMIT. Eu já fiz um tópico sobre elas. Clique aqui. O "um...zu" é bem parecido com a ideia do português, pois usa o infinitivo (com ZU). Mas o sujeito tem que ser o mesmo e não pode ser mencionado na oração subordinada.

Wir wollen nach Deutschland reisen/fahren/fliegen, UM Deutsch ZU lernen. (para aprender alemão).

Em outras palavras, não dá pra colocar um sujeito com "um...zu". Não dá dizer "para NÓS aprendermos alemão", por exemplo, como se faz em português. Se você quiser colocar um sujeito, terá que usar a conjunção DAMIT e conjugar o verbo no fim da frase.

... DAMIT wir Deutsch lernen. (para nós aprendermos alemão)

Conforme citado antes, sugiro ler o tópico sobre UM...ZU e DAMIT para tirar mais dúvidas. Clique aqui.

2) FÜR em objetos indiretos

Em português, o objeto indireto (de verbos bitransitivos) se dá normalmente com a preposição A ou PARA.
Eu dei um presente. PARA quem? PARA minha mãe.
Eu vendi o celular. PARA quem? PARA meu irmão.

Por causa disso, muitos brasucas e portugas querem usar FÜR.

Nesse caso constroem frases assim:
Ich habe ein Geschenk für meine Mutter gegeben.
Ich habe das Handy für meinen Bruder verkauft.

E quem nunca ouviu o clássico "Er hat für mich gesagt" (Ele disse pra mim)?

Neste caso não podemos esquecer de que em alemão há quatro casos e um deles (o dativo) é usado (na maioria dos casos) justamente para marcar PARA QUEM em caso de verbos bitransitivos. Então não há necessidade de se usarem preposições. É algo com o qual temos que nos acostumar. A ordem também é geralmente inversa: primeiro a pessoa, depois o objeto.

Eu dei um presente para minha mãe.
Ich habe meiner Mutter ein Geschenk gegeben.  (Vejam bem... não precisa do "für".. basta colocar no dativo "meiner" - a terminação -ER do dativo feminino... coloca-se, em geral, a pessoa antes da coisa/do objeto).

Er hat mir gesagt, dass... (Ele me disse que... - não precisa usar "für").

Perceba a diferença:
Ich habe meinem Bruder das Handy verkauft.
("meinem Bruder" está no dativo... portanto, "meu irmão" é a pessoa para quem se vendeu o celular. Ou seja, foi meu irmão que comprou o celular de mim)
Ich habe das Handy für meinen Bruder verkauft.
("für meinen Bruder" neste caso indica que estou fazendo um favor ao meu irmão. O celular provavelmente é dele e ele me pediu para vendê-lo. Outra pessoa o comprou, não o meu irmão).

Dá pra perceber a diferença? :-)

Se pra você for muito difícil se acostumar dizer esses verbos sem usar preposição, para alguns deles dá pra usar a preposição AN + acusativo.

Ich habe meinem Bruder einen Brief geschrieben.
Ich habe einen Brief an meinen Bruder geschrieben.

Beethoven
No caso acima, dá no mesmo. (Tem que saber com quais verbos dá certo).

Mas se você disser "Ich habe einen Brief für meinen Bruder geschrieben", dá-se a entender de que você fez um favor pro seu irmão ou fez algo em homenagem a ele, mas não necessariamente tendo ele como destinatário, por exemplo, quando alguém escreve uma música FÜR alguém :-)

Lembram-se do clássico de Beethoven "Für Elise"? :-) Pois é... a música foi escrita PARA ELA, em sua homenagem.


Mas peraí... Não dá pra dizer "Fürs Lernen" no sentido de "para aprender"? 

Jein... Dá, mas nesse caso é um verbo substantivado... o estilo é outro.

Por exemplo: Dieses Buch wurde für das Selbstlernen konzipiert. (Este livro foi desenvolvido para o aprendizado autodidata)... Neste caso o "FÜR" também indica finalidade, mas o fato de usarmos um verbo substantivado torna o estilo da frase um pouco diferente. Em geral, ao traduzir, tenta-se buscar um substantivo que se adeque ao sentido dessas construções. Pois quando alguém opta por usar um "substantivo" em vez de uma oração completa, o estilo é um pouco mais rebuscado.

Bem, vou terminar o tópico por aqui. Espero que tenha esclarecido alguma coisa, apesar de saber que sempre há dúvidas no uso das preposições. Vocês se lembram de outros usos confusos de "für"?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...