PESQUISAR NO GOOGLE

Faça sua busca aqui:
Pesquisa personalizada

PESQUISAR NO BLOG

30 de julho de 2011

Teclado alemão e teclado brasileiro

Olá queridos amigos, brasileiro que mora na Alemanha tem um problema, pois o teclado alemão não tem til nem cedilha (todos os outros acentos, sim). Já o teclado brasileiro não tem o ß nem o símbolo do €uro. .-)

Para brasileiros querendo digitar o TIL e o CEDILHA em português:
Seus problemas acabaram!
1 - Baixem o seguinte arquivo:
BAIXAR AQUI
2 - Na configuração de teclado selecionem a opção "Deutsch mit Brasil" e sejam felizes.

"Alt Gr"+c=ç "Alt Gr"+a=ã "Alt Gr"+o=õ


Para os brasileiros querendo digitar ß e € :
1 - Faça o seu próprio layout. O link segue abaixo. Se o link der errado, é por causa do idioma.. O link é para português.
http://msdn.microsoft.com/pt-br/goglobal/bb964665.aspx

Se este segundo link não funcionar, por favor coloquem no Google:
"The Microsoft Keyboard Layout Creator"

Divirtam-se!

Konjunktiv I

Uma moça me pediu há muito tempo um tópico sobre o Konjunktiv I. Vou tentar ser sucinto e ao mesmo tempo dizer o que tem que ser dito.

Primeiro as FORMAS:

O Konjunktiv I é o tempo mais fácil de conjugar de TODOS os tempos alemães, pois praticamente TODOS os verbos são regulares. As terminações são sempre regulares, não há nenhuma mudança louca na raiz verbal nem nada. Quem dera fosse sempre assim. O único verbo irregular é o verbo SEIN.

As terminações são:

ich: -E
du: -EST
er/sie/es: -E
wir: -EN
ihr: -ET
sie: -EN

Prestem atenção que TODAS as pessoas têm a letra -E, e a primeira pessoa é sempre igual à terceira, tanto no singular quanto no plural.

Ou seja, vou conjugar aqui três verbos, MACHEN, WISSEN, KÖNNEN pra vocês verem como é fácil conjugar verbos neste tempo verbal.



MACHEN WISSEN KÖNNEN
ich
mache wisse könne
du
machest wissest könnest
er/sie/es
mache wisse könne
wir
machen wissen können
ihr
machet wisset könnet
sie
machen wissen können

Fácil, né?

Se a gente olhar bem, você vai ver que algumas formas coincidem com a do Präsens (presente).

ICH MACHE, por exemplo, é igual. Já ER MACHE é diferente, pois no Presente seria ER MACHT.

Pois é... nos casos em que ficar igual ao Präsens, o mais comum é substituir pelo Konjunktiv II, mas não é errado conjugar do jeito que tá.

É assim... Compare as duas conjugações, tudo o que está em vermelho, na hora de usar é Konjunktiv I, geralmente é substituído pelo Konj. II pra ficar claro que não é o PRESENTE. Não seria errado usar o presente, mas é só pra não restar dúvidas.


Konjunktiv I Präsens Konjunktiv II
ich mache mache würde machen
du machest machst -
er/sie/es mache macht -
wir machen machen würden machen
ihr machet macht -
sie machen machen würden machen

Como falei antes, o único totalmente irregular é o verbo SEIN:


Konjunktiv I
ich sei
du sei(e)st
er/sie/es sei
wir seien
ihr seiet
sie seien

Pra que serve o Konjunktiv I?

Em qualquer livro você encontra o fato de que o Konjunktiv I serve para representar o discurso indireto, ou seja, para recontar a fala de alguém.

Exemplo:

Rafael sagt: "Ich bin krank". (Rafael diz "Eu estou doente")

Aí você vem e diz: "Rafael sagte, er sei krank". "Rafael disse que está doente".

Na prática, as pessoas usam o Presente mesmo.

Rafael sagte, er IST krank.

O Konjunktiv é um tempo usada APENAS na linguagem escrita ou numa linguagem oral muito formal, como uma palestra numa faculdade.

Mas, na verdade, não é só pra representar linguagem indireta. O Konjunktiv I é usada para representar uma distância entre o falante e o que ele está dizendo. É muito usado por jornalistas exatamente para mostrar que o que eles estão escrevendo não é a opinião deles.



É mais ou menos assim, se um jornalista escreve.

Die Kanzlerin sagte in Warschau, sie rechne mit einer Lösung für Griechenlands Schuldenproblem.
(A chanceler disse na Varsóvia que ela contava com uma solução para o problema da dívida da Grécia).

Nessa frase já fica claro que foi a primeira-ministra (chanceler) que disse. Mas se na reportagem houver várias frases todas com o Konjunktiv I, o jornalista sinaliza que nada é opinião dele, ele só está relatando o que a outra pessoa disse. É uma maneira de demonstrar distanciamento ou imparcialidade.

Se, por exemplo, na frase seguinte viesse:

"Deutschland sei bereit zu helfen"
(A Alemanha está pronta para ajudar).

O uso do Konjunktiv I sinaliza que tudo isso ainda é a fala dela e não a opinião do jornalista.

Se um jornalista passa a usar o Präsens mesmo reproduzindo a fala de alguém, ele sinaliza de que a opinião da pessoa representa também a sua própria. Além de textos jornalísticos, estudantes que estejam escrevendo trabalhos científicos precisam também sempre sinalizar citações e opiniões de outras pessoas usando o Konjunktiv I (caso não se usem aspas).

No passado o Konjunktiv I só tem a forma com HABEN/SEIN + PARTICÍPIO para todos os tempos passados (Präteritum, Perfekt e Plusquamperfekt).

Maria sagt: "Paulo ging nach Hause"

Maria sagte, Paulo sei nach Hause gegangen.


Como eu disse antes, no dia-a-dia pouco se usa na fala para relatar o que outros disseram. Geralmente as pessoas usam os tempos do Indikativ mesmo.

Onde mais se usa o Konjunktiv I além do discurso indireto?

Não são muitos os casos onde se usa o Konjunktiv I, pelo menos não são casos muito representativos ou frequentes:

Por exemplo em algumas expressões:
Es lebe der König! (Viva o rei!)
Gott sei Dank! (Graças a Deus!)
Es sei denn... (A não ser que...)

Outros casos são poucos e esses vocês encontram em qualquer gramática:

29 de julho de 2011

Dicionário ilustrado

Oi,

hoje no Facebook eu indiquei o dicionário ilustrado da foto ao lado. Ele não é o dicionário ilustrado mais completo que existe, mas a maioria dos grandes dicionários ilustrados não são feitos para o português. E, pra ser sincero, ninguém precisa ter um tijolão em casa.

É um dicionário só com gravuras, organizadas por temas e com fotos e nomes das mais diversas coisas que, muitas vezes são difíceis de encontrar num diciónário comum. Tem até nomes de objetos que eu nem sabia dizer em português .-)

Por exemplo, tem uma seção só com automóveis e peças de carro. Outra sobre bicicletas. Outras sobre utensílios de cozinha, desde a peneira, os vários tipos de tigela, as formas etc. Aí os verbos usados em coisas da cozinha, como por exemplos: ferver, cozinhar em fogo brando etc. Tudo vem com fotos.. até os animais, frutas, legumes etc., tudo com os devidos nomes em português e em alemão.

PONTO NEGATIVO: Como a capa já deixa transparecer... tá tudo em português de Portugal. Mas já que vem tudo com foto, acho que o brasileiro também saberá do que se trata.

28 de julho de 2011

Das Mädchen... es?

"Eu já sei que a palavra Mädchen é neutra. E na hora de usar um pronome, eu uso ES ou SIE?"

Existem algumas palavras relacionadas a mulheres que são do gênero NEUTRO.

Entre elas (depois da vírgula vem o plural):

das Mädchen, - (a garota, a menina)
das Fräulein, - (a senhorita) - hoje em dia quase não se usa mais
das Weib, -er (a mulher) - sinônimo de 'Frau'

O gênero gramatical não precisa coincidir com o sexo. Em geral coincidem, mas em todas as línguas com gêneros, há exceções. As pessoas confundem gênero gramatical com sexo. Mas até m português há casos em que o gênero é um e o sexo é outro.

P.ex. "a testemunha", "a criança" são palavras do gênero feminino, mas podem se referir a uma pessoa do sexo masculino.

"A testemunha prestou depoimento. O nome dela/dele era Paulo Soares".
"Eu conversei com a criança. Ele(Ela) era filho do meu vizinho".


Com "das Mädchen" temos a oportunidade de fazer a concordância com o gênero gramatical ou com o sexo, mas no dia-a-dia é beeeem mais comum se fazer a concordância com o sexo.

Ou seja...

'Das Mädchen wohnt in Berlin. Mit ihm wohnen auch seine Geschwister. Es ist 14 Jahre alt".
'A garota mora em Berlim. Com ela moram também seus irmãos. Ela tem 14 anos'.

Teoricamente, a frase acima está CORRETA gramaticalmente, pois os pronomes são todos os pronomes do gênero neutro. Só que a frase soa esquisitíssima, pois "MIT IHM" em geralmente significa "com ELE" e não "com ELA". Na fala do dia-a-dia, é bem comum que se troquem todos os pronomes para o feminino.

'Das Mädchen wohnt in Berlin. Mit ihr wohnen auch ihre Geschwister. Sie ist 14 Jahre alt".

É isso!

#################

Gostou deste post? Então divulgue o blog!

26 de julho de 2011

Deutsch Perfekt

Olá amigos,

no Brasil, há (ou havia, não sei se ainda existe) uma revista com reportagens para estudantes da língua inglesa chamada Speak Up!

A gente sempre se pergunta se existem tais publicações em alemão também.

Sim, existe...chama-se "Deutsch Perfekt". Infelizmente ela é comercializada aqui na Europa, mas num mundo globalizado pode ser que haja alguém que se interesse lê-la.

Aqui vai o site da revista: www.deutsch-perfekt.com
No site, dá pra encontrar muitos links legais, além de o início das matérias da revista.
Todas as reportagens são classificadas em LEICHT (fácil) de cor amarela, MITTEL (médio) de cor laranja e SCHWER (difícil) de cor vermelha. As reportagens vêm também com um pequeno vocabulário das palavras mais importantes e que talvez sejam difíceis.

A revista também vem com informações sobre gramática, com exercícios, com dicas de livros etc.

Para os que moram na Alemanha, basta procurar em alguma livraria ou banca de jornais. Não é difícil de encontrar. Para fazer a assinatura, clique aqui.


No site da revista também tem exercícios online.

Nível FÁCIL

Nível MÉDIO

Nível DIFÍCIL

Espero que gostem da dica!!

############################


20 de julho de 2011

Como se pronuncia a letra Ä?

Pergunta do Twitter:

"@Davii_Leitte:
@deutschalemao existe uma lógica pra pronúncia aberta ou fechada do Ä_ D:"


Tudo bem, Davi?

É o seguinte... a pronúncia OFICIAL da letra "Ä" é sempre ABERTA. Ou seja, sempre que você vir uma palavra escrita com Ä, a pronúncia padrão deve ser de uma "É" (aberto), representado pelo fonema [ɛ] (curto) ou [ɛ:] (longo) no alfabeto fonético. À

Eu só vou representar o fonema em questão!!

er FÄHRT = f[ɛ:]rt 
es GÄBE = g[ɛ:]be 
es GEFÄLLT = gef[ɛ]llt 
ÄPFEL = [ɛ]pfel 
NÄCHTE = n[ɛ]chte 
STÄDTE = st[ɛ]dte 
ÄRZTE = [ɛ]rzte 
STRÄNDE = str[ɛ]nde 
MÄNNER = M[ɛ]nner - (antes de M ou N o "Ä" continua sendo aberto e não nasalisado, brasileiros têm a tendência nessas horas a nasalisar e fechar a vogal). 

Essa é a pronúncia oficial e em todos os exemplos que eu citei acima o mais normal é ouvi-lo com som ABERTO mesmo.

Como você bem percebeu, existem algumas palavras escritas com Ä, que no dia-a-dia são ditas com som de E fechado, no alfabeto fonético [e:] (longo). Oficialmente, é uma pronúncia considerada "errada" ou seja "não-padrão".

Mädchen - se pronuncia por quase todos como "M[e:]dchen", mas a pronúncia considerada padrão, Hochdeutsch, deveria ser mesmo "M[ɛ:]dchen".

Só que ninguém quer ficar parecendo um ET falando uma língua que só está nos papéis, né?

Esta tendência em se pronunciar com som fechado pode estar relacionado ao fato de a vogal ser longa. É comum que em alemão as vogais longas sejam fechadas e que as vogais curtas sejam abertas. O mesmo não deveria acontecer com "Ä", que, como disse, deveria ser SEMPRE pronunciado com som aberto. Mas como a língua é viva, e como os falantes usam mais a intuição pra falar do que os livros, é algo que tem se tornado comum.

Vou listar aqui algumas palavras que geralmente são pronunciadas com som de [e:].

MÄDCHEN - M[e:]dchen 
KÄSE - K[e:]se 
ERZÄHLEN - erz[e:]len 
ZÄHNE - z[e:]ne 
GEFÄSS - Gef[e:]ß 

Isto é uma tendência... ou seja, se a vogal for longa, a tendência é fechá-la, mas esta não é considerada a pronúncia oficial. Mas eu acredito que até em Hannover (de onde se diz falarem com a pronúncia padrão) o mais comum é ouvir essas palavras com som de [e:] mesmo. Acho que nunca ouvi alguém dizendo M[ɛ:]dchen.

Num dos dicionários que eu indiquei no Facebook - o Wörterbuch Deutsch als Fremdsprache da Editora DeGruyter - eles indicam as duas pronúncias no caso destas palavras.

Todas as palavras com o sufixo - ITÄT são comumente pronunciadas com som fechado

UNIVERSITÄT - Universit[e:]t 
KOMPLEXITÄT - Komplexit[e:]t 

Ou seja, a lógica é ... se for uma vogal LONGA a tendência é fechá-la, mas a pronúncia considerada padrão indica que a o som deve ser SEMPRE aberto.

Alguns dicionários até aceitam já a pronúncia fechada:

É isso.

Gostou deste post? Então divulguem o blog. Retwitem as mensagens. E cliquem em CURTIR no Facebook.

Abraços

17 de julho de 2011

Hora de dormir! Hora de acordar!

Guten Morgen,

aqui vai uma dúvida e erro comum: Como se diz "acordar" em alemão?

Dois verbos são os principais verbos que a maioria conhece: aufwecken / wecken e aufwachen.

AUFWECKEN e WECKEN eu uso quando alguém ou algo ACORDA alguém. Ou seja, na hora de usar o (AUF)WECKEN há sempre algo que interferiu no sono de alguém.

O Perfekt é sempre com o verbo HABEN. (er weckt (auf), er hat (auf)geweckt)

Por exemplo.:
Meine Mutter hat mich heute aufgeweckt. (Minha mãe me acordou hoje).
Kannst du mich morgen um 6 Uhr wecken? (Você pode me acordar às 6 horas?).

AUFWACHEN, por sua vez, é o ACORDAR sozinho. Quando o sono acaba, a pessoa acorda. Poderia também ser traduzido com o reflexivo ACORDAR-SE.

Eu me acordo = Ich wache auf

O grande problema é que o verbo ACORDAR é usado muito frequentemente sem o pronome reflexivo. Muitas pessoas dizem apenas "Eu acordei" em vez de "Eu me acordei". Em ambos os casos, quando não se faz referência a algo/alguém que o acordou, o verbo é AUFWACHEN.

O Perfekt de AUFWACHEN é com o verbo SEIN. (er wacht auf, er ist aufgewacht).

Por exemplo.:
Heute bin ich um 6 Uhr aufgewacht. (Hoje eu (me) acordei às 6 horas).
Du brauchst mich nicht zu wecken, ich wache von selbst auf.
(Você não precisa me acordar, eu me acordo sozinho).

Na hora de mandar alguém acordar, como a Ana Maria Braga faz, "ACOOOOOORDA!", o certo é usar o verbo AUFWACHEN.

WACH AUF! (Acorda! Acorde!)
Só dá pra usar o AUFWECKEN se você estiver pedindo para alguém acordar alguém.

WECK MAL DEINEN BRUDER AUF! (Acorda aí o teu irmão!)

Muita gente confunde o verbo "acordar" com o verbo AUFSTEHEN. Aufstehen é "levantar-se", e não "acordar". A gente sabe bem que pode haver vários minutos de diferença entre "acordar" e "levantar da cama", não é mesmo?


Perguntas básicas:
1 - qual a diferença entre WECKEN e AUFWECKEN?
Nesse caso que eu expliquei, nenhuma. Dá pra usar tanto um quanto outro. A única diferença é que WECKEN pode também ser usado em outros sentidos. Por exemplo:

Das hat mein Interesse geweckt. Isto depertou meu interesse.

2 - Existe também o verbo WACHEN?
Sim, existe. Mas "wachen" tem mais o sentido de "velar", "ficar acordado".

Sie wachte die ganze Nacht bei ihrem Kind.
Ela velou a noite toda ao lado de seu filho.

Existe também o verbo ERWACHEN, que é praticamente sinônimo de AUFWACHEN.
Er erwachte aus einem Traum. Ele acordou de um sonho.


Agora vamos para a melhor parte: DORMIR!

A maioria conhece o verbo SCHLAFEN (er schläft, er hat geschlafen). Com este verbo acho que ninguém tem problema.

Ich schlafe sehr gerne. (Eu gosto muito de dormir).
Sie schläft mehr als 8 Stunden pro Tag. (Ela dorme mais de 8 horas por dia).

O interessante é conhecer os outros verbos derivados de SCHLAFEN.

1 - einschlafen (er schläft ein, er ist eingeschlafen). Preste atenção ao Perfekt com o verbo SEIN.

Einschlafen significa "adormecer". Mas os brasileiros costumam no dia-a-dia dizer "pegar no sono".

Er ist gerade eingeschlafen. (Ele acabou de pegar no sono/adormecer).
Ich schlafe gleich ein. (Já já eu pego no sono).

2 - verschlafen (er verschläft, er hat verschlafen) é "dormir demais", geralmente dormir até perder a hora.

Sie hat verschlafen und kam spät ins Büro. (Ela dormiu demais e chegou tarde ao escritório).
Oh, ich werde mich verspäten. Ich habe verschlafen. (Oh, eu vou me atrasar. Eu perdi a hora (dormindo)).

3 - ausschlafen (er schläft aus, er hat ausgeschlafen). Significa DORMIR até dizer chega, até o corpo acordar por si só.

Sonntag ist mein Lieblingstag. Da kann ich endlich mal ausschlafen.
(Domingo é o meu dia preferido. Só então eu posso dormir à vontade).

Aqui vai um videozinho com a música do Sandmann :-)


A letra da música é essa:
"Kinder, liebe Kinder, das hat mir Spaß gemacht.
Nun schnell ins Bett und schlaft recht schön.
Dann will auch ich zur Ruhe gehn.
Ich wünsch euch gute Nacht"

GUTE NACHT! SCHLAFT GUT!

16 de julho de 2011

Facebook

Oi, passando mais uma vez para divulgar nossa página do Facebook.



Será que ainda vamos atingir 1.000 no Facebook? Será possível que não haja pelo menos 1.000 falantes de português do mundo inteiro aprendendo alemão? Vamos divulgar, galera.

O endereço é www.facebook.com/aprenderalemao

Obrigado a todos que já divulgam o blog! Abraços

14 de julho de 2011

Hahahahahahaha *grins*

Pergunta da leitora Anne Berbert:

Como se ri numa conversa na internet com um alemão?


Que pergunta legal .-) Com certeza eles não têm todas as variantes de risadas que temos aqui no Brasil...

Mas as principais são:

a) ^^
b) LOL
c) *grins*
d) *lach*
e) hahaha / hehehe / hihihi

Como você vê, só o *grins* e o *lach" são o mais alemães mesmo. Vêm do verbo "grinsen" que significa dar um "sorriso amarelo" ou uma "risadinha", enquanto *lach* vem de "lachen", que significa "rir".



Existem umas outras variantes que podem também ser usadas, mas são vistas com menos frequência.

*fg* - freches Grinsen, ao pé da letra, "sorriso atrevido"
*ggg* - grins ganz groß, uma variante alemã do LOL.
*g* - grinsen

Se quiser chorar também dá. As formas mais comuns são:

*seufz* e *heul*


seufzen = gemer (choramingar)
heulen = chorar

Mas ambas são usadas quando alguém conta algo triste.

Abraços

12 de julho de 2011

Meia não é seis! Zahl não é Nummer!

Olá,

vocês já perceberam que no Brasil a gente diferencia MEIA de SEIS?
Meia a gente usa com números, p.ex. de telefone, de casa, do apartamento etc.

Apartamento 206. Dois - zero - meia.

Seis é o numeral usado para contar coisas.. 6 (seis) carros, 6 (seis) amigos, 6 (seis) ligações.



Diz-se que o motivo eram as precárias ligações telefônicas no início do século XX. Como as linhas eram péssimas, era bem comum confundirem TRÊS com SEIS ao telefone. Sendo assim, o meia (que vem de meia dúzia) passou a ser usado.

(O engraçado foi que eles não inventaram um jeito de não confundir 60 com 70 hehehe).

Antes de ir pro alemão, eu gostaria só de abrir um parênteses. Zahl (die Zahl, die Zahlen) são os numerais, ou seja, usados para contagem. Nummer (die Nummer, die Nummern) são os números, por exemplo, de telefone, de casa, da placa do carro.

Por isso a gente diz TELEFONNUMMER = número de telefone.

Um Nummer não é composto necessariamente só de numerais, mas é sempre algo REPRESENTATIVO. Se alguém te pedir o número de identicação (de alguma coisa!), pode ser que esse número (Nummer) contenha numerais (Zahlen) e letras (Buchstaben):

Ex.: "Meine Identifikationsnummer ist 2A3131B."

Mas quando se pede pra pensar num número (ou seja, um numeral matemático, usado para representar quantias, para fazer contagens), a palavra usada é ZAHL .-)

Voltando ao assunto do MEIA e do SEIS. Em alemão, os números que poderiam ser confundidos numa ligação telefônica ruim são o 2 (zwei) e o 3 (drei). Por isso, os alemães inventaram o "ZWO" para dizer DOIS de forma clara.

Ou seja, se seu apartamento é o 221, em alemão se poderia dizer ZWO-ZWO-EINS, em vez de "ZWEI-ZWEI-EINS".

Outro caso são os meses JUNI (junho) e JULI (julho). Por serem muito parecidos, os alemães inventaram o JUNO (para junho) e o JULEI (para julho). Mas isso só se diz quando a pessoa não entender direito que mês foi falado ou para se dizer de forma bem clara.

Mas pro sessenta e setenta em português, até hoje, não inventaram nada. heheheh

9 de julho de 2011

ACUSATIVO, DATIVO... Como descobrir?



Pergunta do leitor

"Mas como em um dicionário eu vou saber se em um verbo eu devo usar acusativo ou dativo? Tem um site para saber qual declinação usar?
Por exemplo Kaufen e Treffen eu sei que é acusativo; Helfen e antworten é dativo. Como saber de qualquer verbo? Abraços."

Olá, José,

Antes de qualquer coisa, leia o tópico sobre a regência do verbo ANTWORTEN aqui.

Quanto à pergunta central, já havia respondido a esta pergunta essa semana, mas não tem problema aqui vai de novo, só que sendo mais direto e objetivo:

Um dicionário monolíngüe ajuda. No dicionário monolíngüe cuja foto eu já postei no Facebook vêm as informações com cada verbo. Mas outros dicionários monolíngües também vêm com as mesmas informações (o da PONS, por exemplo). Não consegui checar se o dicionário monolíngüe da Langenscheidt também tem, mas provavelmente, sim.

Dicionários bilíngües não ajudam nessa hora.

Só que não vem assim como todo aluno gostaria: "TREFFEN + ACUSATIVO", pois isso não ajuda a saber o que vai pro acusativo. Decorar listas assim geralmente podem induzir ao erro pois o aluno tem que saber o que vai pro acusativo (se é uma pessoa ou se é uma coisa/objeto). É sempre muito importante saber o que você põe no acusativo, no dativo etc.

Se fosse no português teríamos algo assim:

DEPENDER: algo/alguém depende DE algo/alguém

Em geral nestes dicionários vem a estrutura completa. Vou dar o exemplo aqui do dicionário PONS, verbo HELFEN:

Como faz pra entender esse verbete?

Logo depois do nome do verbo, temos a três principais formas verbais: Präsens, Präteritum e Perfekt. Depois disso tem o termo "ohne OBJ" (sem objeto) que se refere somente ao objeto direto. Ou seja, sem objeto direto. Logo depois vem a estrutura completa.

JEMAND = alguém
ETWAS = alguma coisa, algo

A palavra JEMAND pode ser declinada e é abreviada de acordo com o caso:


Declinação Abreviação
NOMINATIVO jemand jmd.
ACUSATIVO jemand(en) jmdn.
DATIVO jemand(em) jmdm.
GENITIVO jemand(es) jmds.

A palavra ETWAS não varia de acordo com os casos. Se a palavra ETWAS estiver junto da palavra JEMAND, o caso é sempre o mesmo. Se ela estiver só, o dicionário geralmente indica o caso.

No nosso caso temos:
JMD./ETWAS hilft JMDM. (bei ETWAS Dat.)

Ou seja, ALGUÉM/ALGUMA COISA (no Nominativo) ajuda ALGUÉM (no dativo) (COM/EM alguma coisa no DATIVO).

O caso já veio indicado (Dat.) no segundo "etwas", pois ele não veio acompanhado da palavra JEMAND. Tudo que está entre parênteses é opcional.

Aí depois disso o dicionário dá exemplos:

Ich helfe dir, die Taschen zu tragen. (Eu te ajudo a carregar as bolsas).
Ich helfe ihr beim Lernen. (Eu ajudo ELA / Eu a ajudo no/com o estudo).
(...) einer alten Frau über die Straße helfen. (Ajudar uma senhora a (atravessar) a rua).
(...) jemandem in den Mantel/aus dem Bus helfen. (Ajudar alguém a (vestir) o sobretudo, a (sair) do ônibus).

Com os exemplos, dá pra se perceber como se usa o verbo nos mais variados casos, inclusive com frases completas para se ver a estrutura.

O grande problema que eu acho é que muitos alunos ainda não conseguem reconhecer os casos na frase. Se você ler a frase "Ich helfe IHR beim Lernen" e não conseguir reconhecer ainda que "IHR" é o dativo do pronome "SIE"(ela), vai achar que o dicionário não serve, pois muito aluno ainda quer que a gente fique dizendo "Olha, isso aqui tá no dativo", "Olha, isso aqui tá no acusativo". O dicionário parte do princípio que a pessoa já consiga reconhecer os casos.

Eu dei apenas um exemplo. E foi só metade do verbete. No dicionário da DeGruyter que eu indiquei, os verbetes são muito mais longos e mais cheios de exemplos, ou seja, é bem mais completo. Em contrapartida, para o aluno pouco familiarizado com dicionários (e com a língua alemã) é mais complicado. O PONS é mais fácil de usar.

Sugiro dar uma lida também no tópico sobre acusativo. Dei várias dicas para descobrir os casos usados com os verbos. Clique aqui.

Pra quem não sabe de que dicionários monolíngües estou falando:

PONS: CLIQUE AQUI

DeGruyter: CLIQUE AQUI

Langenscheidt: CLIQUE AQUI

Acho que é isso. Abraços

Se você gostou desta resposta, favor divulgar o blog.

7 de julho de 2011

Leitura do ano em datas

Dúvida de leitora do Facebook.

"Hallo, wie geht's?
queria tirar uma dúvida com vc...

estava fazendo meus exercícios e numa lição tive que escrever "1886".
Escrevi dessa forma: eintausendachthundertundsechsu​ndachtzig.

Qndo as pessoas me corrigiram, disseram q a regra é q, de 1100 a 2000 ficaria:
ex: 1200 - zwölfhundert;
1354 - dreihundertundvierundfünfzig;
1987 - neunhundertundsiebenundachtzig​;

pode explicar um pouco mais, por favor? isso funciona só entre 1100-2000?
isso me deixou c dúvia, ñ sabia desse detalhe.

Danke!! :)
Gute Nacht!"



Você só esqueceu de me dizer um detalhe.. esse 1886 era um ano ou era um número comum?
O que vc queria escrever.. "O ano 1886"? Ou eram "1886 coisas" (um número usado para contar)?

Aí está a diferença: essa regrinha do 1100 a 2000 é usada obrigatoriamente com DATAS (ou seja, anos).

Os dois primeiros dígitos + HUNDERT + os dois últimos dígitos
1889: achtzehnHUNDERTneunundacht​zig
1992:neunzehnHUNDERTzweiun​dneunzig

Se fosse um simples número usado em uma contagem, por exemplo "Es waren 1886 Leute da".
Aí seria um número normal
(ein)tausendachthundertsec​hsundachtzig

P.S. O "UND" que você tem posto depois de "hundert" não é errado, mas é pouquíssimo usado. Eu suponho que seja influência do português, a gente usa "e" entre as centenas e as dezenas. Lembrando que em alemão não é errado, mas o mais comum é sem o "UND" depois de HUNDERT.

O "ein" antes de TAUSEND e antes de HUNDERT é sempre facultativo, O mais comum é usar sem.

110 = hundertzehn OU einhundertzehn (sendo que o mais comum de se ouvir é sem o "ein").

A partir do ano 2000, os anos são lidos como um número normal.

2002 - zweitausendzwei
2010 - zweitausendzehn

Existe já uma tendência que está começando bem devagar, em especial no fim de ano, de se dizer os anos atuais como no inglês... ou seja, no fim de ano, às vezes se ouve "Schönes Zwanzig-Zwölf (para dizer "2012").. mas isso não é muito usado e só ouvi em ocasiões bem informais, quase dito de brincadeira. O que se houve durante o ano inteiro é mesmo o número completo.. zweitausendzwölf.

Só lembrando que para dizer "em + (ano)" (p.ex.: em 2012, em 1987) não se usa preposição nenhuma em alemão. Usa-se o número de forma solta mesmo.

1959 habe ich geheiratet. 1963 ist mein erstes Kind zur Welt gekommen. Wir sind 1970 nach Brasilien geflogen.

Caso você ache muito esquisito usar o ano assim sem preposição, você pode usar "im Jahre 1970" (no ano de 1970). Mas só se quiser. Todo mundo entende, mesmo sem a preposição, que se trata de um ano.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...