PESQUISAR NO GOOGLE

Faça sua busca aqui:
Pesquisa personalizada

PESQUISAR NO BLOG

13 de maio de 2010

Aprender alemão em quanto tempo? Como?

Olá,

eu sempre recebo perguntas: olha, vc pode me dizer quanto tempo é necessário para aprender alemão? Para atingir o nível básico, intermediário, para ser fluente?

Eu queria dizer a todos vocês o seguinte. Responder a esta pergunta é impossível.

Primeiro, eu não conheço nenhum de vocês pessoalmente, não sei com que facilidade vocês aprendem idiomas, se vocês já conseguiram aprender outros idiomas e com que rapidez/facilidade, quantas horas por dia vocês se dedicam ao alemão, se você tem medo de falar para não errar e acaba não praticando, se você é motivado, de que formas você aprende melhor etc.

São tantas variáveis que não dá pra dizer aqui uma fórmula mágica.

Vamos derrubar alguns mitos:
- O seu curso de língua lhe prometeu que você vai aprender alemão em X semestres.
O aluno brasileiro é muito mal acostumado devido à vida escolar que a gente tem. Na escola ainda há o pensamento de que o professor é o detentor do conteúdo e de que TUDO só é aprendido se o professor disser em sala de aula. É como se o professor fosse o detentor de todo o conhecimento e que os alunos viessem pra aula esperando sair de lá ILUMINADOS. E prestem atenção que os fracassos dos alunos são sempre colocados nas costas do professor:
"Ah, não aprendi porque a aula do professor era ruim"
"... pq o livro era ruim"
"... pq o curso não era bom" etc.

Aí o aluno muda de um curso pro outro na esperança de que agora ele aprenda. Só que ele não percebe que ele só vai aprender quando ele realmente QUISER e SE ESFORCAR não vai ser curso nenhum que vai fazê-lo aprender.

Então, cursos de língua que prometem que você vai aprender em X meses/anos estão mentindo. O curso vai apenas oferecer aulas durante aquele período de tempo. Se você vai aprender ou não vai depender de VOCÊ. Todo mundo sabe que o professor dá a mesma aula para a mesma turma e tem aqueles que aprendem mais rápido, outros mais devagar e tem aqueles na mesma turma que não aprendem, que não progridem. Acreditem no que eu vou dizer agora: os que aprendem, aprendem mais FORA DA AULA do que dentro. O segredo não é o curso e sim, quanto tempo os alunos passam fora da sala de aula usando a língua, mantendo contato, praticando etc.

- dá pra aprender alemão em X meses?
Como eu disse antes. Não há como responder a essa pergunta. Varia de pessoa pra pessoa. Aprender uma língua requer tempo, disciplina e prática (e uma certa dose de talento, mas que não impede que outras pessoas com menos talento para idiomas aprendam).

Já tive uma aluna que se matriculou num curso intensivo de alemão e no primeiro dia de aula eu avisei que o curso intensivo era muito puxado, que isso iria requerer tempo fora da aula para estudar o que havia sido ensinado para conseguir acompanhar o ritmo do curso. Ela me disse que trabalhava muito e que o único tempo que tinha era o tempo que ela havia reservado pra IR para o curso. (Ou seja, mais uma pessoa que ainda acredita que vai aprender a língua NO CURSO). Ainda por cima, ela tinha extrema dificuldade de aprender, de pronunciar... ou seja, em seu caso, já que ela tinha muita dificuldade, mais tempo e prática em casa seriam ESSENCIAIS para aprender alemão. É claro que não deu certo...

Então não adianta pensar em se matricular num curso de alemão intensivo (seja no Brasil ou na Alemanha) para atingir nível X em X meses se o CURSO for a sua única forma de aprender alemão.

Tenho um conhecido que passou na prova do DSH (prova para se poder estudar numa universidade alemã que tem um nível altíssimo de conhecimentos da língua e requer também muita destreza pois o tempo dado é curtíssimo) depois de APENAS um ano morando aqui e começando praticamento do ZERO. Possível? Claro. Ele teve a sorte de durante esse período ter arranjado um amigo alemão com quem ele só falava alemão quase que diariamente. E aí fez durante esse ano vários cursos, tanto regulares quanto intensivos.

Conheço pouquíssimas pessoas que aprenderam alemão em tempo recorde. A maioria precisa de alguns anos. Mas não vejo como sendo impossível aprender alemão rapidamente. Como falei antes, vai depender de tempo, disciplina e prática.

- o último PROBLEMA: o que é aprender alemão?

Eu sempre me vejo diante de um dilema quanto ouço a pergunta: dá pra aprender alemão em X meses?

Aí eu me pergunto: o que é APRENDER ALEMAO para essa pessoa? O que ela tem que saber para poder dizer que APRENDEU ALEMAO? Quando alguém te faz a pergunta: "Você fala alemão?", a partir de qual nível de fluência você começa a dizer "Falo"? Ou será que você vai passar a vida toda dizendo "Um pouco" ou "Mais ou menos" mesmo falando alemão fluente, mas só pq não é perfeito?

O que você pensa saber depois dos seus X anos/meses no curso? Falar fluentemente sem pensar em português antes? Ler um texto sem ter que olhar no dicionário? Assistir a um filme sem ver legenda? (Acredite, filmes sem legendas são sempre um nível ALTÍSSIMO da língua, pois nem todo diálogo é feito de palavras e termos de conhecimento de todos... até filmes brasileiros cheios de gírias regionais não é entendido por todo mundo! Então não se desesperem se não entenderem tudo num filme).

Tem gente que já se dá pro satisfeito manter uma conversa, entender o que o outro está falando e conseguir se comunicar (mesmo com erros e com certa dificuldade). Tem gente que já diz que fala alemão só em conseguir entender e se comunicar. Ou seja, tem pessoas que exigem mais de si mesmas e outras já se dão por satisfeitas com pouco.

Então pergunte-se primeiro o que é APRENDER ALEMAO pra você. Se vc é daqueles que só vão dizer que aprenderam alemão quando assistirem a um filme sem legenda, acrescentem alguns anos de estudo nos seus planos e uma estadia na Alemanha. Se você é daqueles que quer viajar como turista e conseguir falar alemão nos lugares que você visitar, alguns poucos meses já serão suficientes.

É por isso, que estou convencido de que o APRENDIZADO é tarefa quase que exclusiva do APRENDIZ, pois não há como haver um curso que ofereça para uma turma com vários alunos, cada um com um objetivo diferente no idioma, que eles cheguem ao mesmo nível, sendo que cada um vai aprender o que quer e da forma como quer .-)

22 comentários:

  1. Concordo plenamente! Existe também um ponto importante sobre aprender alemão na Alemanha: a maioria das pessoas fala inglês. Algumas pessoas preferem falar em inglês com você para praticar, outras porque não têm paciência para ouvir você falando devagar e outras, uma mistura dos dois. Sempre fico com raiva quando começo a falar em alemão e a pessoa me responde em inglês. Depois reclamam da comunidade turca que não fala alemão direito. Os alemães não são pacientes.

    ResponderExcluir
  2. Eu sinto muito a falta de um professor, mas não necessariamente de um curso. Explico-me: gostaria de ter um tutor experiente nos meus estudos, que me tirasse dúvidas, me orientasse em exercícios. Pela minha experiência de cursos de inglês, não gosto de cursos onde a pessoa chega para ver a "aula do dia no livro usado".

    O problema é: não tenho dinheiro para isso. Portanto, tenho que me virar sozinho mesmo, com o tempo que dá.

    O que é "aprender alemão" para mim? Se eu conseguir ler os livros que tenho (e outros que quero comprar), já ficaria muito feliz. Pelo menos, os gibis que comprei aí já estou me acostumando bem ;-)

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Excelente texto!

    É isso que eu vivo dizendo pros meus amigos que não conseguem aprender inglês ou para aqueles que já até terminaram um cursinho e não aprenderam nada.

    Eu, no momento, estou aprendendo alemão sozinho, e como o Cristiano Silva disse aí nos comentários eu também gostaria de conhecer alguém só para tirar algumas dúvidas.

    Não gosto de fazer cursos porque você é "obrigado" a aprender na velocidade deles. E eu sou uma pessoa que num mês estou empolgado e me mato estudando, já no outro mês não estudo nada. Então eu gosto de aprender no meu ritmo e do meu jeito.

    Legal a postagem. Até a próxima!

    ResponderExcluir
  4. Olá, eu estou morando em Berlin e gostaria que vc me indicasse uma escola boa para aprender alemao
    obrigado

    ResponderExcluir
  5. Muito bom o post, voltei recentemente de uma rápida visita a Alemanha e super empolgado em aprender o idioma. Já falo inglês, fluentemente, e estou (começando sozinho) a estudar alemão. Pretendo, ano que vem, me matricular em um curso regular na minha cidade..mas já estou fuçando em tudo sobre o idioma. Realmente o seu questionamento sobre "o que é aprender alemão" é bem pertinente, já pus o blog nos favoritos e sempre vou estar por aqui! Parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  6. Concordo plenamente contigo, e suas palavras muito bem articuladas sintetizam a velha visão que temos ainda da escola, e que precisamos mudar, de que o professor tem que depositar conhecimento no aluno, tal como em uma conta bancária, para que se rendam os juros do conhecimento. Isto, em detrimento de se ensinar a pensar, a aprender a melhor maneira de aprender (Autoconhecimento), e de que o esforço é necessário tanto para os que aprendem mais rápido, quanto os que têm mais dificuldade. A educação bancária a que me referi é uma citação de Paulo Freire em seu livro "Psicologia do Oprimido".

    ResponderExcluir
  7. Concordo com a maior parte das suas ideias aqui partilhadas. A minha experiência diz que existem alguns factores preponderantes para aprender alemão em tempo record:
    - ser empenhado, fazendo exercícios diariamente e comunicando-se oral e por escrito com algum nativo;
    - frequentar um curso intensivo;
    - ouvir muita rádio em alemão, ver tv em alemão e ler revistas, jornais e livros em alemão, mesmo que ao início apenas se perceba o sentido e não cada palavra...
    Alguns pré-requisitos que ajudam mais no processo é:
    - saber o que cada elemento gramatical significa, mesmo na sua língua: por exemplo o que é um complemento, um substantivo, um verbo... assim facilitará na hora de compreender quando em alemão explicarem a parte de gramática.
    - ter um conhecimento abrangente, quero dizer, mesmo na língua nativa, nós sabermos um pouco de tudo, pois isso ajuda na hora de perceber alguns textos de áreas mais específicas e não de coisas comuns do dia-a-dia.
    - ser de iniciativa e não se esconder com medo de errar ou fazer má figura, pois ao início todos nós a fazemos e mesmo na nossa língua mãe muitas vezes metemos os pés pelas mãos.
    Eu vivo há quase três anos na Alemanha e estou-me preparando agora para o C1. Por isso, vou aparecer de certo mais vezes por aqui ;-)

    ResponderExcluir
  8. Muito bom! Começarei alemão no próximo semestre e pretendo me dedicar muitíssimo, porque embora seja minha 4ª língua estrangeira, sei que será a mais difícil, portanto o esforço deverá ser em dobro (em relação às línguas que já aprendi).

    Realmente muito bom seu blog, favoritei ele aqui pra poder me ajudar quando eu começar a aprender.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Grande post, Fabio! Muito esclarecedor e, devo dizer, motivador!
    Eu estudo Alemão por conta própria; ultimamente, por falta de tempo, ando relaxando, mas pretendo voltar com meu estudo diário o quanto antes.
    Esses dias estive conversando com uma professora de Alemão, pelo twitter, e além conseguir entender quase tudo o que ela disse sem olhar um dicionário, também consegui montar minhas frases sem qualquer consulta.
    Devido à autodidática, sou das que ainda se contenta em dizer que fala um pouco, apesar de ter na ponta da língua boa parte da gramática básica. De qualquer forma, fiquei feiz comigo mesma, e empenhada a continuar me aprofundando...

    ResponderExcluir
  10. Concordo em partes... com certeza depende muito do aluno; tem que QUERER e se ESFORCAR muito!!! Mas se a pessoa tiver um professor muuuito bom, fica bem mais fácil do que aprender sozinho em casa!
    Agora que conheco alguns professores, estou escolhendo aqueles que realmente explicam direito e tiram minhas dúvidas! percebo que estou progredindo bem mais rápido ;) e com suas dicas tb em Português!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um bom professor pode fazer a diferença, sim.

      Mas o professor é apenas UMA ferramenta. O aluno deve utilizar todas as boas ferramentas para aprender o idioma.

      Excluir
  11. Sou iniciante e estou surpresa como tenha aprendido bastante em tão pouco tempo. O mérito é do meu professor o melhor!!

    ResponderExcluir
  12. Morei por 12 anos na Áustria, cheguei lá falando inglês , e como era adolescente, todos achavam legal ter alguém falando inglês ( era Cool !) Até que um belo dia a professora acabou coma a alegria de todos e disse que só era permitido falar alemão comigo. Foi demorado, foi puxado, por que poucos tinham paciência de falar Hochdeutsch comigo! Agora , como professora de alemão, vejo como foi difícil esta trajetória. Dialeto é uma coisa que te impede de aprender a língua corretamente na prática, sendo que conheci tantos alemães/austriacos, que não sabiam mais falar o Hochdeutsch corretamente.

    ResponderExcluir
  13. Eu acrescentaria um tempo de amadurecimento. Pelo menos para mim é assim. Quando tenho que aprender algo muito diferente de tudo que já vi, preciso de um tempo maior para assimilar os assuntos mais diferentes. Chamo isso de tempo de amadurecimento porque não depende do quanto eu me esforce, é necessário realmente um tempo para as coisas fazerem sentido na minha cabeça.

    Com alemão foi assim. Comecei em 2008 um curso de alemão, mas por mais que eu me esforçasse algumas coisas simplesmente não entravam na minha cabeça. Por diversos motivos tive que parar de fazer o curso e voltei apenas em 2012. Estudei pouco entre 2009 e 2011, mas estudei.

    Agora, em 2012-2013 tantas coisas fizeram sentido para mim! E não foi questão de ter estudado mais fora do curso. Na verdade em 2008 eu estudava até mais que agora... Peguei um caderno de 2008 e vi que tudo que foi visto em sala em 2008 foi visto em 2012-2013. Mas agora eu finalmente entendi!

    Isso aconteceu comigo também na graduação com algumas disciplinas. É por isso que acho que deve existir isso que chamo de tempo de amadurecimento...

    ResponderExcluir
  14. Eu acrescentaria um tempo de amadurecimento. Pelo menos para mim é assim. Quando tenho que aprender algo muito diferente de tudo que já vi, preciso de um tempo maior para assimilar os assuntos mais diferentes. Chamo isso de tempo de amadurecimento porque não depende do quanto eu me esforce, é necessário realmente um tempo para as coisas fazerem sentido na minha cabeça.

    Com alemão foi assim. Comecei em 2008 um curso de alemão, mas por mais que eu me esforçasse algumas coisas simplesmente não entravam na minha cabeça. Por diversos motivos tive que parar de fazer o curso e voltei apenas em 2012. Estudei pouco entre 2009 e 2011, mas estudei.

    Agora, em 2012-2013 tantas coisas fizeram sentido para mim! E não foi questão de ter estudado mais fora do curso. Na verdade em 2008 eu estudava até mais que agora... Peguei um caderno de 2008 e vi que tudo que foi visto em sala em 2008 foi visto em 2012-2013. Mas agora eu finalmente entendi!

    Isso aconteceu comigo também na graduação com algumas disciplinas. É por isso que acho que deve existir isso que chamo de tempo de amadurecimento...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei exatamente do que tá falando. Estou estudando Inglês em uma grande escola (tipo Goethe-Institut), tu deve saber qual é.. Enfim, e minha professora de vez em quando nos fala sobre esse tempo de amadurecimento, e isso é absolutamente normal. Muitas coisas só vão começar a fazer mais sentido e serem fixadas na nossa cabeça depois de um tempo pra "digerir" aquela informação. Abraço

      Excluir
    2. Sei exatamente do que tá falando. Estou estudando Inglês em uma grande escola (tipo Goethe-Institut), tu deve saber qual é.. Enfim, e minha professora de vez em quando nos fala sobre esse tempo de amadurecimento, e isso é absolutamente normal. Muitas coisas só vão começar a fazer mais sentido e serem fixadas na nossa cabeça depois de um tempo pra "digerir" aquela informação. Abraço

      Excluir
  15. Eu acredito que, além dos fatores listados do texto do blog, existe também algo que eu chamo de "tempo de amadurecimento". Quando eu tenho que aprender algo que é muito diferente de tudo que já aprendi anteriormente, além de me esforçar pra caramba, preciso de um tempo de amadurecimento. Foi assim com o alemão e foi assim com algumas disciplinas na minha graduação. Esse tempo de amadurecimento, é o tempo que eu preciso para as coisas fazerem sentido na minha cabeça. Às vezes são semanas, às vezes alguns semestres, às vezes alguns anos. Posso me esforçar pra caramba, mas o máximo que posso fazer é diminuir um pouco esse tempo de amadurecimento.

    Com o alemão foi assim: comecei a estudar em 2008 e fiz um ano de curso, completando, assim, o nível A1. Entretanto, por diversos motivos, tive que parar o curso, retornando apenas em 2012. Neste meio tempo, estudei alemão, mas muito pouco.

    Agora em 2012 comecei de novo o curso e preferi começar do zero já que tinha ficado muito tempo sem estudar em um curso regular. E, dessa vez, apesar de eu ter me esforçado um pouco menos que em 2008, aprendi muita coisa. Muitas coisas fizeram, finalmente, sentido na minha cabeça.

    Peguei um caderno de 2008 porque tinha a impressão de ser a primeira vez que via alguns assuntos da gramática, mas constatei que não! Que na época fiz muitos exercícios, ouvi muita coisa, mas simplesmente não consegui que aqueles assuntos entrassem na minha cabeça.

    Enfim, essa é minha teoria... Nesse momento estou muito feliz com meu desempenho no alemão. Acho que, finalmente, consegui entender algumas coisas e acho que, agora, as coisas vão andar no ritmo que eu gostaria.

    ResponderExcluir
  16. Eu acredito que, além dos fatores listados do texto do blog, existe também algo que eu chamo de "tempo de amadurecimento". Quando eu tenho que aprender algo que é muito diferente de tudo que já aprendi anteriormente, além de me esforçar pra caramba, preciso de um tempo de amadurecimento. Foi assim com o alemão e foi assim com algumas disciplinas na minha graduação. Esse tempo de amadurecimento, é o tempo que eu preciso para as coisas fazerem sentido na minha cabeça. Às vezes são semanas, às vezes alguns semestres, às vezes alguns anos. Posso me esforçar pra caramba, mas o máximo que posso fazer é diminuir um pouco esse tempo de amadurecimento.

    Com o alemão foi assim: comecei a estudar em 2008 e fiz um ano de curso, completando, assim, o nível A1. Entretanto, por diversos motivos, tive que parar o curso, retornando apenas em 2012. Neste meio tempo, estudei alemão, mas muito pouco.

    Agora em 2012 comecei de novo o curso e preferi começar do zero já que tinha ficado muito tempo sem estudar em um curso regular. E, dessa vez, apesar de eu ter me esforçado um pouco menos que em 2008, aprendi muita coisa. Muitas coisas fizeram, finalmente, sentido na minha cabeça.

    Peguei um caderno de 2008 porque tinha a impressão de ser a primeira vez que via alguns assuntos da gramática, mas constatei que não! Que na época fiz muitos exercícios, ouvi muita coisa, mas simplesmente não consegui que aqueles assuntos entrassem na minha cabeça.

    Enfim, essa é minha teoria... Nesse momento estou muito feliz com meu desempenho no alemão. Acho que, finalmente, consegui entender algumas coisas e acho que, agora, as coisas vão andar no ritmo que eu gostaria.

    ResponderExcluir
  17. Ola, ingles fluente em 3 meses, segredo 8 horas por dia de pratica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ola gabriel,vc estudou em casa ou fez curso e estudava em casa tambem?

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...