PESQUISAR NO GOOGLE

Faça sua busca aqui:
Pesquisa personalizada

PESQUISAR NO BLOG

10 de outubro de 2014

Orações Relativas II - Acusativo

Este é o terceiro tópico sobre Orações Relativas. Seria melhor ler os tópicos na ordem:
Introdução aos Pronomes Relativos - Clique aqui
Parte I - Pronomes Relativos no Nominativo - Clique aqui
Parte III - Pronomes Relativos no Dativo  - Clique aqui.
Parte IV - Pronomes Relativos no Genitivo - Clique aqui.

Hoje vamos falar sobre Orações Relativas com os Pronomes Relativos no Acusativo.


Partindo do princípio de que você já tenha lido a parte I sobre os pronomes relativos no nominativo, vai ser mais fácil explicar a lógica da coisa.

Assim como no nominativo, os pronomes relativos no acusativo têm forma idêntica aos artigos definidos. A única diferença entre o nominativo e o acusativo está no gênero masculino singular ("der" vira "den").

A regra é a mesma: O gênero (masculino, feminino ou neutro) e o número (singular ou plural) quem dá é o substantivo que vem ANTES da vírgula. O caso (nominativo, acusativo, dativo ou genitivo) é dado pela função que o pronome assume na oração. Para isso precisamos revisar que funções o acusativo pode assumir em alemão:

O acusativo é usado (entre outras coisas) para marcar:
1) complemento verbal sem preposição - (chamado em alemão de Akkusativergänzung ou Akkusativobjekt). Por exemplo, na maioria dos casos equivalente ao famoso objetivo direto.

Sie liebt ihren Freund. - Ela ama o seu namorado.

2) complemento verbal preposicionado - (chamado em alemão de Präpositionalergänzung). Com preposições que regem o acusativo. Você pode ler mais sobre isso aqui.

Sie interessiert sich für diesen Film. - Ela se interessa por este filme.

3) complemento direcional - com preposições que podem ser usadas com o dativo e o acusativo, o acusativo é usado para indicar o destino final de um deslocamento. Você pode ler mais sobre isso aqui.

Wir fahren an den Strand. - Nós vamos para a praia.

Estes são os casos principais que indicariam o uso do caso acusativo. Agora vamos para as orações relativas. Vou tentar dar exemplos simples mais uma vez.

Hier ist der Mann, den Anna liebt. 

Regra: O gênero e o número são dados pelo substantivo antes da vírgula. Portanto o pronome relativo será masculino singular (por causa de "der Mann"). Vamos agora tentar descobrir o caso. "A Anna (sujeito) ama quem?". Ela ama o homem. Neste caso, "o homem" assume a função de objeto do verbo "lieben", por isso, acusativo. A tradução da frase seria: "Aqui está o homem que a Anna ama".

Agora imagemos que, na verdade, é o homem que ama a Anna, não o contrário. Suponhamos que a frase fosse "Aqui está o homem que ama a Anna". Neste caso, o homem não seria mais o objeto do verbo "amar", mas sim o sujeito. O sujeito em alemão é posto no caso Nominativo. Por isso, o pronome seria "der".

Hier ist der Mann, der Anna liebt. - Aqui está o homem que ama a Anna.

Reparem que em português nós não temos casos nominativo e acusativo, mas a ordem das palavras muda. Compare mais uma vez as duas orações:
Aqui está o homem que a Anna ama. - Hier ist der Mann, den Anna liebt.
Aqui está o homem que ama a Anna. - Hier ist der Mann, der Anna liebt.

Parece difícil, mas de fato, a única diferença está no gênero masculino. O feminino, o neutro e o plural são iguais ao nominativo.

Esta é a mulher que eu amo. - Das ist die Frau, die ich liebe.

Orações Relativas com Preposição no Acusativo
Quando um verbo exigir um complemento preposicionado ou um complemento direcional, a preposição é que determinará o caso a se seguir. Há preposições que exigem SEMPRE o acusativo (como ohne, für etc.), outras que exigem SEMPRE o dativo (como zu, mit etc.) e outras que podem exigir o acusativo OU o dativo (como in, an, auf etc.). No caso dos complementos direcionais, caso a preposição esteja entre aquelas que aparecem tanto com o acusativo quanto com o dativo, usa-se o acusativo.

A regra é a mesma das orações sem preposição, só com UMA ressalva: a preposição aparece ANTES do pronome relativo.

Digamos que alguém te perguntasse: "Für welchen Film interessierst du dich?" (Você se interessa por qual filme?) e você quisesse responder apontando para um DVD "Este é o filme pelo qual eu me interesso". Neste caso você teria que dizer:

"Das ist der Film, für den ich mich interessiere"

Vamos lá passo a passo:
1) O substantivo antes da vírgula é "der Film" - masculino, singular. O caso (nominativo) não importa, pois antes da vírgula apenas o gênero e o número influenciam o pronome relativo.
2) Na oração relativa o verbo conjugado deve aparece SEMPRE no final. É por isso que interessiere aparece como a última palavra.
3) A preposição für é usada só com o acusativo. A preposição aparece SEMPRE ANTES do pronome relativo.
4) Pronto: agora é só usar o pronome do gênero masculino singular no acusativo: DEN! Bingo!

Vou dar um exemplo agora com complemento direcional.
Digamos que você leve um amigo seu alemão de carro para a sua praia favorita no Brasil. No caminho você mostra a praia no mapa e diz: "Pronto! Ali é a praia para a qual nós estamos indo agora". Neste caso temos um complemento direcional. A praia, no caso, é o destino final do deslocamento. Existem duas preposições que você poderá usar para dizer "para a praia": AN e ZU. A preposição "ZU" é usada sempre com o dativo, não importa se é deslocamento ou não. Já a preposição AN é usada com o acusativo quando for um deslocamento. Como eu vou tratar do dativo no próximo tópico, vamos usar "AN".

Pronto! - So!
Da ist der Strand, an den wir jetzt fahren. 
Vamos lá passo a passo:
1) O substantivo antes da vírgula é "der Strand" - masculino, singular. O caso (nominativo) não importa, pois antes da vírgula apenas o gênero e o número influenciam o pronome relativo.
2) Na oração relativa o verbo conjugado deve aparece SEMPRE no final. É por isso que fahren aparece como a última palavra.
3) A preposição an é usada neste caso com o acusativo. A preposição aparece SEMPRE ANTES do pronome relativo.
4) Pronto: agora é só usar o pronome do gênero masculino singular no acusativo: DEN! Bingo!

Deu pra entender agora? :-)
No caso dos complementos direcionais, é possível também usar o "wohin" como pronome relativo. Assim fica bem mais fácil :-)
Das ist der Strand, wohin wir jetzt fahren. 

Com essas dicas acho que já dá pra treinar orações no acusativo. Tentem traduzir essas frases para o alemão.

Este é o filme de que eu não gostei. (Use o verbo mögen. Ponto extra para quem traduzir também usando o verbo gefallen)
Ali estão as garotas que eu vi ontem na festa.
Eu sempre compro os livros que você lê.

5 comentários:

  1. Das ist der Filme, den ich nicht gemocht habe/Das ist der film, der mir nicht gefallen hat.

    Da sind die Mädchen, die ich gestern an der Party sah.

    Immer wieder kaufe ich die Bücher, die du liest.

    ResponderExcluir
  2. Das ist der Film, den ich nicht gemochte habe./ den mir nicht gefällt habe.
    Dort sind die Mädchen/Frauen, die ich gestern auf der Party gesehen habe.
    Ich kaufe immer die Bücher, die du liest.

    ResponderExcluir
  3. Olá Fabio, vc tem previsão de quando irá colocar os pronomes relativos no caso dativo? Obrigada! obs.: muito bom seu blog!! :)

    ResponderExcluir
  4. Olá Fabio! Muito bom seu blog! Vc tem previsão de qdo irá postar os pronomes relativos no caso dativo?? obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Oi Fábio muito obrigada. Também esperando ansiosamente a postagem sobre o caso dativo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...