PESQUISAR NO GOOGLE

Faça sua busca aqui:
Pesquisa personalizada

PESQUISAR NO BLOG

8 de outubro de 2014

Orações Relativas I - Nominativo

Este é o segundo tópico sobre Orações Relativas.

A primeira parte você tem que ler antes de ler esse tópico. Se não leu, clique aqui e volte para este tópico depois da leitura.
E este é o primeiro de uma série de tópicos explicando o uso dos pronomes relativos em cada caso do alemão.

Parte II - Pronomes Relativos no Acusativo, clique aqui.
Parte III - Pronomes Relativos no Dativo, clique aqui.
Parte IV - Pronomes Relativos no Genitivo, clique aqui.

Hoje vamos falar sobre Orações Relativas com os Pronomes Relativos no Nominativo. 



Como vocês percebem pela tabela acima, os pronomes relativos têm a mesma forma dos artigos definidos. Mas, por favor, não confunda os dois. Artigo se usa acompanhando um substantivo "der Mann". O pronome relativo se usa iniciando uma oração relativa. As orações relativas sempre são separadas por vírgula (às vezes por outro sinal de pontuação!) e o verbo conjugado sempre aparece no final da frase.


Há uma regra básica (dividida em três passos) que se aplica para todos os pronomes relativos em qualquer caso.
1) Os pronomes relativos variam em gênero (masculino, feminino, neutro), número (singular, plural) e caso (nominativo, acusativo, dativo e genitivo).
2) O gênero e o número se baseiam no substantivo a que se refere (ou seja, o gênero e o número você retira do que estiver ANTES da vírgula).
3) O caso se baseia na função do pronome dentro da oração relativa (ou seja, o caso você deve descobrir depois da vírgula, entre as vírgulas, ou entre a vírgula e a próxima pontuação).

Vou dar exemplos bem simples para começar:
Hier ist der Mann, _____ hier arbeitet.
Aqui está o homem que trabalha aqui.
Hier ist die Frau, ______ hier wohnt. 
Aqui está a mulher que mora aqui.
Hier ist das Kind, ______ Englisch lernt. 
Aqui está a criança que estuda inglês.

Preste atenção nas três frases anteriores. Agora pense na regrinha anterior:
GÊNERO, NÚMERO e CASO.

O gênero e o número você procura em algum substantivo ANTES da vírgula (eu marquei o artigo de vermelho). Quase sempre o substantivo que você procura estará coladinho com a vírgula. 
Hier ist der Mann, _____ hier arbeitet. - Nesse caso o substantivo "Mann" é do gênero masculino e (número) singular.  Então já sabemos que o pronome relativo que se refere ao substantivo "Mann" também terá que ser masculino e singular

Para definir em que caso (nominativo, acusativo, dativo ou genitivo) o pronome estará, temos que olhar para o que vem DEPOIS da vírgula. 

Neste caso a frase depois da vírgula em português é "que trabalha aqui" (ou seja, "O homem" [mencionado antes da vírgula] "trabalha aqui).
Como nós sabemos, o nominativo é o caso do sujeito e do predicativo do sujeito das orações. Quem trabalha aqui? O homem. Ele então é o sujeito dessa frase. Por isso o caso será NOMINATIVO.

Hier ist der Mann, der hier arbeitet.

Seguindo essa mesma lógica, fica fácil fazer os outros exemplos:
Hier ist die Frau, die hier wohnt. (A mulher mora aqui - sujeito. Por isso, nominativo)
Hier ist das Kind, das Englisch lernt. (A criança estuda inglês - sujeito. Por isso, nominativo)

Se é tão simples assim, qual o perigo que há de errar?
Bem, o grande perigo consiste na confusão por causa dos casos que vêm antes e depois da vírgula.

Preste atenção aos exemplos seguintes:
Ich kenne den Mann, _____ hier wohnt. 
Eu conheço o homem que mora aqui.
Ich arbeite mit der Frau, _____ hier wohnt.
Eu trabalho com a mulher que mora aqui.

Muita gente colocaria no primeiro exemplo o pronome relativo "DEN", baseando-se na primeira frase, assim: Ich kenne den Mann, den hier wohnt. Mas isso está errado. Lembre-se da regrinha: o gênero e o número você procura antes da vírgula. Mas não o caso. O caso está depois da vírgula, dentro da própria oração relativa.

- "den Mann", está no acusativo, masculino, singular. A única coisa que nós pegamos antes da vírgula é o GÊNERO e o NÚMERO, não o caso. Ou seja, o pronome deve ser "masculino e singular".
- para descobrir o caso temos que ler a oração relativa "que mora aqui". Nesse caso, "o homem mora aqui". Ele é o sujeito. Por isso, NOMINATIVO. A frase correta seria: Ich kenne den Mann, der hier wohnt. 

O mesmo vale para o segundo exemplo. Ich arbeite mit der Frau, _____ hier wohnt.
Apesar de "der Frau" estar no caso dativo, o caso não se pega do que vem antes da vírgula. A função do pronome "que" na frase "que mora aqui" é de sujeito. Caso nominativo. Por isso, a frase ficaria assim: Ich arbeite mit der Frau, die hier wohnt.

Repetindo a regra: Gênero e número se buscam ANTES da vírgula. O caso DEPOIS da vírgula.

Como usar essas orações na vida prática?
Como gostaria de praticar hoje APENAS as orações no nominativo, o ideal seria descrever coisas que pessoas fazem ou fizeram. Se você tiver um nível bom, poderá também fazer frases no passado. É só lembrar de colocar os verbos conjugados lááááááá no fim da oração.

Pense numa pessoa famosa e tente imaginar algumas coisas que esta pessoa fez ou algumas características desta pessoa. Por exemplo... vou descrever aqui uma pessoa:

Sie ist eine Frau, die 51 Jahre alt ist
Sie ist eine Frau, die blond ist.
Sie ist eine TV-Moderatorin, die in Brasilien, Argentinien, Spanien und in den USA gearbeitet hat.
Sie ist die Frau, die "Ilariê" und "Tindolelê" singt.
Wer ist sie?

Sabe quem é? :-) É a XUXA, claro. É uma mulher QUE tem 51 anos, QUE é loira, QUE trabalhou no Brasil, na Argentina etc e QUE canta Ilariê. Em todos estes exemplos o pronome QUE exercia a função de sujeito da oração relativa, às vezes como sujeito de uma ação (cantar Ilariê) ou apenas de uma característica da pessoa (ser loira). Dá pra entender como se aplica isso na vida real?
Então jogue com seus amigos... descrevam pessoas famosas e vejam se eles adivinham quem é :-) Tentem dizer frases como "É o cientista QUE inventou ..." ... "QUE ganhou o prêmio..." ou "É um cantor QUE é casado com ... " ... "QUE canta a música X"..

Outras situações da vida real onde você usaria orações relativas (tente traduzi-las para o alemão)
Eu adoro esse ator QUE faz o papel de Wolverine.
Você viu o dicionário QUE estava aqui na mesa?
Você gosta desses doces QUE têm sabor de hortelã?

Mãos à obra! O tópico sobre o acusativo virá em breve.

8 comentários:

  1. Sie sind ein sehr gut Lehrer! Ihre Erklärungen sind immer klar! Viele danke!

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada, Fábio! Vc não faz ideia de como nos ajuda. Muito do que aprendi devo ao seu blog :)

    ResponderExcluir
  3. "Danke! Danke! Danke! Oh! Oh! Oh! Danke! Danke! Danke! Oh! Oh! Oh!" ...................... :)
    É uma versão do ilarié de agradecimento em Alemão! <3
    Eu Detesto a xuxa! rs.... rs.... só compus a musica para lhe agradecer!

    ResponderExcluir
  4. Cara, você não sabe o quanto seu blog me ajuda... Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  5. Olá, parabéns pelo blog. Faz um post sobre Oração Relativa com dativo. Vielen Dank!

    ResponderExcluir
  6. Obrigada, seu blog é fantastico, muito obrigada...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...