PESQUISAR NO GOOGLE

Faça sua busca aqui:
Pesquisa personalizada

PESQUISAR NO BLOG

1 de maio de 2017

4 dicas para falar alemão nos níveis A1-A2

Hoje gostaria de dar algumas dicas para quem ainda está no nível A1-A2 e usa isso como desculpa para não falar/usar alemão com ninguém.
Eu entendo que sempre rola aquele medinho: E se eles não me entenderem? E se eu não souber responder? E se eu ficar boiando? O que é que eu faço? As dicas que eu vou dar agora servem para pessoas que estão num país de língua alemã ou em outro país (Brasil, Portugal etc.). Hoje em dia estou bastante convencido de que praticar a língua mesmo em estágios iniciais ajuda imensamente no aprendizado.

Experiência pessoal
Material que uso pra estudar grego moderno.
Como já contei no blog, eu demorei pra aprender alemão, pois o meu estilo de aprendizado é lento. Eu nunca estudei línguas para "ontem". Sempre fui aprendendo com calma. Em 2015 eu relatei aqui no blog que comecei a estudar grego moderno. Também contei o que consegui aprender em poucas semanas. Já se passaram quase dois anos. O que consegui desde então? A verdade é que ainda estou no nível A1. :-(
Por quê? Porque depois que comecei a estudar apareceram mil coisas na minha vida e estudar grego (que continua sendo um hobby!) passou a não estar na minha lista de prioridades. (Alemão é sua prioridade!?). Bem, como eu aprendo línguas por hobby, não me estressei com isso. Mas no fim do ano passado resolvi retomar o estudo de grego e comecei de novo a estudar 1-2 vezes por semana e estou progredindo lentamente pelo nível A1. As dicas que eu vou dar agora são baseadas na minha experiência de estudante A1 de uma língua que podem se aplicar a quem está estudando alemão agora e tem medo de usar a língua por saber pouco.

Dica 1: Não se estresse com o der, die, das
Grego moderno também tem três gêneros. Eles são até mais fáceis de identificar que os gêneros do alemão. Mas grego tem muitas conjugações irregulares e para formar frases simples é necessário conhecer muitas conjugações. Minha experiência mostra que quando alguém tem nível básico e as pessoas notam que a pessoa está tentando dizer algo na língua, os erros de conjugação, declinação etc. são ignorados quando a mensagem é entendida. E o melhor de tudo: as pessoas vão até elogiar o que você conseguir dizer. "Nossa, você só errou a conjugação de verbo tal, mas o resto tava tudo certo". Pra quem sabe falar pouco, é um elogio e tanto.
Então não se estresse com der, die, das. Fale tudo trocado mesmo no começo. Acredite... as pessoas não ligam, desde que consigam entender a mensagem. Enquanto isso você vai tentando memorizar os gêneros das palavras, mas não deixe de conversar porque ainda não domina tudo.
Mesmo em outros idiomas que sei falar melhor, ainda cometo erros. Normalmente as pessoas não ligam. Não exija perfeição de si mesmo porque a maioria das pessoas também não exigem.

"Ah, mas na minha prova eu perco ponto se não souber o der, die, das". Não estude alemão pra prova. Estude pra vida. Na vida real, as pessoas não ligam se você trocar o der/die/das, principalmente ao notarem que você ainda é iniciante.

Livros de alemão do nível A1
Dica 2: Comece praticando a língua em doses homeopáticas
Às vezes as pessoas vêm pra Alemanha falando pouco ou zero de alemão, fazem um mês de aula, saem pra uma festa, boate etc. e já querem se aventurar fazendo longas conversas interessantes sobre a vida com alguém. Depois saem frustrados. "Ai, engasguei muito e tive que trocar pra inglês" ou "Ah, a pessoa não teve paciência e começou a falar inglês comigo". Calma, não coloque a carroça na frente dos bois. Antes de se sentir frustrado eu sugiro o seguinte: encontre alguém para praticar aquilo que você está aprendendo agora.

Exemplo prático: digamos que a sua lição do A1 agora é sobre comida e você esteja praticando por exemplo o vocabulário para dizer o que costuma comer no café da manhã, de que tipo de alimentos você gosta e de quais você não gosta. Aí você tem como exercício no seu livro escrever um texto sobre o seu café da manhã etc. Será que dá pra chegar na festa e falar sobre a mesma coisa com um alemão? Dificilmente. "Oi, tudo bem? Meu nome é Fábio e eu gosto de comer iogurte no café da manhã. E você?" Pois é. Peinlich.
A saída é Whatsapp! (Ou outro app para comunicação Telegram, Skype etc.)
Depois de enviar o áudio, vem o comentário e a correção
O que eu faço então? Eu tenho um amigo grego. Depois de fazer meus exercícios eu gravo um aúdio lendo o meu texto sobre o meu café da manhã e mando pra ele. Ele então me corrige e/ou me parabeniza. Quando não quero gravar áudio, mando o texto escrito. Ele corrige e/ou interage comigo. Eu pergunto pra ele o que ele gosta de comer no café da manhã e ele me responde. Pronto. Consegui praticar o que estou aprendendo sem precisar sentir aquela pressão de falar uma hora inteira com alguém. E é assim que tenho praticado. Cada coisa que aprendo, envio mensagens e/ou áudios e peço pro meu amigo corrigir ou pra interagir. Além de não ter a pressão de conversar muito, a comunicação pelo Whatsapp me dá tempo para pensar na resposta.

Onde encontrar alemães para praticar? 
a) Se você mora na Alemanha (ou na Áustria, ou na Suíça alemã), nem tem desculpa. Você não precisa conhecer 10.000 pessoas. Basta uma única. Pergunte pra alguém que fala alemão se você ela pode praticar alemão com você (ao vivo ou pelo whatsapp) e/ou corrigir seu alemão. Se for ao vivo, não comece já marcando uma hora de conversa. Encontrem-se esporadicamente, fale a língua que você preferir e decida um momento pra dizer coisas em alemão. Vá praticando aos poucos. Se realmente você viver numa bolha e não conseguir encontrar ninguém disposto (o que acho difícil), vá para o Facebook e digite "Tandem + (nome da cidade onde você mora)" que você encontrará grupos de pessoas para praticar idiomas.
b) Se você não morar num país de língua alemã, hoje em dia com internet não tem mais desculpa. Existem muuuuuitos sites para praticar idiomas que conectam pessoas de várias línguas. Memrise, italki, tandemexchange são exemplos. Mas até mesmo o Facebook pode ajudar. É só colocar "Tandem Deutsch" ou "Tandem German" (sejam criativos, existem muitos grupos). Tentem também em sites como meetup.com ou couchsurfing.com encontrar grupos de pessoas que querem praticar idiomas. Em último caso, peçam para um amigo brasileiro/português que saiba muito bem alemão para conversar com você. Não precisa ser sempre um nativo.

Resumo: Está no nível A1 e ainda não consegue falar por 30 minutos? Fale por poucos minutos, de forma escrita ou em forma de áudio, mas não deixe de praticar.

Dica 3: Use sempre TUDO o que você sabe sobre a língua
Nunca desistir! Sorria e continue...
De repente você está numa conversa com um alemão, mas vocês dois estão conversando em inglês/português porque você acha que seu alemão não é tão bom? Então faça o seguinte. Use TUDO o que você souber de alemão nessa conversa.

Por exemplo, comece a conversa em alemão. Apresente-se, pergunte o nome, diga de onde é, diga que sabe falar pouco alemão (quando o alemão oferecer "inglês" de cara, diga que você quer praticar mais um pouco) e vá falando tudo o que sabe. Coisas que normalmente aprendemos no nível A1: dizer o que estuda, no que trabalha, falar há quanto tempo estuda a língua / mora naquele local, dizer do que gosta (por exemplo, você pode dizer se está gostando da Alemanha ou se acha alemão difícil) etc. Aí a conversa começa a ficar interessante e o alemão começa a perguntar coisas que você não sabe dizer em alemão. Por exemplo, ele pergunta pra você "Mas o Brasil não é perigoso?" ou "Mas você não sabe sambar?" Tudo bem, mude pra inglês e/ou português. Comece a falar a sua opinião sobre a segurança do Brasil na língua que vocês dois souberem. Ou sobre o fato de nem todo brasileiro saber sambar. Mas aí naquele momento aproveite pra perguntar: "E como se diz "segurança", "seguro", "perigo" "perigoso" em alemão? E como se diz "clichê"?. Ele vai dizer. Aí naquele momento você aproveita e diz uma frase em alemão usando as palavras que acabou de aprender. Vá fazendo essa mistura de idiomas. Pergunte por palavras novas.
Acreditem, isso funciona. Além de você manter a conversa, você demonstra aquele interesse em dizer aquilo na língua da pessoa. E pare de ficar repetindo que alemão é complicado durante a conversa o tempo todo. Isso desmotiva o alemão a falar alemão com você. Vá tentando.

Fale tudo o que souber SEMPRE. Hoje em dia eu tento sempre conversar com meu amigo em grego pelo Whatsapp. Mas como ainda me falta muito vocabulário, às vezes eu olho no dicionário. Quando estou com preguiça, boto a palavra em alemão no meio da frase em grego. Ele me responde em grego e ainda me diz a palavra que eu não sabia. É assim que funciona.

Dica 4: Aprenda o vocabulário das coisas que quer falar
Sobre o que você costuma falar quando conhece/encontra alemães? Sobre o seu fim de semana? Sobre o seu dia? Sobre o seu trabalho?
Aprenda o vocabulário necessário para falar sobre isso.
Mein Wochenende war super. Meu fim de semana foi ótimo.
Ich habe am Wochenende nichts gemacht. Eu não fiz nada no fim de semana.
Sehr anstregend, wie immer. Muito cansativo, como sempre.
Soweit gut. Und deiner? Até agora bom. E o seu?

Se alguém te perguntar por que você está estudando alemão você sabe dizer? Se alguém te perguntar qual a sua profissão, você sabe dizer? E se a sua profissão não puder ser dita em uma palavra só (como "médico", "professor") você sabe explicar o que faz?

Então, foque em aprender as palavras necessárias para falar sobre assuntos recorrentes. Saber falar sobre o seu café da manhã é ótimo, mas não se esqueça de aprender outras palavras. No meu livro A1 de grego, ao falar sobre o meu dia-a-dia tem ações como "ver TV", "fazer ioga", "ficar sentado", "relaxar em casa", "comer fora". Mas será que isso é suficiente pra falar sobre o meu dia? Se alguém me perguntar o que fiz hoje eu vou saber dizer? Eu nem faço ioga. Então é importante complementar esse vocabulário com palavras que realmente fazem sentido na minha vida pra não ficar mudo diante de uma conversa.
Prepare uma lista em português com tudo o que você faz no seu dia normal e tente (com a ajuda de um dicionário ou professor(a)) completar a lista em alemão e aprenda as palavras.

Além disso, não se esqueça de aprender expressões como: "Wie bitte?" (Como?), "Langsamer, bitte" (Mais devagar, por favor) ou "Kannst du es wiederholen, bitte?" (Você pode repetir, por favor?). É sempre importante saber reagir aos momentos em que você não entende algo.

Resumo da ópera: Não há desculpas para não se falar uma língua mesmo nos níveis iniciais. Aprenda o vocabulário. Abra a boca. Primeiramente em doses homeopáticas. Use sempre tudo o que você souber, nem que você misture as línguas no início. Mas use. É falando que as coisas vão ficando na cabeça. Use apps ou sites para comunicação que deem tempo para você pensar na resposta.

Você tem outras dicas para quem ainda está nos níveis iniciais?

4 comentários:

  1. Fiquei curiosa e fui leer seu blog de como você aprendeu alemão. Persistência sempre! Gostei muito das suas dicas, até porque foi assim que eu aprendi português. Foi mais fácil é claro, porque eu falo espanhol. Por outro lado foi difícil aprender a não misturar, rs, mas eu aprendi. Morei 8 anos no Brasil e agora estou na Alemanha. Infelizmente no meu lugar de trabalho se fala inglês e assim não houve uma necessidade tão grande de aprender alemão. Tentei aprender sozinha mas ficou muito lento, então decidi fazer curso da língua que comecei agora. A verdade é que não gosto daquela barreira de não poder falar com aa pessoas no meu bairro, no supermercado, ligar e marcar um Termin, etc. Tomara eu aprenda mesmo que seja devagar, pois já com 34 anos fica mais difícil, rs, mas não impossível. Saudades de falar português e do Brasil e seu clima! Rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Emilia. Gostei de ler a sua resposta ao Blog. Eu estou aprendendo alemão e acho tão difícil como todos os outros que o fazem. Olha, já tenho 83 anos de idade e continuo aprendendo. Não tenho com quem falar o idioma, mas continuo aprendendo sozinho, só com a ajuda da Internet. Falar no momento só comigo mesmo, mas vou continuar.
























      Excluir
  2. Moro a dois anos na Suíça.estou no curso B1 tenho muita gramática e pouca conversação.meu marido fala Português perfeito.isso não me ajuda.conto com amigos imigrantes.que porem não falam também gut Deutsch.me sinto insegura.

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito deste Blog, e me identifiquei em muitas situações. Fiz o A1, estou na Alemanha, mas tenho a maior dificuldade em falar.A maioria das coisas que me perguntam, eu não entendo, e acabo fugindo das conversas. Tentarei colocar algumas dicas em prática, e espero que as coisas melhorem. Futuramente informo o esperado progresso.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...