PESQUISAR NO GOOGLE

Faça sua busca aqui:
Pesquisa personalizada

PESQUISAR NO BLOG

6 de dezembro de 2013

Alguém tem um cantinho pra mim? (Como alugar um apartamento na Alemanha)

Com a vinda de muitos estudantes brasileiros para a Alemanha por conta do Ciência sem Fronteiras, uma das coisas que mais leio nos fóruns de brasileiros é "Como eu acho um apartamento?".

Vou dar aqui dicas práticas de quem já teve que alugar apartamentos/quartos na Alemanha antes de sair do Brasil (uma vez no intercâmbio e outra no mestrado). Também já tive que alugar apartamento/quarto por pouco tempo para fazer um estágio (em Mannheim) e o meu apartamento atual. Ou seja, vou falar com conhecimento de causa.

Morar numa WG pode ser legal, mas também pode ser um desafio
Primeira informação: os preços variam de região pra região, de cidade para cidade e de bairro para bairro. Ou seja, é IMPOSSÍVEL responder a pergunta "Quanto custa?". Vai depender de inúmeros fatores, tamanho do quarto/AP, bairro, mobiliado/não-mobiliado, cidade etc. O que se pode dizer, no geral, é que algumas cidades são famosas por terem aluguéis caríssimos (p.ex. Munique, Hamburgo, Colônia, Frankfurt am Main), que cidades pequenas têm alugueis mais baratos que cidades grandes, bairros com muitos estrangeiros ou zonas problemáticas têm alugueis mais baratos que bairros com menos estrangeiros e com mais famílias alemãs, morar longe do centro ou em cidadezinhas próximas a uma cidade grande pode sair muito mais em conta que morar dentro da cidade grande e outra coisa importante: todo estudante quer morar em bairros que sejam "cool", ou seja, perto das discotecas, perto dos bares, ou seja, onde a galera jovem, descolada, festeira etc. mora. Ou seja, esses bairros são geralmente são caros, apesar de não significar que as casas sejam melhores (pelo menos foi assim nas cidades em que morei).

Segunda informação: quem não está na cidade vai ter muito mais dificuldade de encontrar um lugar pra morar. Imagine que você tem um apartamento pra alugar no Brasil e recebe três visitas de alemães morando no Brasil e um e-mail de um alemão ainda na Alemanha prometendo que vai chegar no Brasil no mês tal e tal. Quem você acha que terá mais chance de pegar o apartamento? Com certeza não é aquele que está escrevendo e-mails. Simples assim. Ver o interessado pessoalmente causa uma melhor impressão do que apenas receber seus e-mails.

Terceira informação: A maioria dos estudantes procura quartos em repúblicas ou residências estudantis.
Se a for uma república particular, não vinculada à universidade, ou seja, um apartamento alugado de forma independente e dividido entre estudantes, a escolha d@ nov@ morador@ geralmente não se dá por e-mail. O pessoal adora receber a visita dos interessados e a escolha é geralmente feita pela simpatia mesmo. Ou seja, os antigos moradores tentam decidir com quem eles gostariam de morar. Por esse motivo, quem ainda está no Brasil tem também um ponto a menos na hora da decisão, pois a menina que chega sorrindo na hora da visita do AP terá muito mais chance de ser aceita do que aquela que está no Brasil escrevendo e-mail de "Help, estou desesperada, preciso de um AP".

Quarta informação: diferentemente de outros países, dificilmente você dividirá o mesmo quarto com alguém. Geralmente você divide um AP, mas cada um tem seu quarto.

Mas não desanimem, você podem sorte (como eu tive) e sempre sair do Brasil já com um lugar para morar.
(Lembre-se de que vou dar dicas para ESTUDANTES, não para famílias que estão vindo com filhos e tal de mala e cuia)

1) Studentenwerk
O lugar onde você terá a maior chance de conseguir um lugar pra morar com menos dor de cabeça é o Studentenwerk da sua universidade. Depois de saber em que cidade você vai morar, bote no Google essa palavra "Studentenwerk" e o nome da cidade. Assim você achará alguma página oficial deles. O Studentenwerk pode ser entendido como "(Organização) de Assuntos Estudantis" e toda universidade ou cidade tem um. Em Leipzig, por exemplo, a gente resolvia quase tudo por lá.
Bem, faça um cadastro no Studentenwerk procurando apartamentos/quartos e cruze os dedos.

Obviamente você entrará numa fila de espera e assim que eles tiverem um quarto, entrarão em contato com você. Possivelmente você terá que pagar o caução antes de entrar no AP. Na época em que eu fui pra Colônia, o Studentenwerk de Colônia me mandou toda a papelada pro Brasil e uma amiga minha alemã (que estava no Brasil) depositou o valor do caução e eu dei o dinheiro pra ela em Reais.

Pontos positivos: o ponto positivo de morar em um apartamento do Studentenwerk é que todos os gastos do AP já estão inclusos no valor do aluguel. Você não precisa pagar contas de luz, água, aquecimento e fica despreocupado para usar tudo isso à vontade. Outro ponto positivo é morar com estudantes. Se você for sociável, não poderá reclamar que não tem amigos. A chance de fazer amigos, participar de festas etc. é enorme. Os quartos geralmente são mobiliados com o básico: uma cama, uma escrivaninha, um guarda-roupa. A cozinha também faz parte do AP.
Outro ponto positivo é que o Studentenwerk não se importa em ver a sua cara. Você não precisa ser bonito, nem falar alemão, nem precisa ser simpático. Basta ser estudante.
Pontos negativos: Uma residência estudantil tem muitas regrinhas. Além disso, em algumas residências há cozinhas e banheiros compartilhados. No meu caso, havia uma cozinha com dois fogões para 13 pessoas... sim, 13 pessoas. Havia duas duchas (que estavam sempre desocupadas hahahahhaha), dois toaletes e 3 geladeiras para as 13 pessoas. As geladeiras tinham cadeado, porque outros estudantes pegavam comida dos outros etc. Além disso, se quiser uma cama maior, não tem como, pois a cama já faz parte da mobília do quarto, você não pode vender nem doar pra comprar outra.
Outro ponto negativo é que você não pode escolher quem vai morar com você. Pode dar sorte de ser um alemão superlegal, mas também pode dar sorte de ser um brasileiro legal, mas aí você tem azar de passar seu intercâmbio todo falando português, ou pode dar azar de ser um asiático que passa o dia trancado no quarto ou um indiano que deixa a casa inteira com cheiro de curry, ou pode ser um alemão que não limpa a casa. Enfim, tudo pode acontecer.

Outra coisa: Atentem para os horários de atendimento do Studentenwerk. Não adianta chegar na Alemanha num sábado esperando receber a chave do seu AP assim que chegar. Se o horário de atendimento deles for só numa terça-feira, você tem que passar do sábado até terça hospedado em algum lugar até poder entrar no seu AP.

2) A segunda opção é tentar procurar uma república por conta própria.

Um dos melhores sites para buscar de quartos para alugar é o WG-GESUCHT. WG vem de Wohngemeinschaft (que quer dizer "república"). O site também tem uma versão em inglês.

a) Primeiro você indica a cidade: 
b) Depois você pode definir que tipo de quarto você buscar (tamanho, preço, data para entrar no AP etc.). Uma coisa interessante é que a pessoas alugando quarto por temporada também. Se a última coluna estiver vazia é um quarto com tempo indefinido. Caso contrário, é a data máxima em que você poderá morar naquele quarto. Ou seja, é também uma chance encontrar quartos pra morar por pouco tempo. Pode ser também uma chance pra encontrar moradia temporária enquanto você busca algo melhor. Na primeira coluna dá pra ver com quantas pessoas você vai dividir o AP e se são homens ou mulheres. 

O grande problema é que a partir daí a negociação é imprevisível. Você tem que responder aos anúncios e esperar receber uma resposta. O normal é que as pessoas escrevam perguntando quando podem visitar o quarto e demonstrando interesse. Quem aluga geralmente quer VER @ interessad@. Se a decisão for dada pelo dono do apartamento, quem fala alemão tem mais chance do que quem fala só inglês. Mas se a decisão for feita pelos próprios estudantes, pode ser que isso não pese na escolha, pois estudantes já estão acostumados a grupos internacionais, intercambistas etc. É mais rápido resolver as coisas por telefone que por e-mail, se você morar na Alemanha, prefira telefonar para marcar visitas.

Meu segundo apartamento em Leipzig eu consegui através do WG-Gesucht. Tive que visitar vários APs antes de conseguir, sempre sendo simpático etc. etc. O problema é que tem muito estudante vivendo literalmente em chiqueiros e tentam alugar quartos muito ruins mesmo. Mas também há apartamentos e pessoas muito legais, mas assim como você há dezenas de estudantes que visitaram aquele AP e são seus concorrentes. Ou seja, é grande a chance de você receber um "Tut mir Leid, mas a gente escolheu outra pessoa".

Outra coisa comum em algumas cidades é a pessoa marcar um horário de visita pra todo mundo ao mesmo tempo. Ou seja, você vai lá no dia marcado e tem 50 outras pessoas olhando o AP. É DE-SES-PE-RA-DOR, pois todo mundo tenta demonstrar pro dono do apartamento que está interessadíssimo. Tem gente que entra lá perguntando "Onde assino?".

Em Bremen em cheguei a visitar um quarto que era num porão, todo fechado, com uma janelinha minúscula na parte superior pra entrar a luz do sol enquanto o resto da casa era habitado pela outra moradora. E ela queria uns 300 Euros por mês pra morar nesse local. Por isso meu conselho é: VISITEM os apartamentos antes de alugar. Os alemães vivem bem, sim. Há muitas famílias vivendo em casas lindas. Mas estamos falando aqui de apartamentos de estudantes, muitos deles estão pouco se importando com o lugar onde vivem. Estão mais interessados em ter um teto sobre a cabeça, uma conexão boa de internet e colegas gente boa morando junto. Vai que uma pessoa com asma caia num prédio velho com cheiro de mofo??? Gente, tomem cuidado. Mas isso depende muito de cada pessoa. E olha que eu nem tenho tanta frescura assim...

Pontos positivos: Você pode dar sorte de morar em apartamentos muito melhores que os do Studentenwerk. Em cidades com aluguel barato, pode sair até mais em conta. Outro ponto positivo é que você tem a chance de escolher com quem vai morar (e ser escolhido). Ou seja, você pode negar morar num AP se não for com a cara dos moradores.

Pontos negativos: Apesar de as contas (luz, água, aquecimento) estarem incluídas no valor mensal que você paga, todo ano cada casa alemã recebe uma fatura. Se você tiver gasto bem mais do que pagou, poderá receber surpresas nada agradáveis. Teve um ano que eu transformei meu quarto no inverno na minha sauna particular e tive que pagar sozinho mais quase 300 Euros extra de aquecimento (mas foi bom pra aprender a lição, já que agora eu moro sozinho e tenho que arcar com todas as contas). Isso não acontece no Studentenwerk. Outro ponto ligeiramente negativo é quando alguém decide sair do apartamento e você é que tem que procurar uma nova pessoa pra ocupar a vaga do antigo morado, ou seja, fazer anúncios, selecionar pessoas, responder e-mails etc.

3) Schwarzer Brett
A maioria das cidades tem um site com esse nome. Procure no Google "Schwarzer Brett" + (nome da cidade onde você vai morar). Geralmente é uma plataforma de anúncios de várias coisas. Entre esses anúncios também tem gente que põe anúncio de aluguel.

As dicas são as mesmas do WG-Gesucht.

O meu apartamento atual eu consegui com um anúncio no Schwarzer Brett aqui de Bremen, depois de dois meses de procura. O meu primeiro AP em Leipzig eu também consegui através do Schwarzer Brett. Postei um anúncio dizendo que era brasileiro e duas alemãs (que estudavam português) me convidaram pra morar com elas, pois elas tinham amigos brasileiros e queriam praticar português. Além de sair do Brasil já com um quarto garantido, ela ainda foi me pegar no aeroporto. :-) Mas isso é questão de sorte...

Nos seus e-mails é importante dizer que você terá uma fonte de renda (a bolsa do CsF) como forma de garantir que você pagará o aluguel. Isso conta muito na hora de alguém decidir dar o quarto pra você tb.

4) Grupos do Facebook (atualizado 11/05/2016)
Quando me mudei pra Hamburgo ano passado eu passei de novo pela saga de busca por um lugar pra morar. Foi bastante complicado, mas o que me salvou foi um grupo do Facebook.

No Facebook há diversos grupos diferentes em cada cidade, mas algumas palavras-chave podem ajudar a encontrar o grupo da sua cidade: "Wohnungsbörse + nome da cidade", "Wohnung + nome da cidade", "WG-Zimmer + nome da cidade" etc. Outra forma de usar o Facebook em seu favor é perguntar em grupos de brasileiros daquela cidade qual a melhor forma de encontrar apartamento.

Nos grupos do Facebook os anúncios são, quase sempre, em alemão. É possível tanto fazer anúncios procurando quanto oferecendo quartos/apartamentos. Mas é melhor observar as regras do grupo antes de postar.

Pontos positivos: O bom do Facebook é a praticidade, não é necessário se cadastrar em outro site. Se você tiver todo o tempo do mundo ou estiver sempre conectado ao app/site, é possível receber todos os novos anúncios direto no celular/site através de notificações.

Pontos negativos: O ruim do Facebook é que não há como fazer buscas de anúncios específicos (por exemplo: com/sem varanda, no bairro X etc.). Outra coisa ruim é que, assim como os anúncios de outros sites, haverá muitos interessados e você precisa ser rápido em demonstrar interesse e contactar a pessoa que fez o anúncio. Outro problema é que você será julgado rapidamente pelo que você posta no Facebook. Usar a foto de um monstro, de um político, um nome esquisito pode fazer as pessoas perderem a confiança em você logo de cara.

Eu vi inúmeros anúncios do Facebook antes de contactar a pessoa que estava oferecendo o AP no qual estou morando agora. Não há segredo: o ideal é escrever pra pessoa, fazer as perguntas necessárias e marcar logo uma visita. No meu caso, foi pura questão de sorte.

5) Imobiliárias
Alugar quartos e APs por imobilárias pode ser o caminho mais fácil pra quem está desesperado. Se você procurar uma imobiliária, certamente encontrará algo. Os apartamentos de imobiliária geralmente são os melhores também.

Mas prepare o seu BOLSO. É que você também terá que pagar a taxa pro corretor de seguro. Essa taxa tem um valor salgado.

O site mais famoso pra alugar APs assim é o ImobilienScout 24.

Bem, resumindo, o melhor pra se conseguir um AP na Alemanha é DINHEIRO (pq é o que vai mais consumir o valor da sua bolsa), SORTE e PERSISTÊNCIA. Eu precisei 2 meses pra achar o apartamento atual onde moro. Então, gente, paciência. Nada de mensagens de desespero na internet. O ideal é procurar uma solução temporária (uma solução temporária ÓTIMA é morar longe do centro ou em cidadezinha vizinha... é bem provável que você encontre um apartamento bom, por um bom preço numa cidade pequena). Depois que você chegar lá, você pode então continuar a caça por um apartamento na cidade onde você quer. Morar em hostel por um mês não é barato. O ideal é procurar os chamados "Wohnung auf Zeit" (Apartamento por temporada, você encontra no Immobilien Scout, por exemplo) ou "Zwischenmiete" (aluguel temporário - desses que você encontra no WG-Gesucht).

Eu fiz dois estágios de 5 semanas em Mannheim. Em ambas as vezes eu consegui quartos por 5 semanas dessa forma, em sites que alugam "Wohnung auf Zeit", geralmente por um mês. Mas com um pouco de conversa, consegui convencer ambos os donos a alugarem pra mim por 5 semanas pelo mesmo valor de 1 mês. O bom é que Wohnung auf Zeit já vem todo mobiliado e não se paga caução. Fiz isso duas vezes e funcionou muito bem. Em Mannheim morei duas vezes assim pagando 300 Euros (por 5 semanas). Bem mais barato que morar em hostel/albergue.

E dica mais importante: NAO TRANSFIRAM DINHEIRO SEM CONTRATO!!!!! Primeiro assina-se o contrato, depois você paga o aluguel e taxas.

Vocês têm mais dicas? Escrevam nos comentários.
Boa Sorte a quem está na busca por AP.

Para infos sobre custo de vida na Alemanha, clique aqui.

9 comentários:

  1. Eu recomendo para a Austria Gästehaus sao casas privadas que oferecem serviço de hospedagem, se vc procurar um pouco em todas as cidades da alemanha, suicas e austria vc vai encontrar varias eles te alugam de quartos a mini ap completos a negociaçao é imediata e sem burocracia e nao a necessidade de garantia e nada vc paga pelos dias que quer.
    Algumas como eu escrevi e que conheço sao tao completas que poderia diser de verdade um mini apartamento incluindo internet e tv satelitaria, bem a onde eu moro em Austria uma Gästehaus boa custa de 350 a 450 sem nota.
    Bem para a austria eu aconcelho o site willhaben.at é como um ebay austriaco mas tem de tudo casa, trabalho, etc.

    ResponderExcluir
  2. Eu recomendo http://imoveis.mitula.com.br/ Eles estão em vários paises, inclusive em Alemanha e tem um agregado de anuncios para alugar e compartilhar em varios portais. Além de estudo com evolução de preços, etc... eu conseguir quarto para dividir em Uk pelo portal. Muita sorte!

    ResponderExcluir
  3. Eu recomendo http://imoveis.mitula.com.br - Eles tem anuncios para alugar e compartilhar quartos e aptos em vários paises, inclusive em Alemanha. É uma boa ferramenta e inclusive eles tem uns relatorios de evolução de preços, etc... Para mim funcinou bem! Sorte.)

    ResponderExcluir
  4. Olá! Gostei muito do post, até mesmo porque sou um intercambista do CsF, na Holanda, e tenho diversos amigos fazendo intercâmbio na Alemanha também! E, como é de se esperar, aqui também passei pelo mesmo problema. Mas me deparei recentemente com uma outra plataforma que visa oferecer quartos/apartamentos para pessoas que vão passar uma temporada maior fora, como por exemplo 6 meses ou até mesmo 1 ano, no caso de estágios, trabalhos ou intercâmbios no exterior. A plataforma chama-se HousingAnywhere.com e é bem user-friendly. Ela também oferece a possibilidade de você oferecer seu apartamento que fica vago justamente quando você vai fazer viagens mais longas, tendo que continuar pagando aluguel do seu apartamento que fica para trás, vazio. Acho que vale a pena dar uma conferida nisso! Eles estão começando a entrar com mais força no mercado alemão e brasileiro, também, e acho que se você quiser entrar em contato com eles pelo website para saber mais, eles são bem receptivos!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho uma amiga que mora lá e vai me deixar morar na casa dela um tempo. Alguém sabe se é possível ir e arranjar um trabalho informal (disseram que o trabalho eu acho até que fácil, em restaurante, bar, etc.) e sobreviver com um salário baixo morando numa pensão ou coisa do tipo? Ouvi dizer que esse tipo de moradia é só pra estudante, então eu teria que alugar um apartamento, por exemplo, mas é muito caro... Alguém tem informações sobre isso?

    Obrigado!

    ResponderExcluir
  6. Oieee! Meu caso é o seguinte: eu e meu marido vamos morar na Alemanha apartir de julho. Somos estudantes aqui no BR e iremos por conta p Alemanha, ou seja, não temos bolsa nem nada. Porém o nosso pesadelo é a escolha da cidade. Estamos entre Berlin ou Mannheim ( ou outra próxima a Mannheim). Ajude-nos!!!? Obrigada!

    ResponderExcluir
  7. Olá sou brasileira, casada com alemao, queremos alugar o porão que tem mais ou menos 60 metros quadrados, moramos em Adendorf o que vc sugere? Adoro suas postagens!!!

    ResponderExcluir
  8. Estamos entrando no mercado com o QuartoJá.

    http://www.quartoja.com

    ResponderExcluir
  9. No Studentenwerk têm que alugar no mínimo 12 meses?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...