PESQUISAR NO GOOGLE

Faça sua busca aqui:
Pesquisa personalizada

PESQUISAR NO BLOG

23 de março de 2010

Como eu aprendi alemão...

Olá,

gostaria de contar como eu aprendi alemão. Talvez minha história possa servir de CONSOLO para aqueles que querem muito aprender este idioma e por uma razão ou outra, se desmotivam.

Eu nasci numa cidade do litoral do Ceará chamada Aracati, famosa por suas praias (Canoa Quebrada é uma delas). No Ceará, alemão nem passa pela cabeça da maioria das pessoas. É uma língua que não é estudada em escola nenhuma (alguém me corrija se estiver errado). E apesar de intenso turismo, o morador comum do litoral cearense pouco tem contato com os turistas europeus que visitam nossas praias. Há um ar de curiosidade em ver aquele pessoal branquelo (tbm tem muito turista italiano) andando por nossas cidades, mas são poucos os que acabam mantendo contato com algum deles.

Nasci numa família bem cearense até a quarta geração, o sobrenome do meu pai é Silva, meu bisavós todos nasceram e se criaram em Aracati. Não tenho nenhum tio, primo, avô, avó etc. vindo da Alemanha, não tenho passaporte alemão, nem italiano, nem japonês, nada. Tenho orgulho das minhas origens, sou brasileiro "puro", nordestino, nascido das misturas étnicas que ocorreram durante a história do nosso país. Minha língua materna é o português brasileiro e foi a única língua que eu falei até uns 15 anos de idade.

Bem cedo eu me interessei pelo aprendizado de idiomas. No começo foi só o Inglês, pois era o idioma ao qual tínhamos acesso na escola, nas músicas, nos filmes etc. Aprendi inglês como autodidata, ainda bem criança. Eu adorava gramática e queria muito poder entender as músicas e filmes que a gente via. Minha mãe não podia pagar curso de línguas, então eu fui aprendendo sozinho, com livros. Aos 15 anos, eu tive a primeira chance de utilizar meu inglês com uma família de americanos que veio nos visitar. Aquele dia pra mim (e meu irmão) foi um divisor de águas. Foi o dia em que eu percebi que eu já entendia inglês sem precisar de tradução e nós conversamos em inglês com eles. Eles elogiaram muito nosso inglês, nossa pronúncia etc. Naquele dia eu tive certeza de que falar idiomas era uma experiência muito prazeirosa e eu comecei a me aventurar. Melhorei meu inglês e comecei a estudar Espanhol por conta própria e na escola.

Aos 16 anos (era janeiro de 1999), numa feira para professores na escola onde eu estudava, várias livrarias montaram seus stands para vender livros. Eu vi então aquele "CURSO DE IDIOMAS GLOBO" de Inglês e Espanhol exposto. Eles vendiam a coleção completa "nova" (entre aspas, pois os livros eram antigos, só que NOVÍSSIMOS, ninguém tinha usado), com 18 livros e 18 fitas K7. Eu perguntei se eles não tinham a mesma coleção para outros idiomas. Eles disseram que tinha também para Francês, Italiano e Alemão, mas que precisavam fazer um pedido. Eu já trabalhava (com 16 anos) dando aula de Inglês. Falei com minha mãe e disse que queria aprender alemão. A coleção completa custou 200 Reais. Minha mãe pagou a metade e eu a outra.

E assim eu comecei a estudar alemão, sozinho, com 16 anos, sem a ajuda de professor nenhum, com o Curso de Idiomas Globo. Foi complicado, mas eu aos poucos fui entendendo o que era Nominativo, Acusativo, fui aprendendo palavras, a montar orações etc. Quando eu terminei o Ensino Médio, eu estava mais ou menos no livro 12 do curso e chegou a época de fazer Vestibular. Eu sabia que queria estudar idiomas (no caso, Letras), mas qual idioma? Aí criei coragem e tentei Vestibular na Universidade Federal do Ceará para Letras (Português - Alemão). Na época, eu nem pensava em ser professor de alemão, eu só queria mesmo aprender o idioma por prazer em aprender.

E aí comecei a aventura que foi aprender alemão. Eu tinha conhecimentos sólidos de gramática alemã. Eu não falava fluentemente, mas eu já sabia explicar para qualquer pessoa os porquês do alemão. Na faculdade, esses conhecimentos se solidificaram bastante, mas mesmo assim eu não falava. Parei a faculdade para me dedicar a outras atividades. Depois voltei a Fortaleza retomei a faculdade e progredi rapidamente.

Comecei a me dedicar de corpo e alma no aprendizado dessa língua:

1 - Investi dinheiro
Muita gente quer aprender uma língua sem investir um centavo. Infelizmente não dá... eu me sacrificava para comprar livros, até mesmo livros vindo da Alemanha. Os que não dava pra comprar, a gente copiava (coisa comum no Brasil). Mas tinha que ser comprado e copiado para ser USADO e não só para enfeitar estante. Eu comprava gramáticas com exercícios, gramáticas escritas em português, copiava livros em alemão com histórias para iniciantes, lembro-me até de ter investido uns 125 Reais numa gramática vinda da Alemanha. Nem todo mundo tem dinheiro sobrando. Eu também não tinha (nem tenho!), mas pra se aprender um idioma, vale a pena investir algum dinheiro em bons materiais.

2 - Sozinho, mergulhei na língua alemã
Muita gente não acredita que se pode aprender um idioma no Brasil, sem morar no país onde ele é falado. É claro que morar no país onde um idioma é falado ajuda bastante. Mas no seu país de origem, dá pra se conseguir o máximo de conhecimento possível para já chegar no país e usar o idioma, entender, conversar etc. e usar a chance de estar no país estrangeiro só mesmo para aperfeiçoar os conhecimentos que vc já teve. Como eu fiz isso? Eu não tinha com quem falar alemão, então eu me forçava a usar alemão todos os dias comigo mesmo. Quando estava no ônibus indo ao trabalho, eu tentava traduzir todo letreiro que eu via na rua mentalmente pro alemão. Todos os números iam sendo traduzidos pro alemão na cabeça. Frases que eu queria dizer em português, ficava tentando dizer mentalmente em alemão. E assim, todo dia eu tinha usado meu alemão comigo mesmo. Quando me faltavam as palavras eu chegava em casa e checava no dicionário.
Outra coisa, eu caçava músicas e filmes em alemão no Brasil. (Com a Internet, isso ficou bem mais fácil).Eu assisti diversos filmes em DVD que eu alugava em Fortaleza em língua alemã só para ter contato com o idioma. Eu ouvia música alemã, mesmo que eu não gostasse de certos estilos musicais, mas só para ter a música na cabeça. Com o tempo eu já sabia várias músicas de cor.

3 - Usei a Internet
Hoje em dia a Internet é uma ferramenta maravilhosa para aprender idiomas. Hoje em dia você pode até mesmo ter contato com os falantes nativos, não só de forma escrita, mas também com webcam, microfone etc. Ou seja, quando eu já conseguia manter uma conversa básica, eu procurava pessoas na internet para bater-papo. Inclusive duas dessas pessoas com quem eu mantive contato ainda quando meu alemão era "ruinzinho", eu conheci depois pessoalmente na Alemanha.
Eu entrava em fóruns (como o Orkut) sobre a língua alemã e lá eu postava dúvidas. Sempre tinha alguém que respondia. Hoje em dia, eu estou em boa parte das comunidades sobre alemão no Orkut, mas as pessoas quase não fazem perguntas, entram só por entrar. Tem que tomar cuidado com falsas informações. Eu só perguntava aquilo que eu não achava em livro nenhum.

4 - Usei a língua sem medo de errar
Sem usar a língua, não tem como saber se você SABE alemão. Eu tentava usar sempre, escrevendo, traduzindo, fazendo exercícios e mais tarde, falando. Só quando você começa a tentar falar, é que você vai ver onde é que você engancha. Então, só ler esse blog não vai te ajudar a falar alemão. Você tem que primeiro falar/escrever, ver onde as dificuldades aparecem, e só depois tentar sanar essas dificuldades. E aí o blog pode ser uma ferramenta. Eu faço o blog para tirar dúvidas e não para ser um curso.
Tem gente que mora na Alemanha e nem fala bem o idioma, pois não usa.

Assim que eu cheguei à Alemanha em 2006 (por meio de um convênio entre a UFC e a Universidade de Colônia) eu passei no DSH (Deutsche Sprachprüfung für den Hochschulzugang) que é mais ou menos como o TOEFL do alemão. É uma prova necessária para se estudar numa Universidade aqui. Eu estava na Alemanha há apenas um mês e fiz um curso de duas semanas preparatório para a prova. Não digo isso para me gabar, e sim, para dizer que eu tinha conseguido aprender alemão de forma tão segura que foram apenas necessárias duas semanas para passar nessa prova. Se eu tivesse deixado para aprender alemão só quando chegasse à Alemanha, eu precisaria talvez muito mais tempo.

Tenho mais uma dica para quem já mora num país de língua alemã e mesmo assim ainda pena para falar:
5 - Diminua o português e fale alemão
Conheço gente que mora aqui há bem mais tempo do que eu e não se comunica bem. Pude observar algumas características em comum dessas pessoas:
a) Vivem como se estivessem em guetos: conheço brasileiros aqui que só têm amigos brasileiros, que só saem com brasileiros ou com pessoas que falam Inglês e acabam assim nunca falando alemão. Há outras pessoas que vieram para cá para se casar e que começaram com o português ou inglês como língua franca com o(a) parceiro(a) e depois não conseguem mais falar alemão direito. Há também os que têm um intérprete particular.. que saem sempre com alguém que fala alemão bem e português e aí: "Você pode fazer uma ligação pra mim?", "Você pode perguntar pro atendente da loja tal coisa?". É claro que é mais fácil falar português, inglês ou pedir ajuda de alguém que fala, mas enquanto você não se esforçar pra ser independente e falar em alemão, mesmo errando, as coisas que você quer, não se admire se o seu alemão não melhorar.

b) Diminua o seu tempo na Internet: hoje em dia dá pra se morar na Alemanha e ao mesmo tempo viver no Brasil. Sabe como? Há brasileiros que vêm para a Alemanha e passam o tempo no MSN com amigos brasileiros, postando fotos no Orkut, contando para seus amigos, conhecidos, sobrinhos, vizinhos, papagaios brasileiros tudo o que fazem. Assistem a novela pela Internet, assistem os programas de TV do Brasil etc. Isso não é errado. Tem vezes que a saudade bate. Mas se o seu alemão ainda estiver ruim ou se sua temporada na Alemanha (Áustria, Suíça etc.) for de tempo limitado (intercâmbio, por exemplo), diminua seu contato com o Brasil (só o necessário) e aproveite o que a vida na Europa lhe tem a oferecer para melhorar o seu alemão.

Depois de um ano aqui, voltei ao Brasil, me formei em Letras (Português-Alemão) pela UFC e voltei a Alemanha. Concluí um mestrado em Língua Alemã pela Universidade de Leipzig. Eu continuo aprendendo alemão, mas eu sei muito bem como é começar a aprender esta língua. E por isso, é fácil pra mim escrever as dicas no blog, pois o faço do ponto de vista de quem também aprendeu e que não encontrava as dicas dessas forma em lugar nenhum, em livro nenhum.


Queria contar minha história para mostrar que se um rapaz sem ligação nenhuma com a Alemanha, que começou a aprender a alemão sozinho, já quase em idade adulta (de 16 para 17 anos), nascido numa cidade simples no Nordeste brasileiro, foi capaz de aprender alemão bem a ponto de ensinar, você também poderá aprendê-lo se se esforçar.

Eu sou apaixonado por línguas estrangeiras, nesse vídeo eu conto um pouco mais da minha história... não é minha intenção mostrar no vídeo uma perfeição incrivelmente magnífica de qualquer idioma. Ou seja, o vídeo contém erros, sotaque etc. :-) O objetivo é contar um pouco da minha paixão por idiomas e que É POSSÍVEL aprender idiomas com o intuito de se comunicar, o que é o mais importante... :-)


Nem é meu intuito dizer que sou melhor do que ninguém. Eu sou apenas um entre muitos... Há muitas pessoas pelo mundo que compartilham dessa mesma paixão: aprender idiomas. E com certeza há pessoas que falam melhor do que eu...Mas vou continuar estudando línguas, pois esta é minha paixão.

Pronto.. já fiz meu comercial :-) Já dá pra casar? rsrsrsrs

Espero que vocês gostem do Blog.

191 comentários:

  1. Adorei conhecer um pouco da sua história! Faz pouco tempo que comecei a estudar alemão(estou no A1.3) e o seu blog é de muita utilidade.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado por ter dividido sua história conosco; eu me identifiquei muito com ela. Comecei a estudar o idioma bem mais tarde que você, já depois dos 23 anos, mas eu sempre tive vontade de aprender este idioma. Como você, também sofria com o problema de falta de dinheiro, e por isso só fui começar a estudá-lo quando pude comprar com meu próprio dinheiro meu primeiro curso de autoestudo.

    A minha profissão meio que exige com que eu seja um autodidata, e aquilo que sei do idioma (nível intermediário), também aprendi tudo sozinho. Contudo, nunca deixei de valorizar o trabalho de um professor. Sei que, caso eu tivesse os recursos necessários para pagar aulas, as coisas poderiam ter sido bem mais fáceis para mim.

    Tive a oportunidade de visitar a Alemanha duas vezes, em viagem de trabalho. Guardo as recordações de ter estado lá no meu coração; foram ótimos momentos em minha vida. Sempre aproveitei estas viagens, ou as viagens dos meus colegas, para trazer algum material de lá, especialmente livros e HQ's de super-heróis, em alemão, algo que gosto muito. Ler quadrinhos em outro idioma pode ser difícil no início, e é, mas é um ótimo meio de aprendizado.

    Eu também me interesso por fazer um curso de Letras, já que amo Literatura e tenho facilidade com o estudo de idiomas.

    Fica uma dica: o dicionários online dict.cc. Tem sido uma ótima ferramenta de estudo, e já possui muitas entradas em Português. Eu mesmo contribuo com o dicionário, e qualquer um pode fazê-lo, bastando se cadastrar no site. Além disso, ele possui ferramentas muito interessantes, como o de controle de vocabulários, onde você pode montar listas de vocabulários e praticar fazendo exercícios com ela, tudo dentro do site. É muito bom.

    Parabéns pelo seu blog, tem sido de muita utilidade para mim!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo Blog tao útil e construtivo.
    Vc mencionou que comprava livros em alemao.
    Preciso urgente de uma Gramática Portugues-alemao.
    Vc saberia me indicar?


    Desde já agradeco
    Felicidade e sucesso pra vc
    Tania

    ResponderExcluir
  4. Que bonita história, Fábio!!
    Parabéns!!
    Sempre que possível divida isso conosco, seus fãs!!

    ResponderExcluir
  5. Parabens pela sua historia,isso mostra que quando queremos podemos,eu estou com 52 anos e começei agora em fevereiro estudar alemao,estou achando complicado, mas nao vou desistir, ja estive la 2 vezes, minha filha mora la, e nao quero ir novamnete pedindo toda hora p fazerem traduçoes p mim, por isso resolvi estudar, nao sei se o metodo que estou usando esta certo, qd chego da aula so sei estudar escrendo,mas vou en frente,vou ser uma frequentadora desse blog seu com certeza, e somos conterraneos.parabens

    ResponderExcluir
  6. Obrigado por isso. Eu realmente precisava de um incentivo pra continuar estudando o idioma! Vivo tentando passar as coisas mentalmente pro alemão com cerca de 6 meses de estudos.

    Agradeço mesmo por compartilhar isso tudo aqui.
    Grüß dich!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi gostaria de entrar em contato com você, minha família parte é de origem alemã estou me interessando pelo idioma e gostaria de conversar com você.

      Excluir
  7. Olá,

    adorei seu estória, muita forca de vontade, coragem e resignacao, para´bens!

    suas dicas me serviram, eu moro na Alemanha há 4 anos e sou insegura no idioma e a internet é culpada, pois nao me desligo do brasil.
    agora estou resolvida a aprender corretamente e vou seguir suas dicas!
    comecei a ler livros em alemao (lia em portugues, baixava na intenet) e estou adorando, ja sinto algumas melhoras.

    abraco e tudo de bom

    ResponderExcluir
  8. Darcy Bittencourt4 de abril de 2010 22:07

    Muito bem cara, isso é uma história de sucesso e mostra que quando realmente queremos, podemos chegar lá.

    Gostei muito do blog, parabéns!

    Darcy

    ResponderExcluir
  9. Olá! Sou Cearense, mas de Fortaleza. Conhece teu blog por conta de uma menina alemã que conheci e que estava morando 1 ano em Fortaleza. Eu não tinha tanto interesse em aprender alemão. Aí conhece mais alemães e me apaixonei por uma alemã. Ela foi embora para a Alemanha em Setembro do ano passado. Desde então li todas as postagens, baixei a maior quantidade de conteúdo que pude e estudei muito. Investi em material também e isso me ajudou. Livros, filmes, música...isso tudo ajudou. Foram 6 meses intensos de estudo. Claro que para aprender uma língua leva tempo. E principalmente o alemão, que não considero tão simples. Em março deste ano eu fui a Alemanha. Passei por Munique, Dresden, Berlim, Colônia, Leipzig e Bonn. Fiquei muito feliz porque melhorei muito meu entedimento do alemão na Alemanha. Falar ainda não é tão simples para mim porque tenho um problema: Vergonha de cometer erros. Isso é uma besteira que estou tentando superar. Voltei 2 dias atrás. Comprei livros e espero continuar estudando bastante. Continuarei lendo seu blog. Obrigado pelo trabalho e abraço!
    Bruno Oliveira.

    ResponderExcluir
  10. Comecei a estudar alemão há umas 3 semanas mais ou menos e esse seu texto veio bem a calhar. Meu objetivo é também fazer um convênio para a Alemanha pela faculdade no meio do ano que vem, se tudo der certo. Parabéns pela sua história de vida, com certeza me incentivará bastante daqui pra frente.
    Seu blog já está nos meus favoritos. Vlw, abraço e, mais uma vez, parabéns.

    ResponderExcluir
  11. Meu qerido,
    sua história é singela,fantástica e tocante: quanto empenho para atingir um objetivo.
    Sou professor de alemão em João Pessoa-PB, também nesse nosso tão desprezado Nordeste. Sempre fui apaixonado por esse idioma, tendo chegado a morar, digo: viver, por seis belos e intensos anos na Alemanha. Lá (aí) tenho um filho, com quem mantenho contato esporádico em Baden-Württemberg e mais freqüentemente pelo skype. Gostaria muito de manter contato contigo, trocar umas idéias. Para tanto aqui deixo meu e-mail: paulopapa96@hotmail.com. Um abraço. Paulo

    ResponderExcluir
  12. Sempre tive curiosidade para saber sua ligacao com a Alemanha, moro na Suica ha 2 anos e tudo que vc. descreveu é a pura verdade que por consequencia se aplica a maioria das pessoas. PArabens pela sua estoria de forca de vontade, que ela sirva de exemplo para pessoas como eu que apesar dos 40 anos ja se acha velha para aprender mais uma lingua...

    ResponderExcluir
  13. Oi, eu sou " Sandrinha".
    Eu também sou cearense, mas moro na Alemanha ha 3 meses, estudo alemao 4 horas por dia, segunda a sexta (exceto quarta)numa VHS. Estou no primeiro semestre e sempre venho ao seu blog tirar umas duvidas, porque na escola a professora ensina alemao FALANDO alemao na sala com varias pessoas de diversas nacionalidades, todos estrangeiros, como eu.

    Entao eu tenho que me desdobrar para entender o que ela fala, procuro no dicionario uma palavra que ela escreve desconhecida..
    Eu ja tenho um problema enorme para falar alemao. Porque eu moro com minha tia brasileira e sua filha (3 anos) alema, e com seu marido(alemao tbm, mas ele trabalha o dia inteiro).

    Minha tia só fala em portugues com sua filha, porque quer que ela aprenda portugues.
    Entao eu passo o dia inteiro ouvindo PORTUGUES, PORTUGUES E PORTUGUES...
    Eu ja pedi mil vezes para ela falar em alemao, mas ela nao gosta =/
    Meus amigos de sala estam um pouco mais avancados do que eu, porque eles convivem diretamente com a lingua, enquanto eu so escuto PORTUGUES em casa.

    Entao sem ninguem para conversar, o que eu podia fazer era me dedicar ao maximo na gramatica, estudar todas as regras e os porques do alemao.
    Decorar um bucado de coisa que nao tem sentido no alemao... hehe e pronto..

    Hoje com 3 meses de contato com alemao, ja sou uma das melhores alunas da minha sala, eu consigo fazer os ditados das professoras sem NENHUM ERRO... mas eu nao entendo porque eu tenho tanta dificildade para falar, se eu consigo escrever bem.

    ResponderExcluir
  14. Oii ! Nossa, eu entrei aqui sem querer, mas acabei tirando algumas duvidas lendi o seu Blog. Faz 20 dias que eu cheguei aqui na Alemanha, estou em Berlin e estou fazendo um curso intensivo de alemao. Sao 6 horas por dia, mas a professorafala ingles e todos da minha classe tambem, menos eu !! Eu nao consigo entender a explicacao dela meu curso dura 8 meses, nao sei se e desepero da minha parte mas eu vim pra ca somente para aprender alemao e estou sentindo tanta dificuldade, eu vejo que eu fico pra traz que todo mundo na sala, sou a unica que nao entendo a pofessora. O que devo fazer? eu moro com meu irmao, ele mora aqui ha 2 anos ele fala alemao fluente, mas faz faculdade de medicina o tempo dele é muito curto. Como posso aprender sozinha em casa? Existe algum site que me explique tudo o que eu nao entendo no curso? Tenho 18 anos, estou muito preocupada.

    ResponderExcluir
  15. Muito bacana sua historia, estou usando bastante as suas dicas.

    Para Fla que deixou o recado. Olha Fla quando eu comecei o curso de alemao com 4 horas diarias todo mundo tambem só falava em ingles, isso porque ninguem ainda tinha um vocabulario de alemao suficiente para fazer as perguntas em alemao, mais já no segundo mes todo mundo falava apenas em alemao. O que eu fazia para nao ficar total perdida era sempre ja deixar traduzida nos livros as palavras q eu nao conhecia (tem sites de dicionario alemao - portugues na internet, assim vc agiliza ao inves de consumir mais tempo procurando no dicionario comum). Uma coisa importantissssssima é aprender no minimo 10 palavras por dia (de preferencia palavras q vc vai usar com mais frequencia,pois usando a palavra varias vezes voce vc memoriza mais facil). Eu nao sei qual o curso q vc esta fazendo, mais na minha escola tenho aulas extras na sexta a noite com professora brasileira destinada a tirar duvidas sobre gramatica alema, essas aulas sao destinadas apenas ao publico brasileiro.
    Bom qualquer coisa deixa seu contato de msn ou email e a gente fala mais.

    ResponderExcluir
  16. Oi! Seu blog tem sido de grande ajuda pra mim. Comecei a estudar alemão há pouquissimo tempo e está sendo muito difícil pq é a primeira vez que estou tendo contato com a língua. Mas estou me esforçando muito e esse post me deu mais coragem pra continuar. Obrigada.

    ResponderExcluir
  17. fiquei fã! adorei a historia. moro em portugal e todos os meus amigos me perguntam por que alemão... por que alemão? sei la, mas é muuuuuito bom!

    ResponderExcluir
  18. O que você acha do curso Rosetta Stone? Vale a pena?

    ResponderExcluir
  19. Oi, adorei sua historia! Adoro seu blog tambem. Estou reaprendendo alemao, depois de muitos anos sem praticar. Recomecei faz uns 15 dias, e decidi que é possivel sim, aprender um idioma sozinha pela internet. Já tenho uma base, pois fiz cursos há muito tempo atrás. Mas naquela época nao existia internet. Hoje, nao aprende quem nao quer! Todas as ferramentas possiveis e imaginaveis estao aí. Assisto videos em alemao no Youtube, os mais variados, de gramatica a pronuncia, traduçao, entrevistas e a novela Verbotene Liebe. Chats como voce mencionou tambem sao otimos. Congratulations for the blog iniciative! Tschüss!

    ResponderExcluir
  20. Poxa, é muito bom ler uma história assim, realmente é muito motivadora. Sempre que estudo algo, dou uma olhada aqui e depois vou pros livros, pois vc explica de uma forma täo simples que tudo parece fácil. O passo 1, investimento to fazendo e todo dia estudo pra caramba, quando escrevo realmente é mais fácil, pra falar complica e olhe eu estou morando na Alemanha. Quero aprender logo, pois as pessoas aqui säo intolerantes por demais com quem näo falam bem o idioma. Grande abraço e muito sucesso pq vc realmente merece.

    ResponderExcluir
  21. Muito emocionante a sua história!!
    Tenho 18 anos, e eu também adoro aprender línguas, comecei a aprender alemão na faculdade e estou amando. Na verdade é minha quinta lingua, pois além do português, aprendi espanhol na escola, me formei em inglês, estudo francês há três anos e agora alemão. Mas fluente mesmo, so portgues ingles e frances!! Estou adorando aprender alemao. Me idenfiquei com sua historia pois sempre amei o frances, e aprendi sozinha. Quando entrei finalmente no curso depois de muita insistencia, todos perguntavam se eu ja havia estudado frances antes (tambem me perguntam na aula de alemao se eu ja estudei antes), tanto que é a minha vontade e alegria em aprender linguas, nao ha nada melhor!!!! abraços

    ResponderExcluir
  22. Olá, meu amigo, sua história é mais q interessante. Moro na Alemanha e considero meu alemao ruim, embora seja independente em muitas coisas,como:ir a médico,fazer compras...pra ser sincera, nao gosto d eidiomas, sou artesa e acho q idioma nao entra mesmo na minha cabeca. Mas como moro aqui, preciso falar o idioma. Sou super insegura,medrosa d e abrir a boca e falar m...entao vivo procurando dicas de gramática alema para ver se aprendo d euma forma mais fácil.Afinal, minha massa cinzenta já tem 61 anos.Parabens pelo seu esforco,

    ResponderExcluir
  23. Faz 30 minutos que estou lendo o blog, e estou fascinada com a sua historia e com o conteúdo do blog. Moro na Alemanha e desisti das aulas, e resolvi me dedicar "sozinha" nos estudos. Digo entre aspas, pois tenho ajuda de livros e da internet. Agora que conheci o seu blog e suas claras explicações com certeza meus estudos irão decolar.
    Parabéns pelo blog, e muitíssimo obrigada pela ajuda!!

    ResponderExcluir
  24. Oi, hj posso dizer que levei um banho de agua fria... risos.
    Moro na Austria a pouco mais de 6 anos, nao posso dizer que falo bem, mas assisto a tv austriaca e alema, leio livros, compro, vendo e etc... mas os pequenos erros ainda me acompanham e tenho uma dificuldade enorme de memorizacao, ja tentei de tudo, entendo muito bem varios dialetos de diferentes regioes austriacas e alemas, mas alguns minutos depois esqueco o que ouvi e nao tem chance de aprender, no comeco foi facil apreender mas dificil falar nao abria a boca e fugia de todos na rua, ia ao supermercado a km de distancia da minha casa para ter certeza que nao encontraria ninguem conhecido, no final de 2006 resolvi fazer terapia para perder o medo tive ajuda de um medico e minha professora com o tempo o medo foi passando e eu comecei a falar no comeco foi dificil pois como sabia todas as regras mas anteriormente nunca tinha usado me enrolava pra caramba, agora comecei uma terapia auditiva a terapia ensina a parte do meu cerebro responsavel pela fala a entender e interpretar os tons corretamente, retornei aos estudos desde segunda e posso dizer que quero muito que dessa vez tudo de certo, estou me dando o tempo de um ano estudar todos os dias no minimo 2hs tempo quase impossivel com a rotina de trabalho e filhos mas estou confiante. dessa vez vai dar certo.
    Meu objetivo é ler, escrever, entender e falar sem erros ou o minimo possivel.
    Espero muito um dia tbm estar podendo como vc a ajudar outras pessoas.
    Conheco sua terra natal é linda, sou do sul mas sempre que vou ao nordeste visitar meus amigos faco questao de ir a minha praia preferida PONTA GROSSA já conheco quase todos moradores pelo nome, me divirto e me alimento muito bem com as delicias locais.
    abraco e bons estudos
    Bia

    ResponderExcluir
  25. caramba vei me indentifiquei que só com a sua historia, faço ciencias sociais na recente UFRB aqui na bahia , e moro em feira de santana , so que aqui nao tem curso de alemao e eu quero muito aprender alemao ate pq vai me audar muito no meu curso, e eu tou nessa situação de ter que aprender sozinho, não sei ate onde minha força de vontade vai chegar mas quero me empenhar ao maximo pra aprender essa lingua , vlw pelo incentivo aew

    ResponderExcluir
  26. Tenho 17 anos e assim como voce,sou do interior do nordeste brasileiro e comecei a aprender alemão por conta própria.Adorei a sua história e tenho certeza que seu blog será de grande utilidade para min e para todos os que se interessam pelo estudo desse idioma.

    ResponderExcluir
  27. Oi tudo bem?
    Bom, li todo o seu blog e simplismente AMEI!
    Sou Secretäria Executiva - Bilingue, mas na Universidade fiz opção pelo Francês.
    Na verdade não falo nenhum idioma. Vou me casar este ano com um homem alemão maravilhoso e preciso aprender a língua. Ele estuda português há 1 ano e 6 meses e pasme, fala muito bem.
    Vou fazer o curso básico para fazer uma prova de alemão (para me manter no país depois de casada) em Salvador e em seguida farei o curso na Alemanha, apenas com estrangeiros de várias nacionalidades.
    Não se vou gostar da língua, mas confesso que ao ler ser blog me empolguei. Tenho muito material e vou conseguir mais.
    Li todos os comentários acima e concordo com TODOS!
    Parabéns de verdade.
    Por favor, entra em contato comigo para conversarmos mais: cristianesoraya@hotmail.com

    Fica com Deus e sucesso!
    Cristiane Soraya.

    ResponderExcluir
  28. Adorei ler esse post, foi meio q aleatoriamnete. Eu aprendo um idioma sozinha mais no meu caso é o francês, AMO aprender a lingua apesar de ter algumas dificuldades, nunca pensei em desistir.
    Post otimo e ideal pra motivar um estudante autodidatico.
    Au revoir!

    ResponderExcluir
  29. João Pessoa,Brasil.
    Olá,como ver sou sua vizinha,meu pai também é do Ceará,conheço sua cidade mais a muito tempo não vou lá,quero muito aprender Alemão,minha motivação TOKIO HOTEL,amo muito suas canções ,acho lindo os sons desta língua então comecei a traduzir as musicas,que nem sempre tem lógica, ,não sei por onde começar,consigo identificar algumas palavras,mais é realmente muito difícil ,os numeros então é uma tortura ,os sons,ex;juni,j com som de i,g com som de q,não quero desisti,meu marido mim prometeu que iria-mos conhecer a Alemanha,quando isto acontecer não quero fazer feio,bom é isto ,ficarei grata se poder de alguma forma mim ajudar.

    ResponderExcluir
  30. É muito gratificante saber que existem pessoas da região nordeste (assim como eu, Alagoas) que se interessam por outras línguas. Foi com muito esforço que eu, uma garota de 16 anos, consegui aprender inglês, espanhol (no cursinho e colégio) e alemão (e não tenho vergonha de dizer que só quis aprender esta por conta de um fanatismo que tenho , Tokio Hotel)....

    ResponderExcluir
  31. Descobri hoje sue blog e adorei tudo!
    Sua história de vida é linda, você é dessas pessoas que sabem que a recompensa vem, quando se empenha no esforço. "Man muss sich nur anstrengen, dann kommt die grosse Überraschung".
    Que você continue assim, nos brindando com seu exemplo de vida e compartilhando seu conehcimmento.
    Um beijo no seu coração!
    mirian

    ResponderExcluir
  32. Olá, acompanho seu blog a algum tempo e simplesmente o "adoro". Gostaria de agradecer a sua iniciativa de dividir o seu conhecimento e sua história com outras pessoas. A forma como você explica, ajuda muito o entendimento desta língua tão peculiar. Estudo alemão a um ano com uma professora particular e a cada dia estou mais encantada com esta língua. Ainda não domino, mas espero, em breve poder manter uma longa conversação sem muitos erros. Um grande abraço e muito sorte para você! Tchüss Adriana

    ResponderExcluir
  33. Olá!!!
    gostaria de saber porque voce veio ao RS?
    è pelo fato de ter muitos alemães lá?

    ResponderExcluir
  34. Dae rapaz!
    muito bom conhecer um pouco de você. Aos poucos, estou lendo toda informação do seu blog.
    Muito bem feito, bem explicado, ótimas informações.
    Moro em Wuppertal, estou no momento estudando em casa, mas quero logo iniciar um curso intensivo de alemão. Estou na Alemanha desde 2006 mas devido ao trabalho nao tive condicões de fazer um curso, trabalhava muitas horas por dia, 6 dia por semana.
    Bom é isso aí. Abraço.

    ResponderExcluir
  35. Meus parabéns, querido! Não só pela sua história de luta, mas principalmente pela iniciativa de dividir seus conhecimentos conosco. Estou no início do curso de alemão (terceiro semestre, apenas) mas também sou uma grande entusiasta do estudo de línguas (só não fiz Letras pois a paixão pela área ambiental era maior ainda :oP)... Estudei inglês até realmente me sentir segura (inclusive dei aulas um tempo), e estudo francês, espanhol e italiano também... Também gosto muito da "autodidatia"... rrrrsss É a forma que encontrei de conseguir me dedicar, uma vez que aulas às vezes tomariam um tempo que eu infelizmente não tenho... Compro, sempre que possível, livros via Amazon (têm um preço bom e uma variedade imensa!!), o que ajuda muito...
    Indiquei seu blog à minha professora, para que passe a todos amigos do curso de alemão...
    Mais uma vez, parabéns! E boa sorte no seu mestrado!!

    ResponderExcluir
  36. Meus parabéns, querido! Não só pela sua história de luta, mas principalmente pela iniciativa de dividir seus conhecimentos conosco. Estou no início do curso de alemão (terceiro semestre, apenas) mas também sou uma grande entusiasta do estudo de línguas (só não fiz Letras pois a paixão pela área ambiental era maior ainda :oP)... Estudei inglês até realmente me sentir segura (inclusive dei aulas um tempo), e estudo francês, espanhol e italiano também... Também gosto muito da "autodidatia"... rrrrsss É a forma que encontrei de conseguir me dedicar, uma vez que aulas às vezes tomariam um tempo que eu infelizmente não tenho... Compro, sempre que possível, livros via Amazon (têm um preço bom e uma variedade imensa!!), o que ajuda muito...
    Indiquei seu blog à minha professora, para que passe a todos amigos do curso de alemão...
    Mais uma vez, parabéns! E boa sorte no seu mestrado!!

    ResponderExcluir
  37. * (Esse blog k aparece foi um trabalho k fiz e k não consigo me desvencilhar. Então, não se assustem, ok?!)


    oi, Professor!

    Ich liebe dich!

    sou prof de português e inglês e comecei a estudar alemão faz duas semanas, via facebook (cjspinho@gmail.com). Abordagem comunicativa. Formei um grupo de estudo - aberto para quem desejar - e desde então, vivo na internet procurando materiais, dicas, tudo. Então, encontrei vc. Uma mão na roda ! rsrsrs. Adorei sua história! Adorei as histórias, por vezes, meio trágicas de outros k postam aki! Seja como for, histórias bonitas! Saber de vc é realmente um consolo e uma alavanca poderosa. Vielen danke und viel glück !

    ResponderExcluir
  38. eu adorei conhecer a sua histori pois eu fiz um curso de alemao no brasil custiado pela minha tia [pois a minha mae n tem condicoes para isso] e n conseguir aprender quase nada ..
    eu ja terminei o ensino medio.a minha tia mora na alemanha pois casou com um alemao quando eu tinha 1 ano de idade,agora eu tenho 18 anos.e ela sempre falou q se eu terminasse o emssino medio sem repitir de ano,eu iria para a alemanha.
    e assim aconteceu eu ja estou na alemanha a um mes e n conssigo falar a lingua,compreendo muita coisa mas n falo,e eu ja estava achando q n era capaz de aprender esse ou qualquer idioma que n fosse o portugues mas c a sua historia eu perssebi q qualquer pessoa consegue so basta querer.
    aqui na alemanha a cobranca e muita, q entre aspas minha tia tem rasao.pq ela tem 12 sobrinhos e so pagou cursso para mim,e so trousse eu para a alemanha.mas mesmo assim e mais difissio.

    ResponderExcluir
  39. kara......muito interessante sua historia, tenho 17 anos estudo alemão, no intuito de tentar um bolsa no meu colegio ainda no High school , se naum der na Universidade...

    parabens .....

    vc é o Kara ^^

    ResponderExcluir
  40. Olá, é a primeira vez que acesso seu blog, e gostei bastante. Sou professora de alemão formada pelo Instituto Goethe de Munique, trabalhei 31 anos no Goethe do Rio de Janeiro, de onde saí em 1998, e depois de algumas andanças, estou - adivinhem ? no nordeste, mais precisamente em Natal, minha pátria eletiva (Wahlheimat !!!),onde continuo com minha profissão, fazendo o possível para ensinar os mistérios dessa língua nem tão fácil, àqueles que muitas das vezes acham que é um "bicho de sete cabeças". O que sinto é que há uma espécie de mito em torno deste idioma, as pessoas (até quem nunca teve o menor contato ...) logo dizem: "alemão ??? mas é muuuuuuuiiito difícil ..." chega a ser engraçado. Bem, aos poucos, acho que estou contribuindo para dissolver este preconceito e mostrar que, embora não seja muito fácil, é possível aprendê-lo - e a sua história, muito bem narrada (e a de outras pessoas que postaram)comprova isso - quando há esforço, dedicação e boa vontade.
    Desejo sucesso a TODOS que aqui postaram seus depoimentos !!Um abraço

    ResponderExcluir
  41. Olá! muito obrigado mesmo! :)
    tenho 17 anos, e me perguntava se eu era capaz de aprender MESMO o alemão, sozinha.

    ResponderExcluir
  42. Louvável sua trajetória no aprendizado do idioma e muita motivadora!! Já me sinto mais encorajada... Obrigada por compartilhar!

    ResponderExcluir
  43. interessante, sua historia é parecida com a minha com uma diferenca. Eu comecei tambem só mas com treze anos. Sou de uma cidade pequena da paraiba. Terminei o curso que fazia em Joao Pessoa com 18 anos. Tentei vestibular para direito mas depois de um semestre desistir pela minha paixao a lingua alema. Viajei para alemanha em 2000 e vivo ate hoje. QUeria aprender dialetos e morei na bavaria em Nürnberg, lá estudei Secretario Executivo bilingue Ingles/Espanhol mas em Alemao. Hoje vivo e trabalho em Berlim,adoro alemao, tenho uma paixao pela gramatica e pela cultura deste povo tao interessante. Para aqueles que querem aprender a falar Alemao minha dica é: Use o portugues apenas como referencia mas aceite a lingua com todas a suas diferencias. No comeco do aprendizado tudo se parece ilogico mas depois vemos o quao lógico é o Alemao. Quem quiser mais dicas .. podem me escrever withoutatrace2007@googlemail.com

    ResponderExcluir
  44. Oi
    Parabéns pelo blog!Simplesmente inspirador!
    Comecei à aprender alemão à mais ou menos dois anos. Sou autodidata com a maioria aqui. Comecei pela Deutsche Welle, depois foi para outros diversos sites, e fui me apaixonando pela língua.
    Tenho 49 anos e estou aprendendo outras línguas tbm, como suéco, húngaro, romeno, tcheco...
    Eu nunca pensei que poderia "guardar" tanta informação na cabeça!
    Nunca é tarde para começar, não é mesmo?
    A internet é realmente uma ferramenta maravilhosa, aproxima as pessoas e o mundo!
    Aprender línguas só traz vantagens, você encontra amigos e fica mais culto. Seus horizontes se alargam.
    Um blog como o seu é realmente um achado, pq a maioria do conteúdo é em inglês.
    Aliás, querer aprender alemão foi bom para isto também, meu inglês está ótimo.
    Eu e minha sobrinha iremos prestar os exames para proficiência em Inglês e eu também vou tentar e Alemão.
    Você diz tudo! Realmente é necessário se esforçar, procurar por conteúdo, se interessar.
    Quando eles notam o seu esforço, eles lhe ajudam, e muito.
    Daquele jeito deles, meio que distante, mas ajudam e são amigos por toda a vida.
    Beijo e muito sucesso!

    ResponderExcluir
  45. Muito obrigada por nos contar a sua história maravilhosa. Luta, esforco e superacao. Parabéns.
    Continue assim que você vai cada vez mais longe.
    Terezinha Malaquias

    ResponderExcluir
  46. Gostei muito, cara. Parabens pela iniciativa. Estudo alemão sozinho com os vários curso da DW e é bem didático. Porém acho que estão defasados por conta da reforma de 2006. Estou por aqui vez ou outra e sanando algumas dúvidas. Espero que continue a nos prestigiar com teu conhecimento.
    Forte abraço nordestino!

    ResponderExcluir
  47. Interessante passar para nós suas experiências de vida, e com muita humildade, parabéns.

    ResponderExcluir
  48. Gostei muito da sua história, estive na Alemanha por duas vezes, pretendo ir morar lá daqui algum tempo, ano provavelmente...O que sei do idioma alemão tenho estudado sozinha, gostaria de dicas para aprimorar e me infiltrar em melhores conhecimentos, ganhei um curso completo de alemao, aulas em cassete, então me repasse dicas de como estudar e aprender melhor alemão. Necessito de conversação, porque através dela eu me localizo melhor, obrigada, deixo o meu email para contato...edilene1971@live.com

    ResponderExcluir
  49. Oi, Fábio! Fiquei superfeliz em ter descoberto hoje seu blog. Ah, e também morei em Aracati e fiz a Casa de Cultura na UFC. Na verdade, minha trajetória com o idioma é antiga e cheia de idas e vindas.
    Vi muita gente aqui nos comentários falando que já não se sente em idade de aprender. Então já chego dando uma sugestão: que tal escrever alguma coisa sobre a "idade ideal" para o aprendizado? Eu mesma, agora que estou perto dos "enta", às vezes tenho umas encanações sobre o assunto.
    Abraços e sucesso!

    ResponderExcluir
  50. Parabéns pela sua história e pela lição de vida que você está dando prá muita gente por aí. Eu falo inglês razoavelmente bem, assim como espanhol e um pouco de francês. Sou brasileiro e também tenho passaporte alemão, já passei dos 50 anos de idade, (e já estive na Alemanha, Áustria e Suíça, diversas vezes), e tento "emplacar" o estudo da língua alemã, mas tenho uma dificuldade grande em evoluir. Suas palavras me servem de exemplo e faço votos que seu sucesso inspire outras pessoas também. maurofriedrich@gmail.com

    ResponderExcluir
  51. Danke schon fur deine geschichte. Ich lerne Deutsch und ich fange der kurs an. Tut mir leid fur meine schwach Deutsch.
    Alles Gut
    Chris

    ResponderExcluir
  52. Gostei de saber ^^
    Também sou do Ceará, nasci em Fortaleza e aprendi inglês praticamente sozinha (comecei aos 6 anos com o curso da Globo tbm, que meu pai comprava junto com o jornal!). Faço Letras Inglês na Estadual e estou no primeiro semestre de alemão, e me apaixonando pela língua. Já sonho em poder um dia ir à Alemanha e me pergunto como vou conseguir isso. Mas a sua experiência é motivadora. Parabéns!

    ResponderExcluir
  53. VOCÊ SE TORNOU MEU EXEMPLO. Eu aprendo Alemão por conta própria já vai fazer três anos (tenho 17). Ok que eu tenho descendência Alemã, mas nunca tinha tido contato com a língua anteriormente a 2008, que foi quando comecei a ouvir música em Alemão.
    Hoje, amigos que escutam as mesmas bandas que eu me pedem para ensiná-los e explicá-los algumas coisas, que eu faço com todo o prazer se me for cabível.
    Sério, te aplaudo de pé pela sua experiência; me motivou TREMENDAMENTE a continuar no meu caminho. Não pretendo cursar Letras, mas eu estou estudando o máximo que eu consigo para algum dia chegar a um bom nível do idioma. Meu próximo passo vai ser comprar um bom dicionário (recomendações são extremamente bem-vindas), porque viver de dicionários online meio que nos deixa estagnados. Desde antes da Copa tenho fascinação pela Alemanha e a língua Alemã e sonho conhecer o país algum dia...
    Novamente, parabéns pela história, lição de vida e motivação que estás dando a todos nós!

    ResponderExcluir
  54. Oi!!! Adorei sua história, inspiradora, de muita luta e determinação, você merece todo sucesso que tem hoje!! Parabéns pelo empenho, garra, e por hoje dividir com outras pessoas seus conhecimentos, obrigada por compartilhar, obrigada por dividir suas experiências conosco!!!

    ResponderExcluir
  55. Olha, sou cearense, e tenho vários momentos de depressão pensando que nunca vou aprender alemão. Tive um "deja vu" com os livros da Globo, pois um amigo me emprestou vários há anos atrás, devia ter aproveitado. Enfim, agora estou batendo cabeça neste país. Irei ficar aqui até outubro do ano que vem, e quero aprender muito o idioma. Gosto muito das suas dicas. Parabéns por tudo: pelas conquistas, por continuar o blog e continuar na Alemanha - o tempo é horrível, muito frio, e o povo é muito sincero que as vezes machuca. Tudo de bom,

    ResponderExcluir
  56. Oi, eu sou portuguesa, vivo há quase 3 anos na Alemanha (NRW) e ainda no Sábado fui fazer a prova do C1 - Goethe Institut com muita dificuldade (ainda nao sei o resultado). Sou das que se aplicam na aprendizagem, por isso também vim dar com o seu blog. Os meus sinceros parabéns! Concordo com uma boa parte do que você escreveu e as suas explicacoes sao bem claras. Obrigada.

    ResponderExcluir
  57. UHUUUU, amei oque eu li!!! Eu ja estou apredendo alemão e vou me esforçar bastante!!!! você tem twitter? se tiver me da um toque seu no meu twitter @ima_axy, eu sou de Fortaleza e seu inglês e estou apredendo russo, islandes e alemao!!!!

    ResponderExcluir
  58. Olá, adorei a sua história e me encaixo em um dos seus exemplos..
    Estou na Alemanha há 4 meses, por que me casei, estudo no Volkshochschule no nivel A2, mas antes já estudava sozinha no Brasil. Tenho muitas dificuldades em falar. Meu marido é alemao, mas ainda nos falamos em portugues, as vezes que tentamos conversar em alemao, mas vc sabe que a língua que facilita sempre vem à frente.. Mas agora, tendo usar a net mais p olhar sites em alemao e pra estudar.

    Obrigada pelo grande exemplo.
    Pretento fazer um Ausbildung, só nao sei se serei capaz de passar...:)

    Abraco!

    ResponderExcluir
  59. Parabéns!!! Suas palavras me ajudam a ficar mais entusiasmado para estudar! Você ganhou mais um fã! Um abraço, Luiz

    ResponderExcluir
  60. Olá!
    Parabéns pelo blog e pela bela história de vida que você compartilhou conosco! Serve de incentivo para todos que desejam aprender esse lindo idioma!
    Morei 2 anos em países de língua alemã(Alemanha e Áustria), mas já fui com noções do idioma. Quero fazer uma pós graduação na Alemanha e sei que ainda tenho um longo caminho a percorrer, mas com esforço e dedicação tudo é possível!Abraços, Rosyane.

    ResponderExcluir
  61. Parabéns! Inspiradora a sua história.
    E obrigada por todas as dicas, elas são muito úteis.
    :)

    ResponderExcluir
  62. Nossa, adorei seu blog e sua história, vc ta de parabéns, vou passar a te seguir, bjobjo

    ResponderExcluir
  63. Parabéns!! você é uma inspiração pra mim! Comecei a estudar Alemão faz duas semaninhas só, amo este idioma. Vou seguir seu blog *-*

    ResponderExcluir
  64. Eu estou a aprender no busuu mas é só vocabulário... Tenho umas cassetes e livros da planeta agostini (acho) antigos... vou procurar para aprender mais

    ResponderExcluir
  65. Poxa, que inspirador! Depois de ler esse post comecei a acreditar que eu também posso! Obrigado! Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  66. Caraca, parabéns!
    Mt bom msm!
    Adorei cara!
    Guten Tag!

    ResponderExcluir
  67. Gratuliere Fábio!
    Encontrei o seu blog no Facebook e gostei muito! Vou procurar acompanhá-lo sempre que puder.
    Servus!
    Grüezi!

    ResponderExcluir
  68. Parabéns, gostei muito do que eu li! Cheguei a estudar Alemão por um tempo, na época com 16 anos. Depois, nunca mais... Hoje retorno aos estudos. Seu blog é um grande incentivo a todos nós! Obrigada!

    ResponderExcluir
  69. Gostei de conhecer sua história. Eu também comecei a estudar alemão na adolescência, com 12 anos.Não aprendi muito alem do básico, na escrita e leitura.Mas com 14 eu entrei em um curso de alemão e no começo foi fácil,afinal já havia estudado sozinha. Com 15 anos eu tive a oportunidade de ir para a Alemanha,pois tenho parentes lá. Mas quando cheguei lá mal pratiquei o idioma, eu tinha minha tia que fala português e resolvia tudo para mim. Eu pedi para ir ao colégio da minha prima ( que não fala português,nenhum dos meus 3 primos falam),para poder ter contato com pessoas da minha idade. Mas nem todos foram receptíveis, adolescentes sabem ser maldosos quando querem, ao contrario dos professores que foram maravilhosos. Mas na minha cabeça de 15 anos, isso me retraiu, e eu ficava com medo de falar o alemão, apesar de entender muita coisa, sempre consegui entender pelo menos o contexto do que a pessoa queria dizer ou o que eu lia. Mas falar ... até hoje é meio complicado para mim. Agora eu tenho 18 anos e passei para o B1, e quero fazer pós na Alemanha, e sei que tenho que falar. Uma das dicas que você deu sobre o que vê na rua, mentalmente pensar em alemão, meu professor me deu também quando eu estava no A2. E por coincidência ele também é cearense,o nome dele é Ronaldo e ele me deu aulas aqui em Salvador. Confesso que eu tenho tudo para falar alemão muito bem, pois é tenho acesso a vários meios,então agora eu só preciso trabalhar minha timidez e falar.Eu vou seguir as suas dicas e as do meu professor também e volto a estudar alemão no Goethe de SSA próximo semestre. Obrigada por suas dicas, eu adoro o seu blog.

    ResponderExcluir
  70. Olá Fábio, este blog me ajuda muito, muito mesmo! Estudo Alemão na Universidade de São Paulo e é realmente muito difícil. reconheço que preciso me esforçar e dedicar mais tempo ao estudo da língua, mas alguns fatores como a falta de didática e de consideração dos professores acabam desanimando.Lá é bem clara a segregação de quem sabe e quem não sabe, e quem não sabe que se exploda. Por algumas vezes já pensei em desistir, mas ainda assim persisto. Depois de ler a sua história, que é maravilhosa, a a história de um vencedor, consegui um super ânimo.Obrigada pela força e pelo blog, sempre que posso compartilho com meus amigos, você faz um trabalho fantástico!Tamanha generosidade reflete a pessoa que vc deve ser.
    Parabéns :)

    ResponderExcluir
  71. Parabéns! Seu blog é ótimo. Estive na Alemanha há um mes e me senti a pior pessoa do mundo, n conseguia me comunicar, comprar, entender o que os guis falavam nos passeios. Se n fosse minha amiga que mora lá n sei o q seria de mim. Fiquei totalmente dependente dela, n saia de perto p nada. Voltei ao Brasil e pretendo retornar a Alemanha em breve. Mas dessa vez quero as coisas sejam diferentes. Minha amiga ta ajudando e ja começei a estudar a lingua. Espero voltar ao país e n me sentir tão impotente, rs. Seu blog ja esta em meus favoritos! Ah! Sou nordestina pura tb, rs.

    ResponderExcluir
  72. Olá. Parabéns pelo seu blog.
    Sua história serve de incentivo, inclusive para mim, para buscar aprender sempre mais.
    Estou dando aulas de alemão em um curso, e seu blog tem me ajudado a dirimir algumas dúvidas.
    Aprendi alemão com meus pais. Moro em Santa Catarina, e até os 6 anos praticamente só falava alemão em casa. Em 1994 morei na Alemanha, como au-pair, e isso me ajudou muito a me sentir segura na comunicação. Na gramática que o negócio 'pega' às vezes... e seu blog é de graande valia.
    Meus filhos de 12 e 10 anos aprendem alemão e inglês desde o pré, no colégio que frequentam. A partir do 6° ano, precisam fazer a opção de inglês ou alemão. Optaram pelo alemão, já que inglês é uma língua mais 'comum' (filmes, músicas, etc).
    Um grande abraço, e fique na paz do Senhor.

    ResponderExcluir
  73. Grande história!! Não vou te dar os parabéns de novo para não ser redudante. Adoro o blog!

    ResponderExcluir
  74. Bravo, Fábio!
    Gostaria de te parabenizar por tudo que conseguiu!
    Eu, seu amigo alemao, passei quase pela mesma coisa, só vice-versa!
    Mas tenho certeza que você ainda topou tudo: adaptaçao à nossa cultura, aprendizado da nossa língua, e agora este maravilhoso blog!!!

    Voto em sua naturalizaçao alemao! Fábio para Chanceler alemao!
    Ich bin sehr stolz auf dich!
    Abraços und alles Gute!
    Matthias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Matthias, você não sabe o quanto fico feliz de ler suas palavras :-) É muito bom ouvir isso de um amigo.

      :-) Voto em sua naturalização como brasileiro (ou botocudo heheh)

      Um abração

      Excluir
    2. Ola,
      Nao tenho visualizado suas respostas aos posts, muitos deles com duvidas que eu mesma tenho..... algum problema com meu acesso ou não há respostas mesmo?
      Super obrigada

      Excluir
    3. Ivany, nao entendi. Eu nao respondo a todos os comentários, antigamente nao havia essa opcao. Talvez seja isso.

      Excluir
  75. Olá,sua história é linda,me emocionei com ela!
    Me identifiquei muito com ela,pois quando tinha 10 anos me interessei pela língua,a irmã de uma moça que conheço foi morar na Suíça e essa moça fala alemão por causa da irmã dela,comecei a conversar muito com essa moça e pedi a ela para me ensinar e ela começou a me ensinar o alfabeto,palavras e foi amor a primeira vista com o Alemão kkkk ela teve que ir embora para outra cidade então ela teve que parar de me ensinar,aí comecei a querer aprender o Alemão ir profundo naquilo que queria,hoje tenho 16 anos e estudo sozinha Alemão,muitas pessoas disseram que era maluquice mas eu tenho sonhos e planos e ninguém nesse mundo vai me fazer desistir dos meus sonhos, pretendo fazer um intercâmbio para Alemanha quando terminar o Ensino Médio,sou muito estudiosa faço exercícios,converso com alguns alemães,agradeço muito a minha mãe pois ela sempre me ajuda comprando livros,materiais para estudar!!você é um exemplo!!! me emocionei com a sua história,eu quero ser assim que nem você!!! ;D

    ResponderExcluir
  76. Vladimir
    Parabéns, Fábio.
    Eu também sou estudante autodidata, me identifiquei quando você relatou sobre ir traduzindo os números e palavras quando estava no ônibus, pois faço o mesmo, tudo que posso e consigo, vou tentando traduzir mentalmente. Seu blog tem sido útil. É a primeira vez que faço algum comentário em blog, mas esse seu artigo realmente me motivou a fazê-lo. Parabéns, você é um grande exemplo de que é possível, é preciso Acreditar.

    ResponderExcluir
  77. Gostei muito do seu texto. E gosto muito do seu blog, estou sempre divulgando. Parabéns! Sou estudante intermitente de alemão.
    Também usei (e uso, agora menos) seu método de tentar traduzir tudo o que leio em português para o francês, minha segunda língua (beeeeeeem mais fácil que o alemão). E funcionou comigo também

    ResponderExcluir
  78. Hola Pessoal como vão? eu também consegui enfim aprender alemão. Vou contar também a minha história e a minha experiência com o idioma! Eu antes de aprender alemão já falava inglês fluente e resolvi aprender outro idioma. Primeiro eu comecei com alguns cursos de alemão online mas não resolveu muita coisa! Depois resolvi entrar em um curso de alemão no Brasil em São Paulo, e eu comecei a ter contato com alemães que moram no Brasil e percebi que também não foi suficiente e fiz uma nova investida: Viajei à Alemanha para fazer cursos de alemão no exterior assim como eu fiz o meu curso de inglês no exterior.

    Eu fiz um programa de viagem com idiomas de 1 mês fazendo um curso de alemão intensivo em Frankfurt na escola de idiomas Sprachcaffe Language PLUS em que a metodologia de ensino da escola é excelente, com ótimos professores e qualidade dos tópicos de discussão atualizados. Além disso, deu tempo para conhecer a cultura alemão, os pontos turísticos da cidade e o dia-a-dia dessa cidade maravilhosa. Com esse ambiente de tranquilidade eu aprendi muito o alemão e as regras gramaticais. Essa viagem foi uma experiência inesquecível!

    Vou passar para vcs o link da escola que eu fiz o curso de alemão intensivo em Frankfurt: http://www.sprachcaffe.com/portuguese/study_abroad/language_schools/frankfurt/main.htm

    Eu espero que eu tenha ajudado vcs através de minha experiência com cursos de idiomas no exterior.

    Abração a todos e bons estudos

    ResponderExcluir
  79. Muito obrigado por nos incentivar. Sua história é mesmo espetacular!

    ResponderExcluir
  80. Cara, ler sua história me faz recordar, em muitas partes, da minha!
    Exceto pelo fato de que, em relação a você, ainda estou engatinhando hehe
    Eu sou de Fortaleza e comecei a estudar alemão aos 14 por conta própria também.
    Hoje, tenho 18 e fiquei muito contente em ver que meu esforço resultou em algo bom, que foi o meu B2 no teste OnDaf. Por muito pouco mesmo não consegui o C1.
    Mas esse B2 teve um gosto muito especial pra mim, principalmente por ter ouvido recentemente de um professor nativo que eu não conseguiria sequer um B1!
    Isso me deixou realmente triste, principalmente vindo de um nativo...
    Porém hoje vejo que ninguém, além de mim, pode medir o esforço que fiz pra alcançar esse objetivo e pude ver muito isso na sua história também, que, sem dúvidas, serve de motivação para muitos aqui.

    Seu blog é simplesmente sensacional!
    Obrigado pelas inúmeras dicas e weiter so! ^^

    ResponderExcluir
  81. Adorreiii tua história!!! me faz pensar que ainda tenho esperanças!!!!! rsssr, estou iniciando meus estudos agora! mas sempre ligada no blog e com muito material para aprender! obrigada! abraço

    ResponderExcluir
  82. Li seu texto de apresentação e gostei muito. Venho aprendendo alemão praticamente sozinho há um mês, com a ajuda de um professor e um colega de estudos uma vez por semana, com resultados bastante bons.

    Tenha certeza de que seu blog será consultado por mim inúmeras vezes.

    Muito obrigado e meus parabéns pela iniciativa!

    Leônidas Dias.

    ResponderExcluir
  83. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  84. Olá! Sou um apaixonado pela língua alemã e procurando sites e blogs que pudessem me satisfazer com curiosidades e algumas dúvidas que às vezes tenho, eu cheguei ao seu. A sua história é digna de elogios, pois penso que o mundo são dos esforçados! Você ganhou um seguidor do blog e um admirador.
    Eu comecei este ano a fazer Letras-Inglês pela Universidade Federal do Espírito Santo depois de tanto relutar com meus pais, que queriam ter um filho engenheiro.
    Como aqui não temos Letras-Alemão, penso em fazer uma extensão depois.
    Obrigado por me fazer conhecer a tua história.

    ResponderExcluir
  85. Nossa! Precisava MUITO ler isso... As vezes quase desanimo de estudar... Estou na Alemanha como Au Pair e as vezes minha cabeça fica tão cansada e eu fico tão triste por não absorver TÃO rápido o idioma pra sair por aí conversando o que der vontade... :/

    ResponderExcluir
  86. Ola,
    Eu ja iria te perguntar de onde vc me conhecia,pq na parte que vc fala pra diminuir o portugues e falar mais alemao,issu ali tudo sou eu aqui na alemanha,ja estou aqui a quase 3 meses,primeiro mes todo fui visitar amigos brasileiros que falam portugues e tbm amigos alemaes que falam portugues,onde eu trabalho tinha dois brasileiros,entao so conversava em portugues com eles,e fora que fico muito tempo no face conversando em portugues tbm...issu que vc falou é certo...eu mesmo sempre que ia pra algum lugar eu tinha que ter alguem que falava portugues pra pedir pra mim...ate pra pagar algo eu tava pedindo alguem pra me ajudar...mais agora estou sozinho aqui...meus amigos que falam portugues moram um pouco longe,e os brasileiros aqui foram embora...entao agora vou ter que criar vergonha na cara e comecar a estudar mais...amanha comeca meu outro curso de alemao,pq o primeiro era de ingles para o alemao,e nao sei ingles muito bem...o curso de amanha é com uma brasileira que mora aqui a 18 anos....agora é pegar firme...espero que mais pra frente possa vim aqui comentar algo sobre como anda meu alemao...:)
    e Parabens pela sua Historia...

    ResponderExcluir
  87. Parabéns, Fábio!
    Eu admiro demais as pessoas com a sua perseverança. Um bravo!
    Os sons do alemão me são familiares desde a infância. Também estudei alemão no colégio durante seis anos. Mais tarde cursei o básico no Goethe. Mas isso tudo há mais de trinta anos! E te digo, quando mais aprendi foi com DW no iPod. Mas suo frio toda vez que preciso pensar em gramática! Sabe alemão de turista? Sou eu. Converso até com poste, mas não faço ideia da quantidade de erros... Agora estou me animando em retomar aulas com professor. Incentivada por teu blog! Um abraço, Eunice Becker

    ResponderExcluir
  88. Oi,
    Eu com 50 anos estou aqui a 1 ano e só ficarei mais 2 anos(trabalho do marido), fiz 2 liv ros em intensivo (fiquei perdidinha, nunca tinha ouvido alguém falar em alemão comigo) depois fiquei 6 meses esperando abrir nova turma em outro curso(mais lento).
    Nesse meio tempo, continuei em casa pela internete (foi onde conheci se blog)
    tenho um caderno somente com suas aulas.
    Agora estou em um curso que comecei da alfabetização (som das sílabas)hoje eu consigo ler (mesmo não sabendo o significado)Vou continuar o curso (integração) e sigo todas as suas orientações sobre como me comunicar sem ajuda de outros.
    Graças que não conheço nenhum brasileiro, e n o meu curso tbém não tem nenhum (o que acho ótimo)
    Comprei o livro que você me indicou para fazer exercícios.
    O que faço para conseguir me comunicar melhor?
    Me sinto um pouco presa ao falar.
    Muitíssimo obrigada.....

    ResponderExcluir
  89. :'( - Me emocioinei com tua história. Decidi, NÃO VOU DESISTIR!! JAMAIS!!! Vou continuar com alegria sempre :)

    ResponderExcluir
  90. Noooossa Que História Heim!! Adoreeeii...
    Eu quero Muiiito Conhecer Berlim, Mas se eu for vou passar fome, dormir na rua, Me perder completamente, pq não falo uma palavra em Alemão, queria saber pelo menos o básico pra sobreviver alguns dias hahhahaha.
    Meu pai fala um pouco pois meu Avô veio de Munique mas infelizmente ele já faleceu, o pouco que meu pai fala ele até tenta me ensinar mas enfim não consigo "dobrar a língua" pra falar... Mas eu vou Aprender!!!!!

    ResponderExcluir
  91. Parabéns pelo blog! Descobri-o a pouco tempo e tuas dicas tem sido muito importantes, principalmente no que se refere às declinações. Tua história também é muito bacana. Além do alemão também estudo inglês, embora em nível mais avançado.

    Apenas por curiosidade, quais são as linguas que você fala/estuda?

    Abraço.

    ResponderExcluir
  92. Parabéns pelo blog e pela tua história. Fantástico. Tuas dicas tem me ajudado muito, principalmente com as declinações. Além do alemão, quais são os outros idiomas que você fala/estuda?

    ResponderExcluir
  93. Olha, sua história é um grande incentivo. Também nunca morei fora do país e consegui um inglês avançado de forma semelhante a você (muito embora sem tanto sofrimento e com bem mais ajuda). Atualmente, depois de rodar muito, estou de volta a Fortaleza e estou tendo oportunidade de assistir algumas aulas da professora Ednúsia (Letras - alemão V), buscando aprimorar meu alemão. Suas dicas estão sendo muito úteis: muito obrigado.

    ResponderExcluir
  94. Parabéns pela determinação, sua história é um incentivo para continuarmos nos aprimorando. Nunca morei fora do país, mas consegui um nível avançado de inglês com as mesmas práticas citadas por você (muito embora, sem tantos pecalços e com bem mais ajuda).
    Atualmente, depois de rodar muito, estou de volta a Fortaleza e com oportunidade de assistir algumas aulas da professora Ednúsia (Letras - alemão V), tentando aprimorar meu alemão. Suas dicas são sempre muito úteis e agradeço compartilhá-las conosco.
    Macho réi, Pense num caba bom.

    ResponderExcluir
  95. Fiquei muito admirada com a sua vontade para aprender alemão, e com ela, você me incentivou ainda mais a aprender a língua. Também sou autodidata em inglês e também com 15 anos tive meu primeiro contato verdadeiro com estrangeiros, quando visitei minha tia nos EUA.
    Você disse que nunca teve contato algum com o alemão e mesmo assim conseguiu... Fico até com vergonha, pois sou descendente de alemães e estou cercada de alemães quase todos os dias. Diversos amigos dos meus pais são alemães ou filhos de alemães, então, o mais rápido possível, eu vou contatar algum deles para me passar algum material em alemão para começar a aprender.
    Já estudo francês também, mas não é nada que se compara a uma língua tão linda e desafiadora como o alemão.

    Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  96. O mais engraçado é que eu estou pensando em comprar esta coleçao da Globo há u tempo , mas nao comprei ainda pelo preço que estão cobrando em uma livraria de sebo aqui em Brasilia. Parabéns pela sua história, dedicação e perseverança. Um exemplo.!!!

    ResponderExcluir
  97. Boa tarde, obrigado por compartilhar suas experiências connosco. Gostaria de começar a aprender a língua alemã, gostaria que você me indicasse algum livro ou curso especifico.

    ResponderExcluir
  98. Boa tarde, obrigado por compartilhar suas experiências connosco. Gostaria de começar a aprender a língua alemã, gostaria que você me indicasse algum livro ou curso especifico.

    ResponderExcluir
  99. Que legal a sua estória. Eu sou de Fortaleza e me mudei pra Suiça aos 15 anos (hoje tenho 18). Felizmente, moro na parte da Suiça que fala Francês. Mas Alemão não deixa de ser importante. Tenho aulas de Alemão na escola e talvez pelo fato de tambem ter aulas em Francês e Inglês na escola eu tenho uma dificuldade de aprender essa lingua complicada e complexa que é o Alemão.
    (semana passado o filho do meu padrastro que fala alemao veio pra cá e tu n tive coragem de falar as poucas palavras que sei em alemao kk).

    Enfim, parabens por ter aprendido Alemão por que precisa de muita força de vontade. :) Espero achar no seu blog algumas dicas de métodos dinamicos pra aprender o vocabulario.

    ps: nunca comento em blogs ou coisas do tipo, acho que tu n vai nem ler isso mas enfim... deu vontade. bj.

    ResponderExcluir
  100. Muito bacana sua história, senti orgulho enquanto lia.... de ser brasileira, de ser professora.... muito bacana! Estou há um mês em Koblenz. Meu namorado é alemão mas fala português e não está aqui, está trabalhando no Chile. Eu estou numa escola de línguas e me virando sozinha entre farmácia, supermercado e trem... rsrrs
    Espero em 3 meses estar entendo e falando alemão, parabéns pelo sua história, é um exemplo a se seguir.

    ResponderExcluir
  101. Eu aprendi inglês sozinha tambem e sinceramente? não sei como aprendi,uma vez num passei escolar fomos num museu famoso do Niemeyer o MAC,e eu conversei em inglês com uma alemã,eu fiquei me achando.Depois de um tempo,fui me interessando bastante pela história da Alemanha,vi o programa do multishow "Lugar Incomum" que falou sobre Berlin e eu me apaixonei.Entrei no ensino medio ano passado e escolhi o curso de turismo,não sabia que ia gostar tanto,me identificar tanto.pelo twitter tenho amigas alemãs que vão me "ensinando" um pouco de alemão,e até pesquiso sites com pronuncia ou etc.Vou entrar num curso de alemão esse ano e cara,adorei as dicas,sobre ouvir mais musicas alemãs,ver filmes,obrigada por partilhar sua história :)

    ResponderExcluir
  102. Seu blog é fascinante. E o jeito como você aprendeu alemão também. Adoro idiomas, falo um pouco de alemão, mas ainda cometo vários erros como os que vc listou acima. Quero aprender muito mais, ampliar meu vocabulário e aperfeiçoar a minha gramática. Obrigada pelas dicas preciosas que seu blog traz a todos que querem aprender alemão. Abraços.

    ResponderExcluir
  103. Alà gostei muito de sua historia, eu mora na lemanha e estudo sozinha, na internete.
    pois agora e bèm mais facil de estudar eu aprendir italiano ingles agora estou aprendendo, alemâo nâo è muito facil para mim foi um dos imdiomas mais dificil para se aprender, pois apronuncia e muito forte, queria muito ter contato com brasileiras que moram aqui eu moro na frança mais meu marido sò fala alemâo pois ele e da cidade de berlin, moramos na frnteira da frança com alemanha, bjs a todos e vamos la nâo podemos desistir nunca,

    ResponderExcluir
  104. Noooossa, me identifiquei com a sua história. Comecei a estudar inglês desta maneira. Não tinha ninguém para dialogar então tinha que conversar comigo mesma. Também não tinha disponível CD's, Vídeos e internet, tinha que usar os livros da biblioteca da minha escola juntamente com dicionários, por meus pais não terem condições de bancá-los. Além de ter que ouvir palavras e olhares negativos daqueles que achavam que desta forma eu não chegaria a lugar algum :/ Depois de um tempo as coisas melhoraram e pude encontrar sites que me ajudassem a aperfeiçoar o que já tinha aprendido. Também sempre gostei muito de gramática.
    Hoje tenho um inglês avançado, mesmo sem nunca ter cursado o idioma em alguma escola. E já estou passando para o alemão. Fico muito feliz de ter encontrado
    uma pessoa como você disposta a ajudar os outros.

    Este blog está em 1 lugar para todas as minhas pesquisas. Quando surge uma dúvida eu venho aqui.

    PS. Que Deus lhe retribua em dobro segundo a quantidade de pessoas que você tem ajudado :) (Creio que a recompensa não será pequena ehn,hehe!) tchau

    Silva

    ResponderExcluir
  105. Nossa, me identifiquei com a sua história. Quando era criança comecei a estudar inglês apenas com livros e dicionário da biblioteca da minha escola por meu pais não terem condições de banca-los. Estudava sozinha e tinha que conversar comigo mesma também, chamava muitas pessoas para estudar mais eles não tinham interesse. Muitos ainda diziam que isto não daria certo que eu não chegaria a lugar algum. Também gostava muito de gramática.
    Hoje tenho um inglês fluente, mesmo que eu nunca tenha tido uma aula presencial.
    Estou passando para o alemão e agora com o que você escreveu muito mais empolgada em me dedicar ao idioma.
    Fico muito feliz por ter conhecido alguém como você disposto a ajudar as pessoas :) Continue assim tão comediante, durante as explicações rs' ;)

    PS. Que Deus lhe retribua em dobro segundo a quantidade de pessoas que você tem alcançado, ou que tem te alcançado. (Creio que a recompensa não será pequena enh, hehe) Fique na paz de Jesus!!

    Silva

    ResponderExcluir
  106. Quais são os primeiros passos básicos para uma pessoa que não sabe nada da lingua alemã e quer aprender?
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  107. Olá, qual os primeiros passos importantes para aprender a lingua alemã?
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  108. Achei bastante inspiradora sua história. Sou de Pacujá-CE, uma cidadezinha próxima a Sobral-CE. Desde pequeno quero aprender um outro idioma.

    Infelizmente, sou muito autocrítico (mesmo involuntariamente) e acabo não tentando falar em outra língua por medo de errar.
    Minha meta atual é falar/ler Inglês naturalmente. Mas 'namoro' com a língua alemã, a russa e a francesa, e são meus alvos para os próximos 6 anos.

    Auf Wiedersehen!

    ResponderExcluir
  109. Achei bastante inspiradora sua história. Sou de Pacujá-CE, uma cidadezinha próxima a Sobral-CE. Desde pequeno quero aprender um outro idioma.

    Infelizmente, sou muito autocrítico (mesmo involuntariamente) e acabo não tentando falar em outra língua por medo de errar.
    Minha meta atual é falar/ler Inglês naturalmente. Mas 'namoro' com a língua alemã, a russa e a francesa, e são meus alvos para os próximos 6 anos.

    Auf Wiedersehen!

    ResponderExcluir
  110. Primeiramente meu muito obrigado por compartilhas suas experiências Fábio. Também sou Nordestino do interior do Rio Grande do Norte (Currais Novos), Hoje moro em Natal/RN em função da Universidade, curso Ciência da Computação e meu objetivo é conquistar uma bolsa de estudos do CSf, estou começando do zero, porém com o objetivo de alcançar A1 em seis meses dedicando duas horas por dia. Você acha que é possível?. O blog será minha referencia a medida que forem surgindo dúvidas.

    Danke.

    ResponderExcluir
  111. Primeiramente meu muito obrigado por compartilhas suas experiências Fábio. Também sou Nordestino do interior do Rio Grande do Norte (Currais Novos), Hoje moro em Natal/RN em função da Universidade, curso Ciência da Computação e meu objetivo é conquistar uma bolsa de estudos do CSf, estou começando do zero, porém com o objetivo de alcançar A1 em seis meses dedicando duas horas por dia. Você acha que é possível?. O blog será minha referencia a medida que forem surgindo dúvidas.

    Danke.

    ResponderExcluir
  112. Que bárbaro! Adorei! Grande exemplo.... :)

    ResponderExcluir
  113. Teu blog é fantástico e eu estou muito contente de ter parado aqui. Eu vou te falar uma coisa: moro num país de língua alemã há um ano e pouco e falo só o básico, justamente porque cometo todos os erros que você narrou aqui, ou quase todos, hehehe. Que vergonha! Agora estou recomeçando no teu blog e em outras fontes e espero que principalmente ele dê uma sacudidela no meu alemão (ainda) capenga. Meu problema é que eu uso inglês pra tudo, aí já viu. De todo modo, deu pra ver, em poucos dias que tenho vindo aqui, que teu blog é superinteressante, benfeito e bem embasado. Vou investir tempo nele! Parabéns por estar se voluntariando a ajudar outros a aprender idiomas pela ótica de um lusofalante. Bravo!

    ResponderExcluir
  114. Oi Fábio, seu blog é maravilhoso! Vc dá aula na Alemanha ou no Brasil? Estou em Colônia há um mês, mas Já estou voltando p o Brasil, mas meu marido e eu estamos pensando em morar aqui, ele é engenheiro e só pediria tranferencia p cá, mas eu só enfermeira e não sei se é possível validar o diploma aqui. Será q eu poderia fazer um mestrado e depois trabalhar como enfermeira aqui?
    Muito obrigada Fábio!

    ResponderExcluir
  115. Me chamo Vânia,Gostaria de saber se você mora na Alemanha ainda e, se o país é ruim para brasileiros morar e como é o tratamento deles com brasileiros?

    ResponderExcluir
  116. Boa noite!

    Decidi aprender alemão (em parte por ler seu blog) primeiro de forma autodidata. Procurei os livros iniciais e comecei (estou entrando na 15ª semana). No meu caso, tenho dificuldades com o inicial (comecei o inglês 3 vezes e parei), lendo os tópicos sobre adquirir vocabulário e pronúncia, decidi encarar. Acredito que vou vencer e espero melhorar a cada dia, ah, também pretendo ir a escola em um nível maior e depois visitar a Alemanha (não sei porque tenho uma fixação por esta terra há muito tempo ...).
    De qualquer forma, agradeço o que é feito aqui, é impar no mundo, por isso votei no blog e votarei sempre.
    Sucesso!
    (BH - MG - BRASIL)

    ResponderExcluir
  117. como eu imaginei. Eu te conheço. Estudei junto contigo na UFC, você era meu veterano e no ano que voce fez a prova para o intercâmbio em Koeln eu tentei junto com você e o Bruno

    ResponderExcluir
  118. Fiquei muito emocionado com seu vídeo e história. Adoro idiomas tb e temos estórias bem parecidas em muitos aspectos. Tb falo inglês fluente, espanhol, me comunico em francês, italiano e esperanto e estudo alemão desde os 12 anos no brasil e agora na Alemanha. Estou noivo de um alemão e vou casar ainda este ano. Frequento um curso intensivo de integração, apesar de saber que poderia ser nivelado, mas quis fazer todo o curso do zero. Parabéns pelo blog e pela estória de vida. O mundo é de fato maravilhoso e clama por ser explorado. Portanto, aprendamos idiomas.

    ResponderExcluir
  119. olá!
    Comecei a estudar alemão sozinha em uma tarde de tédio nas férias com o livro "Teach yourself German" e acabei gostando. Depois de 6 meses, procurei uma professora particular, mas tento sempre estudar em casa, pois percebi que faz muita diferença.

    Além das suas explicações, a dica que mais me chamou a atenção e me mostra o quanto eu ainda preciso estudar é tentar falar e pensar em alemão todas as ações cotidianas: pedir informação, comprar um pão, saber me apresentar...
    Minha maior dificuldade no momento é com vocabulário. Entendo a gramática, mas me faltam palavras! hahahah

    Muito obrigada pelas dicas, pela ajuda e pelos incentivos. Daqui 10 dias irei para a Alemanha para estudar 1 ano de engenharia pelo Ciência sem Fronteiras.
    Como as coisas acontecem com um porquê, não é?

    E continuo seguindo o blog nas redes sociais todas.

    ResponderExcluir
  120. Nossa! Muito bonita a sua história! Me deu esperanças de que, com perseverança, vou conseguir terminar as línguas que estou fazendo.

    Uma coisa que acho muito importante (e que você mencionou) é o contato com pessoas nativas da língua que você está estudando. Mas se a pessoa não tem condições de ir até o país onde a língua é falada (isso acontece muito), ela pode ter a ajuda da internet nisso. Não é a mesma coisa, mas é bem legal. Eu, por exemplo, tenho usado o Tandem e gostado muito! É um novo site que reúne pessoas que querem aprender um determinado idioma. Essas pessoas são chamadas de "parceiros tandem". Eu estou adorando. E o melhor é que é completamente GRÁTIS. Sério, muito bom. Eu estou aprendendo japonês, chinês e coreano e já estou fechando uma parceria com alguém que vai me ajudar com meu chinês.

    Ah! Quase esqueci de colocar o link aqui no site: https://www.tandemexchange.com/

    ResponderExcluir
  121. Hallo, me chamo Weslley e quero apenas parabeniza-lo pelo belo trabalho que tens feito aqui no blog.
    Comecei a estudar Alemão esse ano/2013 (A1) e tens sido de grande auxilio aos meus estudos de uma forma direta e simples, e espero, assim que terminar a faculdade, poder ir a Alemanha!!!

    Um grande Abraço.

    ResponderExcluir
  122. Muito legal sua historia, comecei sozinho tambem, nunca pensei na minha vida em estudar alemao, mas por força do destino tive que aprender ou melhor estou aprendendo, comecei a estudar no brasil alemao, sozinho em casa TODOS os dias. Vim para Alemanha por conta do meu marido que é alemao, casei e hoje moro aqui (alemanha, Flensburg),e ainda continuo estudando sozinho alemao, porem comeco meu CURSO na VHS em setembro e fiz teste e passei direto para o Segundo Modulo, apesar de conviver total com Alemao, as vezes me complica falar, acho q tenho medo, mas depois do que vc escreveu , me deu um UP... Nao posso ter medo de falar... Hoje falo o Basico por questoes de aprender sozinho e estar no inicio, mas tudo o que faco, ou escrevo ou sair, tento falar em alemao... e sempre pergunto pro meu parceiro as minha duvidas e peço pra ele sempre me explicar em Alemao. e eh logico que vejo o seu Blog sempre para fazer minhas lições e tirar algumas duvidas...

    Parabens e Boa Sorte e Vem morar na Alemanha! Tschuss!

    ResponderExcluir
  123. Nosssaa Parabens.. vc eh uma pessoa que mtos queria e querem ser, falar varios idiomas.. sou seu Fan!

    Tschuss

    ResponderExcluir
  124. ola queria perguntar se na alemanha ha escola secundaria portuguesa ou brasuleira obrigada

    ResponderExcluir
  125. Ola queria perguntar se ha escolas secundarias PORTUGUESAS OU BRASILEIRAS em Alemnha Frankfurt

    ResponderExcluir
  126. Parabens por essa conquista. Realmente não temos o hábito de estudar idiomas e quando temos geralmente é espanhol e algumas vezes ingles.
    Gosto muito de idiomas. Como digo, não jogo nada, nao toco nada, mas pelo menos para lingua eu acho que tenho uma certa facilidade e aproveito.
    Falo ingles, frances, alemão médio, consigo me comunicar, italiano e agora estou no espanhol.
    Saber não ocupa espaço e cultura é algo que nunca vão conseguir tirar da gente e o pior ou melhor, aprendo pq gosto ,por puro prazer, não sou professor, ou seja, não dependo de linguas para sobreviver. Sou dentista,rsss.
    Enfim, parabens pelas suas consquistas.

    ResponderExcluir
  127. Adorei a história de sua trajetória. Uma inspiração.

    Ótimo blog.

    ResponderExcluir
  128. Adorei a história de sua trajetória. Inspiradora.
    Ótimo blog.

    ResponderExcluir
  129. Super! Que belo exemplo de dedicação e motivação!

    ResponderExcluir
  130. Hallo! Wie Geht's? Alles Klar?
    Ótimo blog, muito bem produzido. Bem, aprender o alemão não é lá muito fácil, eu por sorte sou descendente de alemães, falo o Hunricküsch, o dialeto do sul (PR, SC e RS) do Brasil, e desde pequeno sempre conversei com parentes em alemão, o português só aprendi na escola aos seis anos rsrs... Mas me surpreendo com a rapidez que tu aprendeste, cara foi pouco tempo para quem nunca teve contato com a língua antes. Eu também pretendo morar na Alemanha algum dia, lá por 2016, só que terei de aprender o alemão de lá, o da aqui é um pouco diferente na pronúncia. Pela internet se aprende bastante, mas não destaca a pronúncia, só a escrita. Para aprender o oral, nada melhor que fazer um curso, e morar lá, só quando falar o básico, se não não vai dar certo... Aqui na cidade onde moro no RS 75% das pessoas falam alemão e isso já me facilita um pouco. O alemão assim como o inglês são línguas anglo-saxônicas e por isso são difíceis, já as latinas como o espanhol e o francês são mais fáceis de assimilar. Sua conquista servirá de exemplo para muitos que pretendem seguir o mesmo caminho... Isso mostra que nada é impossível quando se deseja de corpo e mente!

    ResponderExcluir
  131. Muito bom seu vídeo!! Sou de Fortaleza e estou estudando na Hochschule em Freising pelo Pprograma Ciência sem Fronteiras!! Estou aprendendo alemão nessa minha estada aqui, é realmente complicado, mas não dá para desistir!! Obrigada =D Natália

    ResponderExcluir
  132. Hallo Fabio.
    Sie haben eine sehr schöne Geschichte!
    Viele Grüße,
    Regina

    ResponderExcluir
  133. Amei o blog... eu sou apaixonada por idiomas...

    ResponderExcluir
  134. Interessante sua história. É admirável sua simplicidade e seu jeito de expressar quem voce é, além de ensinar com bom humor. Isso eu gosto.
    Abracos

    ResponderExcluir
  135. Oi muito prazer! Meus parabéns! Tbm sou cearense (de Fortaleza). Falo Inglês, Francês e Italiano (moro na Itália há anos), tbm estudei na UFC e tbm adoro estudar idiomas!!! :D Dah uma passadinha no meu blog. No meu blog eu fiz uma lista de (quase)todas as palavras de português e italiano que são iguais. :D
    http://priscilaitaly.blogspot.it/

    ResponderExcluir
  136. O seu blog é muito bom, tem me ajudado muito com o estudo da língua. Parabéns por todo o esforço em dividir conhecimento e obrigada por compartilhar sua história com os leitores, ela é muito inspiradora.

    Abraços,

    Adriana

    ResponderExcluir
  137. Parabéns pela superação no curso de alemão!!! :)

    ResponderExcluir
  138. parabéns pelo blog!!! e pelo texto! me animou a começar a estudar alemão!!!

    ResponderExcluir
  139. poderia indicar-me um curso de alemão com áudio?

    ResponderExcluir
  140. Que lição de vida ufa!!
    Existe algum grupo no facebook, que falam somente alemão,porque gostaria muito de interagir com o grupo, para não esquecer o idioma.

    ResponderExcluir
  141. Adorei esse post. Aliás, gosto muito do seu blog. Me tira muitas dúvidas. Me identifiquei em muitos pontos com sua história, principalmente no quesito auto-didatismo. Estudo o ingles desde os 11 anos e o espanhol desde os 15. Mas pelo alemão sou apaixonada. Sou catarinense. Meu pai é catarinense e descendente de italianos, e morou na Alemanha quando criança com minha avó materna que é catarinense e é da serra. Moraram em Munique com minha tia que era bailarina. Já minha mãe, avós, bisavós maternos são descendentes de alemães e são todos catarinenses. Meu tataravô materno (Pütz) veio da Alemanha com 11 anos. Fazem parte da primeira "leva" de familias que vieram de Rheinland-Pfalz, no Hunsrück, para o Brasil e que fundaram a primeira colônia alemã em SC (São Pedro de Alcantara). Portanto, sou descendente direta de imigrantes alemães. Vieram para cá em 1829. Só fazem pouco mais de 180 anos. Meus avós e até minha mãe ainda falam o alemão. Porém, o dialeto. Eu ouvia as conversas dos meus tios com meus avós e com minha mãe desde pequenininha, mas não entendia nada. Assim como meus primos, ninguém aprendeu com eles falando. O portugues é a lingua oficial na escola e nas amizades, e isso ajudou a inibir o alemão. Dentro de casa sempre foi falado o portugues, mas dentro da casa da minha avó, o alemao imperava. Mas, diferentemente de meus primos, eu sempre me interessei pelo alemão. Aliás, fui a unica dos 29 netos do meu avô Pütz e da minha avó Schmitz. Com 7 anos minha mãe pegou uma gramática alemã (toda em alemão) que comprou em Joinville, e resolveu ensinar a mim e minha irmã (na época eu tinha 7 e ela 6 anos. Hoje ela tem 26 e eu 27). Mas só eu me interessei. Me lembro que sempre pegava a gramática - até mesmo de madrugada (mesmo sem entender muita coisa), com 15, 16 anos e ficava olhando e tentando decifrar o que estava escrito. Sempre fui apaixonada pela história da minha familia e de como vieram para cá e isso ajudou muito. Mas o tempo passou e eu acabei deixando de lado a aprendizagem do alemão por conta de outras coisas: vestibular, faculdade (Pedagogia) e trabalho. Não tinha muito tempo livre. Há pouco tempo, somente, resolvi voltar a estudar o alemão e confesso que estudar sozinha é a minha praia. Procuro músicas na internet, compro livros (aliás, os livros que minha familia tem ajudam muito), e estudo com o "método" da DW. São exercicios e audios que ajudam muito! Traduzo letras de musicas, poemas,e faço exatamente o que voce faz: tento ler letreiros e elaborar frases cotidianas em alemão. Quando voce escreveu sobre isso, me vi fazendo isso! hahhaha Acho que quem quer e quem gosta (tem que gostar) consegue. Se gosta, fica mais fácil: não vê a outra lingua como algo dificil, um bicho de sete cabeças. Mas tem que ter comprometimento e disciplina. Não é tão facil, nem dificil, e tambem nao cai do ceu de uma hora para outra. Estudo sozinha a um certo tempo, já tenho minhas bandas preferidas, sites preferidos, leio noticias e acompanho tudo pelo facebook e pelos sites alemães na internet. E claro, treino com minha mae. Nós duas às vezes, "batemos boca" uma com a outra (rss) porque ela fala o dialeto e eu a lingua. Leio a gramatica e fico "corrigindo" ela na escrita, principalmente. Ela teima que é de uma forma, e eu digo que na lingua o certo é de outra forma. Mas sabemos que o dialeto tem suas particularidades e não é errado. É comum ouvir a todos por aqui se chamando no diminutivo: Mariechen, Nechen, Lechen (a pronuncia é Marricha - Maria, Necha - Nélia, Lecha - Letícia... E por aí vai). Entre descendentes é muito comum isso por aqui. Convivo muito com as tradições germanicas desde pequena e me sinto quase que morando na Alemanha, porém, do final século XIX. As familias que descendem dos primeiros imigrantes buscam manter vivas as tradiçoes de nossos antepassados da Alemanha daquela época. Muitos alemaes quando vem pra cá, dizem que somos mais tradicionais que os proprios alemaes. Cultivamos muito isso por aqui.

    ResponderExcluir
  142. Vc recomenda o curso de idiomas globo para quem é iniciante?
    E o "Deutsch - warum nicht?" , vc conhece? recomenda?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  143. Muito bom. Você é um vencedor. Parabéns.

    ResponderExcluir
  144. cara, vc parece até q é meu clone só q mais velho e de sexo oposto heheXD. eu tenho 16 anos e tenho uma historia bem parecida... qdo eu era menor, eu odiava os Estados Unidos, achava q eles se achavam demais...aí qdo eu tinha 10 anos, minha avó q já tinha ido pra lá me falou q era pq eles eram bem nacionalistas e tals...enfim eu passei a ama-los e desde então meu sonho é ir morar em Los Angeles. Na mesma época eu comecei a ouvir Red Hot Chili Peppers...o negócio, é q eu comecei traduzindo os títulos das musicas,depois elas por inteiro e aí não parei mais,tinha facilidade com a lingua e hj consigo falar bem fluente,claro, talvez não saiba td,por q não cheguei a estudá-la realmente(só tenho 16 anos rsrs) mas consigo entender filmes,músicas e conversar com estrangeiros. isso me deu confiança de q conseguiria aprender qualquer lingua, decidir então aprender espanhol, no ano passado,para ser específica...como parece um pouco com portugues,tive facilidade em aprender, mas ainda preciso melhorar em alguns aspectos. Então me interessei pelo alemão pq as pessoas falam q é mto difícil e blá blá blá...resultado: estou conhecendo o alemão ha tres meses e sinto q já aprendi mta coisa, e grande parte dela graças a seu blog. Assim como vc sou do nordeste, da Bahia. mto obrigada por postar, é um blog mto bom, continue assim e parabéns!

    ResponderExcluir
  145. Muito legal, parabéns!
    Também sou autodidata em Inglês, estudo sozinha há 16 anos e ano passado pude usar realmente meu inglês em uma viagem à Europa, foi muito gratificante, fiquei muito orgulhosa de mim mesma.
    Sou do interior de MG e comecei a aprender Inglês para entender o que a boyband Backstreet Boys dizia (hahaha), isso em 1998, e como também não podia pagar um curso, fiz tudo sozinha.

    Agora, quero muito aprender alemão e sei que assim como você, vou conseguir.
    Um abraço e sucesso :)

    ResponderExcluir
  146. Adorei sua história, sua persistência e coragem de perseguir um sonho. Também adoro a língua alemã e a estudo sozinha há um bom tempo, mas ainda não consegui chegar ao nível de que gostaria.

    Meus parabéns!

    ResponderExcluir
  147. Parabéns! "Tudo está na mente. É onde tudo começa. Saber o que você quer é o primeiro passo na direção de conseguir."

    ResponderExcluir
  148. Olá Fábio, gostei do blog.

    Meu nome é Nilton Cesar e vou para Braunschweig passando por Frankfurt Am Main, dia 30/01 a 06/02, meu inglês tá enferrujado e não sei nada de alemão, gostaria de saber se você tem indicações de livro/manual/roteiro/dicionário de viagem/ etc de como falar/perguntar/responder em alemão onde posso adquirir, sei que não é objetivo do blog, mas se puder ajudar. Vou em viagem de treinamento de um equipamento comprado pelo Laboratório de Geofísica da Universidade Federal do Ceará, assim como você sou cearense, moro em Fortaleza no Passaré. Se puder telefonar, ligue para 85 99888662(TIM) ou 88485445 (OI)


    Agradeço sua atenção,

    Nilton

    ResponderExcluir
  149. Obrigado pela sua ajuda!Parabens pelo seu extraordinario trabalho neste blog!Voçe ja e um professor de Alemao para o mundo inteiro!Adoro estudar consigo!

    ResponderExcluir
  150. Olá, Fábio! Fantástica tua história! Em muitas partes, lembrou-me um pouco da minha no que diz respeito à paixão por idiomas, especialmente, francês, no meu caso. Assim como tu, comecei ainda jovem a estudar francês com esses mesmos livros e fitas K7 da Ed. Globo. Também iniciei o curso de letras Português-Francês na FURG (mas por outros interesses, mudei para Filosofia e História, embora sem nunca deixar de estudar francês). Depois de tantos anos, com passagens pela França e pelo Québec, posso considerar o francês minha segunda língua. Entretanto, continuo sempre estudando e sempre aprendendo, seja francês, sejam outras línguas, como inglês, italiano e espanhol. Estou voltando a estudar alemão, e o teu blog além de me motivar, está sendo muito útil! Por isso, muito obrigado!

    ResponderExcluir
  151. eu tbm estou estudando e comecei sozinho....." curso de idiomas da globo' ,parabéns .por vc ter conseguido oque queria.

    ResponderExcluir
  152. Que linda sua história, parabéns pela força, coragem e dedicação. Estou a morar na Alemanha com minha família há 3 meses e está sendo muito difícil. Espero aprender um bom alemão.
    Tenho muito orgulho da sua história pois somos brasileiros e nordestinos 😊

    ResponderExcluir
  153. Faço quase o mesmo. O duro é aprender sozinho...

    ResponderExcluir
  154. Acabei de encontrar esse site e já estou amando. Tenho certeza que vou passar bastante tempo por aqui lendo o conteúdo. Muito obrigada pelo tempo e dedicação e parabéns pelo seu trabalho :D

    ResponderExcluir
  155. Olá, gosto muito do seu blog e é muito útil. Pessoalmente nunca gostei de aprender novas 'línguas', mas tenho um fascínio enorme pela cultura alemã desde criança. Só agora (aos 28 anos) comecei a aprender alemão e o meu objectivo é emigrar para a Alemanha na procura de melhores condições de vida.
    Obrigada

    ResponderExcluir
  156. Olá, gosto muito do seu blog e é muito útil. Pessoalmente nunca gostei de aprender novas 'línguas', mas tenho um fascínio enorme pela cultura alemã desde criança. Só agora (aos 28 anos) comecei a aprender alemão e o meu objectivo é emigrar para a Alemanha na procura de melhores condições de vida.
    Obrigada

    ResponderExcluir
  157. Olá, gosto muito do seu blog e é muito útil. Pessoalmente nunca gostei de aprender novas 'línguas', mas tenho um fascínio enorme pela cultura alemã desde criança. Só agora (aos 28 anos) comecei a aprender alemão e o meu objectivo é emigrar para a Alemanha na procura de melhores condições de vida.
    Obrigada

    ResponderExcluir
  158. Olá!
    Seu blog é o máximo! Moro em Berlim e só comecei a aprender a língua aos 45 anos, quando me mudei para cá (tenho 48 agora). Você tem me ajudado muito!

    Mas minha mensagem, além de lhe dar os parabéns e lhe agradecer, é também para fazer uma sugestão: sempre erro o lugar em que faço a busca no site!!! Por que tem um campo para fazer uma busca no Google (e, pior, vem em primeiro lugar, a gente quase não vê o buscador do site).

    Minha sugestão é que retire esse buscador, ele não acrescenta nada, gera ruído e dificulta a busca. Se a pessoa quiser procurar no Google, vai lá e procura. Aqui o foco é o seu maravilhoso e completo site!

    Escrevi a sugestão aqui porque não achei lugar mais adequado. Fique à vontade para apagar depois que ler.

    Obrigada mais uma vez!


    ResponderExcluir
  159. Parabéns admiro muito pessoas inteligentes. Estou morando na Alemanha a 5 meses e estou com muita dificuldades no idioma Beijos

    ResponderExcluir
  160. Muito bacana tudo no seu blog e, obviamente, sua história pessoal também. Já tenho mais de trinta anos e, exceto pela minha paixão por períodos bélicos da história, nunca tinha tido qualquer interesse em Alemão. Sempre amei o Francês e o Italiano. O Inglês é mais fácil né? Afinal esta impregnado em nossa sociedade. Mas foi curioso como simplesmente eu me apaixonei pelo Alemão há cerca de um ano. Não saberia dizer qual foi meu "chamado" rs. Comecei com músicas, textos na internet, regras gramaticais e confesso que estou achando muito gostoso estudar :). Achei que seria mais difícil, mas independente das facilidades de cada um, estou com uma professora particular. Bom, não sei com qual periodicidade você responde as mensagens por aqui, mas se for possível, gostaria de pedir dicas de sites onde possa encontrar músicas com as letras, pois tenho visto muito site com a grafia errada e dai me embanano toda. Se tiver alguns que mais confiáveis, seria ótimo! Obrigada pela atenção! Tschüss :)

    ResponderExcluir
  161. Que legal a sua historia, parabéns!!! Me identifiquei muito com a sua paixao e força de vontade para aprender linguas estrangeiras! Eu aprendi Ingles e Frances fazendo cursos, mas enquanto nao podia paga-los tb estudei e aprendi muitas coisas por conta propria, e mais tarde aprendi o Italiano de forma autodidata. Hoje eu moro na Italia e comecei a estudar o Alemao. Tenho uma longa e dificil estrada pela frente, mas nao desistirei! Um abraço, Virginia Souza.

    ResponderExcluir
  162. Meu amigo, você é um cara iluminado, essa sua força de vontade não é pra qualquer um! Acredito que você vai chegar onde nem mesmo você pode imaginar. Parabéns e muito obrigada por essa injeção de animo!

    ResponderExcluir
  163. Olá!

    Moro no Vale do Caí, no Rio Grande do Sul, sendo esta uma região de forte colonização alemã.

    Estarei acompanhando o blog para adquirir mais conhecimentos sobre o 'alemão' da Alemanha, pois por aqui se fala o dialeto Hunsrückish.

    Bis bald...

    ResponderExcluir
  164. Olá.
    Muito legal sua história. Estou interessado em aprender Alemão pois, com menos de uma semana, me bateu uma vontade grande em aprender alemão, não sei explicar os porquês pois tenho o básico de inglês, pois fiz curso durante 3 anos, mas tenho mais de 6 anos que não pratico. Infelizmente esse período de 6 anos não me sobraram tempo, enfim, agora tenho vontade em aprender, tenho coisas importantes para saber na minha área de pesquisa do superior, afinal, na Alemanha existem brilhantes universidades de doutorado, em química.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  165. Meus parabéns, Fábio. Fiz itinerário inverso: Já adolescente tive que deixar de lado o meu alemão materno (somos da Suíça)para aprender português brasileiro. Não foi fácil.... Sintaxe bem diferente...

    ResponderExcluir
  166. Nesse momento que escreve, tem 178 comentários aqui. Então, é bem provável que seja repetitivo nas minhas palavras, mas acho que "parabéns" sempre vale a pena repetir.
    Parabéns!
    Sua jornada de vida é motivadora.
    Estudo inglês e alemão. Uso para o inglês principalmente o My English Online (do governo) e o Duolingo. Para o alemão uso o Deutsch Warum Nicht, do Instituto Deutsch Welle e o Duolingo também.
    Novamente, parabéns pelas suas conquistas.
    Só mais uma coisa, nem me assustei ao ver que você é Cearense. Cearense é foda! Vamos dominar o mundo!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Santiago faço das suas palavras as minhas também, uso o Duolingo para o Ingles e para o Alemão, os outros sites My English Online uso para suporte. Abç

      Excluir
  167. é engraçado cada pessoa tem vontade de aprender um novo idioma por uma identificação com um pais onde esse idioma é falado, to com vontade de visitar a Alemanha por conta do futebol já que eles foram campeões aqui em 2014, já tenho 39 anos será que vou ter mais dificuldades pra aprender?

    ResponderExcluir
  168. Cara navegando em diversos blogs de dicas de alemão, me deparei com o teu bixim! Também sou cearense, apaixonado por aprender linguas estrangeiras. Desde os meus 12 anos de idade sempre me dediquei em aprender ingles na época do grupo escolar "é o novo" de lá pra cá sempre curioso me aproximando de turistas ingleses, tentando me comunicar falando as palavras básicas, how are you? Where are you from: etc... Comprei varios cursos Seleções Readers, Globo, etc. Estudando sozinho em casa, no onibus, no banheiro, dormindo. Mas a minha dificuldade é entender o que eles falam e montar as frases. Estudo tambem um pouco de Chines, ideogramas e agora me interessei para aprender Alemão. uso um App Duolingo no celular ele me ajuda muito. no Duolingo ja tenho 50% de fluencia em ingles e 9% em Alemão. Seu Blog vai me ajudar muito. É preciso ter muita força de vontade, sentir prazer em aprender qualquer idioma e ser perseverante. Ja estou com 5.7 com jeitão de 4.0 mas ainda tenho um sonho de ser fluente em ingles e agora em Alemão também. Abraço que Deus ilumine voce.
    Desculpe os erros é que estou escrevendo perto de meia noite e estou com sono depois de um dia cheio no trabalho. ufa!1

    ResponderExcluir
  169. Caro Fábio, meus parabéns pela sua história e por sua iniciativa. Estou estudando alemão, por minha conta, com o Duolingo (gostaria de sua opinião sobre este curso). Já me sinto bastante evoluído (o curso diz que sou 23% fluente e tenho a sensação de que é um valor bem acurado). "Descobri" seu blog por acaso, procurando informações sobre os "famigerados" casos e aí devo lhe parabenizar de novo. Seus posts sobre os casos foram sobremaneira esclarecedores. Pode indicar algum lugar físico aqui no Rio, onde eu possa ir praticar o alemão, digamos, uma vez por semana? Ou um lugar virtual onde eu possa conversar em alemão ou ouvir pessoas conversando?
    Muito obrigado pelo que você está fazendo,
    Um abraço,

    Escobar

    ResponderExcluir
  170. Pense num povo desenrolado são os cearenses...

    ResponderExcluir
  171. Escrevo porque já pesquisei no seu site há algum tempo e só hoje li sua história. Gostei bastante, mas antes de tudo eu quero agradecer pela sua generosidade em compartilhar seus conhecimentos, pelo seu desprendimento e também pela sua sensibilidade em perceber pontos complicados para quem aprende o alemão. Parabéns e obrigada mesmo, de coração!

    ResponderExcluir
  172. O blog me ajuda muito...Parabéns!!! Continue a escrever...pois está sendo trivial no meu aprendizado!!!!

    ResponderExcluir
  173. Logo começarei um curso de alemão e curtir muito seu blog. desejo muito aprender alemão e só depois farei inglês.

    ResponderExcluir
  174. Sua história é bastante inspiradora. Comecei a gostar da língua alemã de graça, e descobri que falar e traduzir é a parte simples da língua, mas declinar requer bastante conhecimento gramatical e prática. No fim das contas, faço por prazer e seu blog, além de bem estruturado, é uma ferramenta importante de apoio. Sim, após todo esse comercial já deve estar até casado, considerando que estamos no ano de 2016.

    ResponderExcluir
  175. Adorei conhecer sua história.Também sou apaixonada por idiomas e encontrei motivação aqui.

    ResponderExcluir
  176. Olá, Fábio! Li sua história e você está de parabéns! Não é incomum para mim ver histórias de cearenses dando exemplos de superação. Esses dias conheci a história de um que está morando na Rússia e há uns 10 ou 11 anos atrás, conheci numa comunidade de torrents um outro cearense que morava na Alemanha, só para citar exemplos.

    Concordo muito com sua crítica aos brasileiros que vivem como se estivessem em guetos. Sempre fiquei me questionando sobre muitos brasileiros que tem essa postura de "estar com os pés no exterior, mas cabeça no Brasil". Quando é um caso de força maior, OK. Mas quando a pessoa decide livremente ir morar fora, acho que tem que se desprender um pouco.

    Vejo alguns canais de brasileiros que vivem no exterior e vivem só falando português, fazendo vídeos em português voltado para brasileiros. Eu fico feliz e agradecido por eles compartilharem conosco suas experiências, ajudando quem deseja morar fora. Por outro lado, fico pensando que não teria essa mesma disposição, acho que me desprenderia totalmente e tentaria incorporar melhor o idioma, assimilar melhor a cultura etc. Não precisa deixar de ser brasileiro, mas uma vez morando fora, não dá para viver como se estivesse no Brasil.

    Sou estudante de Direito, tenho um inglês entre básico e o intermediário, mas estou muito interessado em aprender alemão (por isso cheguei aqui). Por dois motivos: gosto muito da cultura, principalmente dos grandes pensadores, como Kant e de algumas bandas de punk rock de lá. O outro motivo é que o Direito Brasileiro, tem ligação com o Romano-Germânico. Fatalmente, acabamos aprendendo algumas palavras e termos em latim, mas na parte Constitucional, principalmente nos Direitos Humanos / Fundamentais há uma vasta bibliografia alemã. Claro que temos muito material traduzido. Mas, se por ventura, eu for estudar essa parte Constitucional em alguma pós-graduação, mestrado, doutorado etc. A Alemanha é "o" lugar.

    Li a descrição e sei que o blog não é um curso. Pretendo aprender o básico em softwares e cursos online, mas pretendo ficar de olho no material disponibilizado aqui para tirar dúvidas e aprender mais.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  177. Oi! Eu sou a Lara, tenho 13 anos e sou carioca. Eu adoro o seu blog, ele me ajudou demais da conta. Eu estudo em uma escola alemã, so q tenho muitas dificuldades com o idioma. Eu dou o máximo de mim mas n tenho tanto tempo de sobra para me dedicar intensamente ao alemão, pois faço vários cursos- cinco no total. Alem de tudo a escola é puxadissima. Me senti muito inspirada pela sua historia e agora estou te pedindo um conselho. O Que faço? Gosto de todos os meus cursos, n quero sair de nenhum! Gostaria de dicas de como acelerar o meu processo de aprendizado sem tomar tanto o meu tempo.

    ResponderExcluir
  178. Oi! Meu nome e Lara, tenho 13 anos. Eu adoro o teu blog, ele me ajudou demais da conta. Estudo em uma escola que ensina alemão, mas so temos 5 tempos por semana. Eu dou o meu máximo, mas tenho muita dificuldade com o idioma. Atualmente, faço 5 cursos(!!) e alem de tudo a escola e puxadissima. Gostaria de que o senhor me desse dicas de como acelerar meu processo de aprendizado do idioma, sem q tome tanto o meu tempo, que já é escasso. Bitte, helfen sie mir!

    ResponderExcluir
  179. Oi Fábio! Parabéns! Seu trabalho é maravilho. Um blog sério, competente e feito com extremo capricho. Vejo que que você coloca muito amor no que faz e isso me entusiasma e inspira! Obrigada por tudo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...