PESQUISAR NO GOOGLE

Faça sua busca aqui:
Pesquisa personalizada

PESQUISAR NO BLOG

29 de novembro de 2012

Alemão suíço e austríaco

Olá,

Tenho que reconhecer: realmente não sou expert em alemão suíço.

A maioria aqui sabe que a Suíça é um país com vários idiomas oficiais, geralmente divididos geograficamente: tem a Suíça alemã, a Suíça francófona, a Suíça italiana e há ainda o romanche, língua falada por pouco mais de 1% da população suíça, constituída por uma série de dialetos.
O mapa abaixo (retirado da Wikipedia) representa as regiões onde cada idioma é falado.


A Suíça alemã compreende a maior parte do país, mas é sabido que o alemão falado na Suíça é diferente do alemão padrão. Os alemães mesmo dizem que só conseguem entender os suíços na TV se colocarem legendas. Ou seja, se você estiver pensando em morar na Suíça terá dois trabalhos:

1) aprender o alemão padrão (Hochdeutsch), pois este é o alemão oficial aprendido pelas crianças na escola, usado em correspondências oficiais, usado nos jornais, revistas etc. Em outras palavras, é o alemão oficial.

2) aprender o alemão suíço, aquele que você vai ouvir na rua, na padaria, no supermercado ou no bar com os amigos.

A boa notícia é que, como todo suíço aprende alemão padrão na escola, todos conseguem se comunicar em alemão padrão. A única vez que fui à Suíça foi numa visita rápida e não tive que falar alemão com ninguém. Mas já ouvi dizer que eles acabam falando (ou pelo menos tentando) não falar dialeto com os estrangeiros e acabam usando (ou tentando) usar o alemão padrão.

Não há muito material didático de alemão suíço em outros idiomas, infelizmente, mas como todo mundo que mora na Suíça alemã acaba tendo que aprender o alemão padrão, o consolo é que há alguns livros feitos para alemães.

Aqui eu vou dar algumas dicas:

1) O livrinho da coleção "Kauderwelsch". Essa coleção faz livros para os mais diversos idiomas, inclusive idiomas pequenos, falados por pouca gente. Eles lançam também livros com gírias, linguagem culinária etc.

Eles têm um livro de alemão suíço. Você pode comprar também o CD separado.

Aqui vai o link do livro: http://amzn.to/Qt8GfB
Aqui vai o link do CD: http://amzn.to/Vh0i5B

2) Um outro livro que achei nas minhas buscas foi esse aqui  "Chunsch druus?". Ele já vem com CD's de áudio e 1 DVD, além de um Portal Online com mais recursos.

Aqui vai o link: http://amzn.to/V6C208

3) O DUDEN tem também um dicionário da linguagem padrão da Suíça. Não confundir esta com o alemão falado nas ruas. A Wikipedia tem algumas listas interessantes sobre diferenças entre o alemão padrão suíço e o alemão padrão da Alemanha (chamado de "Bundesdeutsch") :-)
Para ver listas de diferenças de vocabulário no padrão suíço, clique aqui.
Para comprar o dicionário do DUDEN do alemão padrão suíço, clique aqui.

Querem ouvir vários exemplos de áudio do alemão suíço pra ver se vocês entendem? Não se desesperem.. nem os alemães entendem! Cliquem aqui!

Em inglês há mais materiais disponíveis, mas também não muitos. Se vocês souberem bem o inglês, recomendo o Pimsleur "Swiss German" para dar uma breve introdução à língua, mas com certeza há outros materiais, principalmente cursos em CD-ROM (como o EuroTalk).

Aqui vai um site em inglês e alemão com frases e expressões: http://www.eldrid.ch/swgerman.htm


Na Áustria existe o mesmo problema, só que, a meu ver, o alemão de lá soa bem mais "alemão" do que o suíço, que sofre muitas influências do italiano e francês. Independente disso, há várias palavras que são usadas na Áustria de forma diferente.

Não encontrei muita coisa na net, mas o DUDEN também tem um dicionários de palavras austríacas com suas versões alemãs. Aqui está o link: http://amzn.to/V8Os7X

Mas também há livros da série "Kauderwelsch" para dialetos específicios com o "Vienense" (ou Wienerisch) falado em Viena. http://amzn.to/TtQzUt

Meu conselho: Só se esforce para aprender "austríaco" ou alemão suíço caso realmente vá morar nesses países. Não faz sentido querer aprender no Brasil todas as variedades do alemão como se fosse extremamente necessário saber todas as variedades da língua em todos os países onde é falada. Mesmo que vá morar nesses países, o aprendizado do alemão padrão, ou seja, aquele usado na Alemanha, não poderá ser dispensado, pois este é aprendido nas escolas. Nos cursos de alemão do mundo inteiro, é de praxe que se ensine ou se focalize apenas no alemão padrão (Hochdeutsch).

Ah.. é óbvio que não existe um só alemão falado na Áustria e um na Suíça. Cada região tem o seu jeito de falar. Mas tanto a Áustria quanto a Suíça têm o seu "alemão padrão" que é diferente do padrão alemão.

P.S. Ainda tenho que visitar a Suíça e a Áustria com calma. Adoro Viena, já fui duas vezes. Mas da Suíça só visitei Basel, mesmo assim muito rápido.

Um abraço aos brasileiros/portugueses na Suíça e Áustria que leem o blog. Caso vocês queiram dar mais dicas para aqueles que planejam morar na Suíça ou Áustria, escrevam aqui nos comentários.

11 comentários:

  1. Morei na Suiça durante 1 ano e sou casada com um suíço, então senti na pele essa dificuldade. Muitos suíços tem muita resistência em falar o hochdeutsch por não ser sua "língua materna". Mas a Suíça é um país pequeno onde moram muitos imigrantes, então não tive problemas principalmente ao fazer compras. pode-se até encontrar trabalhadores que falam português angolano. Também andei com pessoas que entendiam perfeitamente minha condição de estrangeira e se esforçavam pra falar o alemão alto.

    ResponderExcluir
  2. Ja fui à Suíça algumas vezes, já os ouvi falando e quase nunca entendi (pudera, eu ainda nem sou expert no Hochdeutsch!) Mas a impressão que eu tenho é que o Alemão padrão e o Alemão Suíço podem ser comparados ao Português Brasileiro e de Portugal. Eu mesmo, que tenho o Português como língua materna, me perco no entremeio de dois Portugueses se eles falam rapidamente... Os Alemães que eu conheço entendem o Alemão Suíço, assim como nós Brasileiros entendemos o Português de Portugal...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é bem comparável à situação do português, não. As diferenças são bem mais gritantes. Se um brasileiro for a Portugal, todo mundo vai entendê-lo (com raras exceções). Portugueses que vão ao Brasil aprendem a falar um pouco mais devagar e pronunciar as palavras de forma clara e logo são entendidos por todos.

      Já o alemão suíço vai além de se falar devagar e claro... é como um dialeto, outras palavras, outros sons... mesmo pra quem domina Hochdeutsch é um desafio.

      Excluir
    2. também concordo com o Jurupingo!

      Excluir
  3. Antes de mais parabéns pelo blog e por este post.
    Vivo na Suica e como tal conheco esta situacao de perto.
    Gostaria de comecar por afirmar que o Alemão suico não existe como lingua. Tal como na Alemanha onde existem muitos dialectos mas a unica lingua oficial é o hochdeutch tambem na parte alemã da Suica existem muitos dialectos mas a unica lingua oficial é o hochdeutsch. Ninguem precisa de aprender a falar alemao suico porque todo o mundo fala alto alemao. (irei usar a denominacao lingua por ser mais fácil)
    O alemao suico não possui parte escrita (é apenas falado) e como tal tem de saber escrever em alto alemao. Caso contrario estará escrevendo em dialecto.
    Agora vem a parte mais interesante. Não existe “O” alemao suico. O que existem são dialectos que variam de cidade para cidade. Ora, se voce falar dialecto de Basel não significa que perceba dialecto de Zurich porque a lingua varia muito (dentro de Basel existem mesmo duas variantes). Isto é muito imporante porque existem mais de 20 variacoes do alemao suico e não muda apenas o sotaque mas também as palavras. Por example, os números (um, dois, etc…) mudam conforme o dialecto.
    Aprender alemao suico implica aprender oralmente, porque não existem livros ou materiais em que o aluno possa apoiar-se. Alem de oral não existe uma forma oficial pelo que o que voce encontrar escrito estará escrito em um dos dialectos o que significa que não será o alemao suico mas o Züridüütsch ou o Baseldüütsch, etc.
    Para terminar, os Suicos já tentaram unificar a lingua e nunca conseguiram. Mesmo o Romanche, que é falado por menos de 1% da populacao, possui 3 diferentes variantes e a uniformizacao nunca foi possivel.
    Os suicos nem relativamente á forma como se escreve o nome da lingua em alemao suico conseguiram chegar a acordo. Diz-se “switzerdütsch” porem cada variante da lingua escreve essa palavra de forma diferente.
    Eu vivo na Suica e fiz esse cursinho da Pimsleur e gostei muito. Percebo as pequenas coisas como olá, boa noite ou obrigado mas mais do que isso não. Afinal se os Suicos não fazem um esforco por unificar ou organizar a sua lingua porque há de um estrangeiro fazer o esforco de a aprender?
    Os Suicos não são pessoas que convivam facilmente com os outros, em especial estrangeiros. Isso faz com que o seu grupo de amigos que fala alemao suico seja reduzido. E se voce se deslocar a outra cidade acaba falando alto alemao porque a lingua é diferente. O meu conselho é aprender alto alemao correcto e esquecer o alemao suico. Apenas depois poderá aprender a lingua mas apenas por curiosidade.

    Aqui fica um recurso para ficar a conhecer a lingua Suica, tem o podcast em DE-DE (mp3 e pdf) e tem tambem a mesma historia falada em DE-CH:
    http://www.podclub.ch/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente comentário.

      Só gostaria de acrescentar que há um alemão-padrão suíco, que pode diferir um pouco do Hochdeutsch da Alemanha. Como, por exemplo, no alemão suíço padrão não se usa mais "ß" e sim "ss" em todos os casos. Também há há diferenças de vocabulário no próprio alemão padrão suíço, como ocorre com o Austríaco. (A minha indicação do DUDEN suíço (número 3) é um exemplo de normatização não dos dialetos, mas da língua padrão). Por exemplo, "Spital" é uma palavra usada bem mais na Suíça do que na Alemanha ("Krankenhaus") e é também considerada "alemão", não dialeto.

      Mas você tem razão... os livrinhos que indiquei, salvo as exceções já mencionadas, são tentativas de introduzir as pessoas aos dialetos suíços.

      Excluir
  4. Uma dica para quem quiser ouvir o alemão austríaco é o canal desse gameplayer (de tanto que eu assisto aos vídeos dele, acho que já me acostumei com o alemão austríaco): http://www.youtube.com/user/Kapuzenwurm/videos - Como sempre, no começo é bem estranho, mas, depois, ouvindo vários vídeos dele falando, você já consegue entender várias coisas (fora que ele é bem legal e engraçado).

    ResponderExcluir
  5. Uma dica para quem quiser ouvir o alemão austríaco é o canal desse gameplayer (de tanto que eu assisto aos vídeos dele, acho que já me acostumei com o alemão austríaco): http://www.youtube.com/user/Kapuzenwurm/videos - Como sempre, no começo é bem estranho, mas, depois, ouvindo vários vídeos dele falando, você já consegue entender várias coisas (fora que ele é bem legal e engraçado).

    ResponderExcluir
  6. Realmente o ideal é aprender o alto- alemao ( Hochdeutsch ) Porque é o que eles ensinam nas escolas, nos cursos... enfim.

    No entato, é inevitável falar o dialecto, quando voce está realmente integrado com um determinado Vilarejo ( Dorf ), no meu caso, uma cidade pequena que so falam dialectos, e além disso fiz amigos que sao nativos, tenho compromissos totalmentes voltados para minha cidade aqui ( Saalfelden - Zell am See ) trabalhar, viver o cotidiano com eles que nasceram aqui... automaticamente, sem que a gente perceba... fica literalmente introduzida na Cultura e maneira de falar e viver deles aqui, e inevitalvelmente a gente acaba por adotar esse "sotaque" - O Dialecto -.

    E para ser sincera eu me preocupo sim e muito com a gramática, sabe por que?

    Porque se aqui a gente fala tranquilo dialecto... quando chegarmos na Alemanha, por exemplo... podemos passar até vergonha... por falar o dialecto de tal regiao... - Por isso a importancia de escrever SEMPRE o alto-alemao é fundamental, especialmente para um estrangeiro.

    No meu caso... como já citei por aqui, a primeira vez que cheguei na Áustria fui para o alto de uma Montanha, chamada: Dienten em Hochkönig, na Regiao de Salzburg. e la... é um pequeno Vilarejo bem em cima da montanha mesmo.

    ( No Brasil eu vivia em Canoa Quebrada, numa casa de frente para o Mar ) Entao, eu tive um choque em todos os sentidos, além do idioma.

    Como fiquei 1 ano sem ter contato com brasileiros ( porque nao conheci ninguém ) eu me adaptei primeiro com o Som do Alemao e assim, pouco a pouco, sem curso, sem saber uma palavra fui devagarzinho aprendendo.

    Porque fui trabalhar na gastronomia, tinha que aprender a entender o que os clientes e hospédes queriam, tinha que atender um grupo de pelo menos 10 pessoas... - Eu ficava calada, anotava as palavras no papel, a palavra que ouvia... mas nao entendia! Foi assim.
    So entao... é que fui buscar cursos para aprender as regras, para ajudar meus filhos, e até hoje todos os dias eu aprendo, TODOS OS DIAS, seja na padaria, no médico com as criancas, na escolas dos meus filhos, ou quando nao entendo uma determinada regra burocrática eu ligo para amigos austríacos e pergunto como devo fazer, pergunto um milhao de vezes se preciso for, mas é assim também que tenho aprendido.

    Pois vida de Mae solteira em terra estranha, língua estranha, ( estrangeira ) com 2 filhos nao é fácil... Mas nao é impossível!

    Estudar o idioma, ler, escrever é umas das ferramentas necessárias para aprender uma nova língua, seja qual for.

    MAS!!

    Uma dica: Independente do País que voce esteja, seja voce familiarizado ou nao com a língua, NAO SE PREOCUPE EM FALAR ERRRADO. Aprender é uma evolução permanente.
    Antes de se preocupar se está falando certo ou nao... TENTE!! E o mais importante: Pergunte a eles ( falantes nativos da lingua alema ) - Vai no médico? Sem problemas! É so perguntar ao médico: Dr, como se chama tal coisa? Escreva, leia muitas vezes e la na frente alguém vai pronunciar a tal palavra e voce vai dizer: " ah! eu entendi o que ele ou ela querem dizer.

    Boa sorte a todos os estrangeiros, todos sao corajosos. Nao basta so querer aprender uma língua, precisa ter coragem para viver o cotidiano de outro País.

    ResponderExcluir
  7. Realmente o ideal é aprender o alto- alemao ( Hochdeutsch ) Porque é o que eles ensinam nas escolas, nos cursos... enfim.

    No entato, é inevitável falar o dialecto, quando voce está realmente integrado com um determinado Vilarejo ( Dorf ), no meu caso, uma cidade pequena que so falam dialectos, e além disso fiz amigos que sao nativos, tenho compromissos totalmentes voltados para minha cidade aqui ( Saalfelden - Zell am See ) trabalhar, viver o cotidiano com eles que nasceram aqui... automaticamente, sem que a gente perceba... fica literalmente introduzida na Cultura e maneira de falar e viver deles aqui, e inevitalvelmente a gente acaba por adotar esse "sotaque" - O Dialecto -.

    E para ser sincera eu me preocupo sim e muito com a gramática, sabe por que?

    Porque se aqui a gente fala tranquilo dialecto... quando chegarmos na Alemanha, por exemplo... podemos passar até vergonha... por falar o dialecto de tal regiao... - Por isso a importancia de escrever SEMPRE o alto-alemao é fundamental, especialmente para um estrangeiro.

    No meu caso... como já citei por aqui, a primeira vez que cheguei na Áustria fui para o alto de uma Montanha, chamada: Dienten em Hochkönig, na Regiao de Salzburg. e la... é um pequeno Vilarejo bem em cima da montanha mesmo.

    ( No Brasil eu vivia em Canoa Quebrada, numa casa de frente para o Mar ) Entao, eu tive um choque em todos os sentidos, além do idioma.

    Como fiquei 1 ano sem ter contato com brasileiros ( porque nao conheci ninguém ) eu me adaptei primeiro com o Som do Alemao e assim, pouco a pouco, sem curso, sem saber uma palavra fui devagarzinho aprendendo.

    Porque fui trabalhar na gastronomia, tinha que aprender a entender o que os clientes e hospédes queriam, tinha que atender um grupo de pelo menos 10 pessoas... - Eu ficava calada, anotava as palavras no papel, a palavra que ouvia... mas nao entendia! Foi assim.
    So entao... é que fui buscar cursos para aprender as regras, para ajudar meus filhos, e até hoje todos os dias eu aprendo, TODOS OS DIAS, seja na padaria, no médico com as criancas, na escolas dos meus filhos, ou quando nao entendo uma determinada regra burocrática eu ligo para amigos austríacos e pergunto como devo fazer, pergunto um milhao de vezes se preciso for, mas é assim também que tenho aprendido.

    Pois vida de Mae solteira em terra estranha, língua estranha, ( estrangeira ) com 2 filhos nao é fácil... Mas nao é impossível!

    Estudar o idioma, ler, escrever é umas das ferramentas necessárias para aprender uma nova língua, seja qual for.

    MAS!!

    Uma dica: Independente do País que voce esteja, seja voce familiarizado ou nao com a língua, NAO SE PREOCUPE EM FALAR ERRRADO. Aprender é uma evolução permanente.
    Antes de se preocupar se está falando certo ou nao... TENTE!! E o mais importante: Pergunte a eles ( falantes nativos da lingua alema ) - Vai no médico? Sem problemas! É so perguntar ao médico: Dr, como se chama tal coisa? Escreva, leia muitas vezes e la na frente alguém vai pronunciar a tal palavra e voce vai dizer: " ah! eu entendi o que ele ou ela querem dizer.

    Boa sorte a todos os estrangeiros, todos sao corajosos. Nao basta so querer aprender uma língua, precisa ter coragem para viver o cotidiano de outro País.

    ResponderExcluir
  8. Estou vendo o filme "O Círculo" e tomando uma surra do alemão suíço. Mas uma surra boa.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...