PESQUISAR NO GOOGLE

Faça sua busca aqui:
Pesquisa personalizada

PESQUISAR NO BLOG

26 de abril de 2014

Dicas para marinheiros de primeira viagem na Alemanha (e no exterior)

Eu me lembro como se fosse hoje da primeira vez em que saí do Brasil. Foi em setembro de 2006. Não era a primeira vez que andava de avião, mas eu era o primeiro da família que ia para o exterior. Eu estava muito nervoso, pois estava indo num voo charter (na época a Varig tinha acabado de falir, fazendo com que todas as opções de voos pra Europa lotassem com passageiros que tinham passagens da Varig. Só sobrou passagem num voo charter de uma empresa holandesa). Além disso, meu voo era pra Amsterdã. De lá eu ainda ia pegar um trem até Colônia (onde fiz meu primeiro intercâmbio). Some-se a isso que eu estava viajando sozinho. Ninguém ia me esperar em Amsterdã. Ninguém ia me receber na estação de Colônia. Assim que cheguei, o universo estava conspirando ao meu favor e tudo deu incrivelmente certo (mas muitas coisas foram meras coincidências). Logo após a minha chegada no Studentenwohnheim onde passei meu ano de intercâmbio, fui descobrindo a vida na Alemanha, quase sempre sozinho.

Hoje, depois de vários anos morando na Alemanha, a vida aqui se tornou normal e raramente há algo do dia-a-dia aqui que seja surpresa pra mim. Desde a vinda de muitos brasileiros através do Ciência sem Fronteiras, relembro dos meus momentos de intercambista perdido. Por isso, gostaria de compartilhar algumas dicas que acho que são importantes pra todo mundo que chega. Algumas delas são muito banais. São tão banais que chegam a ser supérfluas. Mas as dicas se dirigem especialmente àqueles que NUNCA saíram do Brasil, assim como eu em 2006. Algumas dicas, na verdade, são apenas informações. 

A preparação para a viagem
1) Tire um passaporte com antecedência. Sem passaporte, não há como viajar pra Europa. Para saber como se requere um passaporte, clique aqui.

2) Brasileiros não precisam de visto (numa visita de turismo) para praticamente nenhum país europeu. Ou seja, se você tiver um passaporte válido e comprar uma passagem, teoricamente você pode viajar como turista para a Europa (até mesmo para países como a Rússia e a Sérvia, cidadãos brasileiros podem entrar como turista sem visto). Para uma lista completa dos países e dos vistos necessários para cidadãos brasileiros, clique aqui. Em geral, uma visita como turista não pode exceder 90 dias num período de 180 dias. 

3) Desde 2009, cidadãos brasileiros podem requerer visto de estudante (tanto de curso universitário, quanto de curso de alemão) já no território alemão (regra válida na Alemanha... para outros países europeus, informe-se sobre as regras nas páginas oficiais do país onde você quer estudar). Ou seja, NAO É NECESSÁRIO pedir um visto de estudante no Brasil. Você pode comprar sua passagem, entrar no país com o passaporte e pedir o seu visto de estudante aqui. É possível, inclusive, fazer uma visita à Alemanha como turista, depois decidir fazer um curso já no país e dar entrada no visto aqui. Se você for meio teimoso e quiser sair do Brasil com um visto de estudante você pode até fazer, mas saiba que o visto recebido no Brasil só é válido por três meses (Chama-se Einreisevisum). Ao chegar aqui você terá que fazer tudo de novo. 

Para qualquer outro tipo de visita longa (mais de 90 dias) (Au-Pair, trabalho etc.) ao país é necessário requerer o visto no Brasil. 

O blog "Quero Aprender Alemão" não responde a dúvidas sobre vistos para a Alemanha. Se você quiser tirar suas dúvidas sobre vistos, por favor, procure as informações na página da Embaixada da Alemanha. O link está aqui. Por favor, não me enviem perguntas sobre como tirar visto. Procurem sempre nas fontes oficiais.

Mas eu vou dar uma dica de como trocar informações com outros brasucas sobre visto:

4) Com as redes sociais ficou muito mais fácil tirar dúvidas com gente que já fez o intercâmbio ou mora no país. Há DEZENAS de grupos no Facebook de brasileiros na Alemanha ou brasileiros que moram em uma determinada cidade ou intercambistas do Ciência sem Fronteiras etc. Uma busca simples no Facebook por "Brasileiros na Alemanha" ou "Brasileiros em Munique/Berlin/Stuttgart etc." pode te ajudar a responder perguntas mais corriqueiras. Atentem para as etiquetas que valem para a maioria dos grupos:

a) Pesquise antes de perguntar algo. No Facebook, os tópicos não ficam tão organizados quanto ficavam no Orkut, mas existe um sistema de busca.
Quero morar em Copenhagen. Alguém me ajuda, please!!!
b) Em todos os grupos há pessoas solícitas para responder perguntas. Mas muita gente não tem paciência de responder coisas óbvias. No grupo do "Ciência sem Fronteiras" muitas pessoas fazem perguntas que seriam respondidas com uma leitura no Edital.
c) Se a sua pergunta render muitas respostas, não apague a pergunta depois de ler as respostas. A sua pergunta pode ser útil para outras pessoas. 
d) Não reclame caso ninguém responda. Ninguém é obrigado a responder às suas perguntas. Seja paciente. Diga obrigado(a).

5) Traga alguns Euros consigo. Sei que dá pra comprar Euros no aeroporto ou em casas de câmbio já na Europa, mas e se der alguma coisa errada? Melhor sempre ter alguma valor em cash na carteira.

6) Estude o máximo de alemão possível antes de vir. Abandone a ideia de que você só vai conseguir aprender alemão quando estiver na Alemanha. Esqueça isso. A verdade é que a muitos estudantes que chegam aqui sem saber nada acabam se frustrando por não conseguirem manter nenhuma conversa mínima com as pessoas e acabam falando só inglês ou só português para suprir essa necessidade de conversar com as pessoas. Estudando alemão antes, você pode ter mais motivação para falar com as pessoas (mesmo que fale errado) e melhorar o seu alemão. A interação em alemão pode ocorrer bem mais cedo, fazendo com que você aproveite o seu intercâmbio para melhorar sua capacidade de falar alemão (bem como para viajar, fazer amigos, estudar etc.)

A viagem / A chegada à Europa

1) Há várias maneiras de se chegar do Brasil à Alemanha. Há voos diretos (em geral para Frankfurt), mas há voos também passando por Portugal (em geral Lisboa), Espanha (em geral Madrid) ou Itália (em geral, Roma ou Milão). É claro que também há voos para várias outras cidades da Europa. Não por experiência própria, mas por experiências dos outros e por reportagens, Madrid parece ser o pior aeroporto na recepção de brasileiros. É comum ouvir relatos de deportações sem justificativa.
Quem sofre mais com interrogatórios policiais nos aeroportos parecem ser mulheres. As mulheres brasileiras têm a fama (e não só a fama) de serem mulheres bonitas. Qualquer moça jovem chegando sozinha num aeroporto europeu parece imediatamente ser taxada de "Veio para se prostituir". Então, meninas, minha dica é: "Tragam toda a documentação que PODE ser exigida para uma viagem, mesmo que não seja necessário mostrar nada", especialmente se você for jovem (e bonita). 
Dicas para todos: Se tiver alguém lhe esperando no aeroporto, tenha em mãos os dados dessa pessoa (telefone, endereço etc.) caso lhe seja pedido. 

2) Se puder escolher, voe direto pra Alemanha. Já que a Alemanha é o seu destino final, eles são muito mais tranquilos em te deixar entrar. Nunca ouvi nenhuma história de brasileiros sendo deportados em aeroportos alemães sem justificativa. Além disso, caso você venha pra estudar, é mais fácil policiais alemães entenderem seus documentos que comprovam o motivo pelo qual você veio. 
Como segunda opção, viaje através de Portugal porque lá nós falamos a mesma língua. Se der qualquer problema você poderá se defender melhor sem precisar falar inglês.
Na França, na Espanha e na Itália é bem possível que os policiais falem apenas a língua local. Então se você tiver algum problema na entrada e não souber falar bem esses idiomas, você pode ficar perdido. Falar inglês é ótimo, mas nesses países que citei pode ser que você tenha problemas de comunicação se falar só inglês. 

3) Apesar de todos esses cuidados que listei acima. Nunca tive problemas pra entrar na Europa e você verá que provavelmente também não terá. Então, se tiver com toda a documentação em dia, venha sem medo que, provalmente, vai dar tudo certo.

Os primeiros passos na Alemanha
1) Como ligar pra casa pra avisar que chegou bem? 
Bem, na primeira vez que vim não havia smartphones (se havia, eu não tinha), então minha família teve que esperar vários dias até receber notícias minhas. Mas se você tiver um smartphone, é bem provável que você consiga acesso a alguma rede wi-fi (no próprio aeroporto) e consiga mandar uma mensagem pra sua família.
Caso você não consiga e demore muito a ter acesso a internet, na Alemanha ainda existem muitos Cybercafés (chamado na Alemanha de Internet-Café). Esses locais são geralmente gerenciados e frequentados predominantemente por estrangeiros. Em muitos deles há cabines telefônicas para fazer ligações pro exterior. Obviamente também é possível usar o computador pra mandar e-mails ou até fazer ligações pelo Skype. 

2) Se você organizou moradia ainda no Brasil (como foi o meu caso), anote bem os horários e contatos das pessoas que vão te dar a chave do apartamento. Em Colônia a entrega de chaves para os novos moradores da residência estudantil só acontecia duas vezes por semana durante UMA (mísera) hora por dia. Ou seja, vai que você chega numa sexta e a entrega das chaves ocorra só na terça. Pech gehabt! (Azar o seu!) Pode ser que você tenha que ficar num hostel até o dia de receber a chave. Organize essas coisas antes de vir.

3) Uma das primeiras coisas a fazer na Alemanha é se registrar como morador da Alemanha. Tanto alemães quanto estrangeiros têm a obrigação de registrar moradia dentro de 14 dias depois que se mudam. É a famosa "Anmeldung" (cadastro) feita, geralmente, num local chamado "Bürgeramt" (mas em cada cidade muda de nome). Não se esqueça de fazer isso, pois você corre o risco de pagar multa se fizer fora do prazo. Cada vez que você se mudar, você tem que ir de novo fazer o registro (Ummeldung) com o novo endereço. Antes de voltar ao Brasil, faça a "Abmeldung" (o descadastro) dizendo que você está saindo da Alemanha e avisando seu endereço no Brasil.

Quando conseguir uma casa, lembre-se de colocar seu nome na caixa do correio (às vezes quem faz isso é o síndico do prédio) ou acrescentar o nome da pessoa que está na sua caixa de correio no seu endereço para correspondência. Carteiros aqui só entregam correspondência se o nome do destinatário for o mesmo da caixa de correio. O número da casa não é suficiente.

4) Depois de fazer isso a outra coisa mais importante a fazer é procurar um seguro-saúde. Mesmo que você tenha feito um seguro de viagem, se você for estudante, o ideal é procurar um seguro-saúde daqui da Alemanha, pois o custo-benefício (preço especial para estudantes vs. serviços) é maior do que qualquer seguro privado. Importante: doutorandos aqui não são considerados Studenten, pelo menos não para as seguradoras. Portanto, informe-se com outros doutorandos qual o melhor seguro a fazer, pois o precinho de estudante só se ganha até o mestrado. Estudantes com mais de 30 anos também não pagam preço de estudante. Mais sobre saúde em um tópico futuro.

5) Aprenda uma palavra importante: SPRECHSTUNDE! Na Alemanha tudo tem hora marcada. Nas primeiras semanas você vai se cansar de resolver papeladas. Se for estudante universitário ainda terá que pegar diversos papeis na universidade: matrícula, pagar taxa de matrícula ou taxas da carteirinha de estudante, cadastrar-se na biblioteca, pegar comprovantes de matrícula, fazer uma senha para acessar aos serviços on-line da universidade... Não se assustem! Nem mesmo estudantes alemães entendem tudo de primeira. O mais importante é saber qual é o dia e horário em que você pode resolver as coisas (a famosa Sprechstunde). Anote tudo direitinho, pois às vezes a matrícula é feita na terça, a senha da uni na quinta, a conversa com um professor X numa quarta-feira às 10:37 da manhã. Os horários de atendimentos são sempre curtos. Seja rápido. Diga o que você precisa sem jogar conversa fora. Não se atrase para a Sprechstunde, pode ser que a próxima chance pra pegar aquele comprovante importante seja só na semana seguinte. Willkommen in Deutschland!

6) Ausländerbehörde! Depois de pegar todos os papeis possíveis e impossíveis, você tem que agora pegar seu visto no Departamento de Estrangeiros. Informe-se sobre os horários de atendimento e chegue CEDO. Sim, amigos e amigas, a Alemanha é um país LOTADO de estrangeiros de todas as partes do planeta. Se você morar em cidade de grande e médio porte, você pode encontrar filas enormes na Ausländerbehörde. Aqui em Bremen a coisa tá tão séria que os estrangeiros começam a chegar às 6:00 (da manhã) pra tentar pegar um senha quando abrirem as portas às 8:00 (me lembrei das filas dos hospitais do SUS). Em Leipzig onde estudei antes era bem mais tranquilo, pois o número de estrangeiros no leste é sempre bem menor, então sempre fui em qualquer horário. A partir do primeiro atendimento, eles geralmente te dão um Termin (agendam um horário) para você voltar. Caso você tenha agendado um horário é bem mais tranquilo, pois não precisa esperar tanto. Basta chegar alguns minutos antes do horário agendado. Caso você fique renovando seu visto durante o seu período aqui, tente sempre agendar um horário com antecedência. Mas em Leipzig, como disse antes, foi sempre muito tranquilo. Leve dinheiro (caso você ainda nao tenho um conta no banco na Alemanha). As taxas são pagas na hora. Leve as fotos no formato correto.

Dica de ouro: Leve uma pessoa com você que fale alemão. Eles quase nunca falam inglês ou o fazem de má vontade. Vá por mim. Vá acompanhado de alguém que fale alemão só pra garantir.

Dicas básicas da vida na Alemanha

1) Transporte: É muito difícil dizer qualquer coisa geral sobre os transportes na Alemanha, pois isso muda de empresa pra empresa. Mas há algumas coisas em comum na grande maioria delas.
a) É possível comprar um ticket pra andar uma pequena distância (é chamado de Kurzstrecke). Isso varia de cidade pra cidade. Tem empresa que considera curta distância 4 paradas, tem outras que apenas 3. Existem também tickets válidos para o dia todo, para 7 dias, para um mês todo etc. Para estudantes, o melhor é a carteirinha de estudante que dá direito ao uso dos transportes públicos (também isso varia de cidade para cidade).
b) Na Alemanha não existe catraca nem nos ônibus, nem nos bondes, nem nas estações de metrô. Isso significa que você tem que estar com um ticket válido para usar os transportes. Há algumas cidades que são mais rígidas e exigem o ticket até mesmo para estar na plataforma esperando por um metrô. Em todas as cidades há controles esporádicos. Fiscais entram no transporte e pedem que os passageiros mostrem os tickets. Se você estiver sem, paga uma multa.

No mais é complicado dar dicas, pois há empresas onde você sempre tem que carimbar o ticket antes de usar, tem empresas que você compra o ticket já carimbado, outras você pode comprar dentro do bonde, outras você só pode comprar fora, em algumas você pode levar a bike de graça, em outras você sempre tem que pagar um ticket para a bicicleta, em algumas você pode levar outras pessoas com seu ticket, outras empresas pedem para que os passageiros entrem pela porta da frente do ônibus e mostrem a passagem ao motorista, outras permitem que você entre por qualquer porta, em algumas cidades você paga um adicional para usar as linhas que circulam de madrugada etc. Por isso, é muito difícil generalizar. Vai depender de onde a pessoa mora.

2) Supermercado: Para ler o tópico sobre supermercado, clique aqui.

Dica: em todo supermercado existe a marca "genérica" do supermercado. Ou seja, produtos vendidos por um preço muito mais em conta, apenas por não ter o nome de uma marca famosa. Os estudantes adoram produtos da marca Ja! (do supermercado Rewe). Dá pra encher a geladeira de produtos da marca Ja! Uma garrafa de 1,5l de água mineral da marca Ja! custa(va) € 0,19. É absurdamente barato.

3) Contratos: Só assinem contratos aqui depois de saber como cancelar. As políticas de cancelamento de contrato aqui na Alemanha são muito chatas. Em geral, no próprio contrato vem avisando com quanto tempo de antecedência você tem que cancelar o contrato.

Por exemplo: se você assinar o contrato para fazer academia na Alemanha, há muitos contratos assim: "Se você não cancelar o contrato 3 meses antes do término, ele será renovado automaticamente por mais um ano". E é isso aí. Não cancelou, o contrato se renova. Então tomem cuidado com isso.

Contratos aqui só se cancelam por escrito. Nada de telefonar pra cancelar sua linha. Tudo sempre por escrito. Existem vários sites na Alemanha que dão modelos de como escrever cartas de cancelamento. Um deles é esse aqui. Mas há outros também. Por segurança, você pode mandar já suas cartas de cancelamento logo depois que assinar o contrato dizendo a data a partir de quando o contrato deve ser cancelado.

4) Celular: A maioria dos estudantes do CsF ficam na Alemanha de um ano a um ano e meio. Quase todas as empresas de celular aqui fazem planos de 2 anos (com celular incluído). Portanto, só assinem contrato se ficarem pelo menos dois anos aqui (Eu já me f*di com um contrato no meu primeiro intercâmbio). Informe-se se há planos com contratos de menos de 2 anos ou contratos que podem ser cancelados a qualquer momento.

Se mesmo assim você quiser arriscar e fazer um plano de dois anos, sugiro fazer o pedido pela internet e não comprar na loja. É que na loja eles pedem seu documento (e ao ver um visto com menos de dois anos, podem negar a venda). Na internet é provável que o pedido dê certo e depois você dá o seu jeito para pagar.

No mais, na Alemanha há muuuuuuuuuuuuuuuitas maneiras de ter um celular pré-pago. Em muitos quiosques, lojas de departamento, supermercado ou drogarias há como comprar chips de celular pré-pago com planos de ligação e internet. É claro que o plano e o preço varia de empresa pra empresa. Veja aquele que é melhor para você.

5) Banheiro: Sei que parece besteira dizer isso, pois pra muitos parece óbvio, mas na Alemanha o cesto de lixo presente no banheiro (quando houver um) é para jogar fora utensílios como absorvente, barbeadores descartáveis, escova de dente velha etc. O papel higiênico se joga dentro do vaso. Não, o vaso não entope (claro, contanto que você não tenha usado o rolo inteiro).

Homens aqui são educados para fazer xixi sentados (a não ser num mictório, óbvio). Então, homens brasileiros, quando estiverem de visita na casa de alemães (ou de outras pessoas), façam xixi sentados. Motivo: Mesmo que você tenha uma ótima mira, o xixi de quem faz em pé respinga no vaso, na tampa etc. E alemães não têm empregada doméstica. Ninguém gosta de ficar limpando o xixi de todos os convidados mal-educados. Se você dividir apartamento (especialmente com meninas), é provável que você tenha que fazer xixi sentado na sua própria casa tb. Caso seja você a pessoa que limpa o seu próprio vaso sanitário, faça xixi como quiser, afinal a questão aqui não é em que posição você faz o xixi, mas sobre quem vai limpar o vaso depois. Tá com medo de virar mulherzinha só por sentar ao fazer xixi? Então é só limpar o vaso completo e passar um pano no chão do banheiro depois de usar. Ninguém vai achar ruim.

6) Gorjeta: Em restaurantes e cafés é ESPERADO que você dê gorjeta. Parte dos ganhos de um garçom/garçonete é feito das gorjetas. Os garçons quase sempre são estudantes, que fazem aquele serviço justamente para juntar uns trocados. Portanto, tenham um pouco de empatia e não façam a grosseria de sair sem dar gorjeta. Cada país tem um valor diferente. Na Alemanha eu continuo me orientando mais ou menos por 10% sobre o valor total, mas às vezes eu arredondo (pra cima ou pra baixo) para facilitar a conta e o troco. Um exemplo, se você pedir 3 cervejas a € 3,00 cada, 10% desse valor seria € 0,90. Mas eu arrendondo para um total de 10 Euros.

Em bares onde você paga a bebida no balcão não é necessário dar gorjeta, mas você também pode dar algo se quiser.
Se pedir comida pela internet (pizza, por exemplo), a gorjeta também não é obrigatória. Muita gente não dá. Mas se você morar no quinto andar sem elevador, pode ser que você queira dar um agrado ao entregador de pizza que subiu até a sua porta e ainda tem muitas outras pizzas para entregar.
Se você pegar um táxi, a gorjeta também é opcional.

7) Brindes: É falta de educação começar a beber sem esperar pelos outros da mesa. Se estiver na casa de alguém, espere até o anfitrião dar o sinal de que todos podem beber. Se estiver com amigos num bar, espere até todos receberem suas bebidas. Caso você esteja com muita sede ou caso a bebida de alguém demore a chegar, sinalize para os outros que você quer beber ou que eles podem ficar à vontade para beber sem você. Se você esquecer disso e beber antes do anfitrião, um rápido pedido de desculpas resolve.
https://www.flickr.com/photos/jfjwak/4949752015/
O brinde na Alemanha numa roda de amigos (seja na casa de alguém ou na mesa de um bar) é feito geralmente com a saudação PROST! (Às vezes Zum Wohl!) Caso a mesa seja pequena você deve brindar com cada pessoa da mesa OLHANDO NO OLHO da pessoa. Caso a mesa seja grande basta você olhar no olho de cada pessoa e levantar o copo saudando a pessoa (mas sem necessariamente tendo que brindar de fato). Essa coisa do "olhar no olho" na hora do brinde eu passei muito tempo para aprender. Alemães dizem que quem não olha no olho na hora do brinde tem 7 anos de sexo ruim. Superstições à parte é um costume do país e acho de bom grado essa adaptação.

8) Viagens de trem/ônibus: Na Deutsche Bahn existem passagens promocionais (Sparpreis). Se você comprar com antencedência pode encontrar preços muito bons.

Por exemplo... viagens para países vizinhos. De Bremen para Amsterdam dá pra ir por 29 Euros. (quem tem cartão de desconto paga uns 21 Euros). O preço normal seria € 76,20.


Façam viagens em grupo. Às vezes há tickets de grupos de até 5 pessoas. Sai bem mais em conta do que viajar sozinho.

Para viagens de trem em cima da hora, o melhor site é esse aqui. Nele você encontra os tickets promocionais que estão de sobra ou passagens para países vizinhos por um precinho em conta. É muito uma questão de sorte e de procurar no momento certo.

Hoje em dia também há muitas empresas de ônibus. Um site para você procurar passagens de ônibus é o http://www.busliniensuche.de/

http://www.busliniensuche.de/

Por exemplo: eu fiz um teste de Bremen para Munique no dia 2 de junho (são mais de 700 km) e os resultados foram esses abaixo. Mas se clicar no símbolo do trem, eles também mostram os preços do trem (a Deutsche Bahn tem passagens por 29 Euros nesse mesmo dia).

Bester Preis (melhor preço)
Schnellste Fahrt: (viagem mais rápida)
ZOB = Zentraler Omnibus-Bahnhof = rodoviária

http://www.busliniensuche.de/
Sobre pegar carona, leia mais aqui.

9) Aquecimento: Imagine no Brasil ter uma casa com ar-condicionado e mantê-lo ligado 24 horas por dia por causa do calor. Pois bem, você conseguiria pagar a conta? Pois é. A Alemanha é um país frio, já mais meses do ano fazendo frio do que fazendo calor. Por isso, o aquecimento (Heizung) e uma boa isolação das paredes e janelas é algo importante para não sofrer no inverno. Mas é algo a ser usado com moderação.
Se você não quiser receber uma bela conta de aquecimento, o ideal é comprar uns pulôveres confortáveis, umas calças de moleton pra ficar em casa e diminuir o aquecimento.

Outra coisa importante: abra as janelas da sua casa todos os dias pelo menos por 10 minutos para circular o ar (mesmo quando lá fora fizer temperaturas negativas). Um casa que fica fechada o tempo todo é o ambiente propício para mofo.

10) Roupas de inverno: roupas de inverno são mais baratas aqui na Alemanha do que no Brasil. Se você vem passar apenas um ano aqui, o importante é gastar dinheiro com UM casaco muito bom e grosso. O resto do dinheiro você pode gastar com pulôveres, casaquinhos e agasalhos mais leves que possam ser usados quando você passar suas férias numa região serrana do Brasil (ou doados nas campanhas do agasalho, caso você more no Ceará, onde não faz frio nunca). Mas pelo menos UM casaco tem que ser feito para o inverno rigoroso daqui. Meus casacos de inverno custam em torno de 50-70 Euros (eu sei que tem mais caros, mas esse é o valor que eu geralmente pago).

Se você vier pra Alemanha entre os meses de abril e setembro, um agasalho comprado no Brasil resolve para os primeiros dias até você comprar outro. Entre outubro e março é que o bicho pode pegar. Se vier nesses meses, tente encontrar alguma roupa mais grossa, um sobretudo, luvas etc. nem que seja emprestado E compre um bom casaco para passar o inverno. Como falei, você só precisa de UM bom. Ao chegar nos lugares você vai tirá-lo, pois todo lugar aqui é aquecido. Então o casaco é só mesmo pra sair de casa.

Há muitas lojas de roupas baratas aqui, mas depende da cidade onde você vai morar. As preferidas dos que não querem gastar muito dinheiro são a TK Maxx e a Primark. Mas a H&M, C&A e a Zara (assim como Karstadt e o Kaufhof) têm roupas em conta.

11) Esperando as dicas de vocês... 

Esse é um tópico sem fim, pois há muito mais dicas práticas de sobrevivência na Alemanha. Que dicas você gostaria de ter ouvido antes de vir para a Alemanha? Tem alguma. Escreva nos comentários. As melhores serão colocadas aqui no tópico. 

35 comentários:

  1. Adorei as dicas, voltei no tempo!!! Não vejo a hora de voltar!! :)

    ResponderExcluir
  2. Adorei as dicas, voltei no tempo!!! Não vejo a hora de voltar!! :)

    ResponderExcluir
  3. Muito válido o post, adorei..me ajudou muito! Ainda não fui, mas planejo ir em breve.

    ResponderExcluir
  4. Correto. Otimo post. A 2 anos na Alemanha, passei por isso tudo ai.!!!

    ResponderExcluir
  5. Issi eu ja sei tudo. So falta mesmo ein arbeiten

    ResponderExcluir
  6. Isso eu ka sei tudo. Falta mesmo ein arbeiten

    ResponderExcluir
  7. Espero participar do Ciência sem Fronteiras. Alemaha ou Áustria me aguardam :D

    ResponderExcluir
  8. Comida, essa é uma das minhas preocupações, pois eu não sei cozinhar ainda... E gostaria de ter dicas de coisas rápidas e fáceis de fazer, assim como dicas para restaurantes e tal... Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  9. Excelente tópico! Muito obrigada pelas dicas! =]

    ResponderExcluir
  10. Excelente tópico! Muito obrigada pelas dicas! =]

    ResponderExcluir
  11. Tudo muito verossímil! Estou morando há um mês e meio na Alemanha, numa cidade próxima de Ingolstadt (Eichstätt), na Baviera. É incrível quanto dinheiro gastamos totalmente em vão por não nos atentarmos a dicas como essas que foram dadas.

    Uma dúvida, o quê seria uma plano de saúde para estudante considerado barato? Eu fiz um da AOK, cuja mensalidade é de 77 euros.

    Abraços.
    Murilo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um plano de saúde considerado barato é esse valor mesmo.

      Se você soubesse o que um trabalhador paga por mês de seguro-saúde estaria agradecendo aos céus por pagar apenas 77 Euros :-)

      Excluir
  12. Olá,
    Eu teria dicas rápidas e fáceis de fazer as coisas, bem como dicas para restaurantes. Obrigado pelo seu post.

    ResponderExcluir
  13. Olá! Muitos brasileiros viajam apenas com o passaporte. A minha dica é que levem também carteira de identidade e CPF. No caso de perda ou roubo do passaporte, facilita muito tirar o novo na Embaixada Brasileira. Como sempre levo todos meus documentos, consegui o passaporte novo no mesmo dia. Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  14. Achei super legal ser suas dicas e lembrar como descobri algumas delas quando estive na Alemanha. Outras foram muito importantes para minha nova temporada lá que inicia no final de julho, principalmente a parte dos casacos e viagens. :)

    ResponderExcluir
  15. Fábio, tem como falar sobre o "melhor" caminho para alguem conseguir ir morar na alemã e se estabelecer lá? O melhor é realmente ir primeiro fazer um intercâmbio, CsF, etc, conhecer o país e buscar oportunidades e então voltar ou alguém consegue ir de mala e cuia de uma vez e se estabelecer no páis? Como foi o teu caso especificamente?

    ResponderExcluir
  16. Fábio, poderia por favor falar um pouco como uma pessoa poderia da melhor forma ir morar na Alemanha? O melhor caminho seria primeiro fazer um intercambio, CsF, etc para conhecer o pais, buscar oportunidades e então partir pra morar ou dá pra ir de mala e cuia de uma vez e conseguir se estabelecer. Quais são as profissões com mais oportunidades na Alemanha?

    E por fim qual o seu e-mail para duvidas/ajuda/ieias/etc? :)

    ResponderExcluir
  17. Muito obrigada pelas dicas, faz pouco tempo que eu cheguei e estou adorando o blog. Parabéns!

    ResponderExcluir
  18. Ótimo , brigada, tenho só uma dúvida, não sei o Fábio ou algm do blog saberia me responder.. mas como funciona a questão de ter conta em banco? já ouvi falar que precisa abrir conta em banco quando chega pra morar na Alemanha e que precisa também ter ao menos uma conta bloqueada pra conseguir o visto.

    ResponderExcluir
  19. Fábio, nos conta como foi a sua ida pra Alemanha, como foi que você se estabeleceu, arrumou emprego, etc.

    ResponderExcluir
  20. Fábio, nos conta como foi a sua ida pra Alemanha, como foi que você se estabeleceu, arrumou emprego, etc.

    ResponderExcluir
  21. Caraca, tu mereces uma medalha por todo esse trabalho que fazes tanto no blog quanto no Facebook! Abraço

    ResponderExcluir
  22. Caraca, tu mereces uma medalha por todo esse trabalho que fazes tanto no blog quanto no Facebook! Abraço

    ResponderExcluir
  23. Dicas super válidas, talves uma ajuda, os mercados ALDI, Lidl e Penny mark os produtos são mais baratos.

    ResponderExcluir
  24. Mercados como ALDI, LIDL e REWE são mais em conta...

    ResponderExcluir
  25. Parabéns pelo blog e pelas dicas.
    Uma dica que acrescento: entrar na Europa pela Suíça (Zurique) é extremamente tranquilo.
    E e minha esposa não demoramos 5 minutos na imigração em abril deste ano.
    Além disso, todos com que eu conversei no aeroporto, desde atendentes de balcão até seguranças, falam inglês ainda que bem básico.

    ResponderExcluir
  26. Parabéns pelo blog e pelas dicas.
    Uma dica que acrescento: entrar na Europa pela Suíça (Zurique) é extremamente tranquilo.
    E e minha esposa não demoramos 5 minutos na imigração em abril deste ano.
    Além disso, todos com que eu conversei no aeroporto, desde atendentes de balcão até seguranças, falam inglês ainda que bem básico.

    ResponderExcluir
  27. espetacular você, fui para a Alemanha 22 anos antes de você e assino embaixo de tudo, muito bom

    ResponderExcluir
  28. A cada dia me encanto mais pela Alemanha, e ler tuas postagens me incentiva
    ainda mais querer conhecer este País. Estudo alemão há um bom tempo, mas
    parece que quando mais estudo mais coisas se triplicam para estudar rs. Sei que
    que vai valer a pena. Obrigada pelas dicas!

    ResponderExcluir
  29. Obrigada pelas dicas, muito valiosas. Assim, talvez, eu fique menos ansiosa, menos preocupada.

    ResponderExcluir
  30. Boa noite, poderia me informar que livro e este que aparece no inicio da pagina?

    ResponderExcluir
  31. Vocês tem algum grupo de whatsapp??

    ResponderExcluir
  32. Parabéns pelas ótimas dicas!! Vocês têm algum grupo no Whatsapp?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...