PESQUISAR NO GOOGLE

Faça sua busca aqui:
Pesquisa personalizada

PESQUISAR NO BLOG

11 de junho de 2011

Falsos Amigos - Parte 2

Olá,

este post vai ser especial para pessoas morando em países de língua alemã.
Sabe aquele papo meia-boca de brasileiros que, depois de um tempo morando no exterior, diziam que estavam esquecendo português? E pior ainda, tem uns que passam mais de 20 anos morando no Brasil e depois de poucos anos no exterior dizem que já falam melhor a língua estrangeira que o português (o que pra mim é piada, pois a pessoa confunde as regrinhas da gramática com a língua em si que ela aprende desde o berço). Em línguas bem parecidas como espanhol/italiano e português é comum que essas misturas aconteçam rápido. Tenho um amigo brasileiro descendente de italianos que de vez em quando solta umas coisas em italiano sem se dar conta.

Já no alemão a coisa é mais complicada... é raríssimo um brasileiro que aprendeu alemão depois de adulto afirmar que fala alemão melhor do que português (claro, se ele souber a diferença entre regras de gramática e da língua em si). Além disso, as línguas são bem mais diferentes entre si. Só que há coisas que eu já venho observando no português dos brasileiros que moram aqui há muito tempo que demonstram uma influência direta do alemão na forma como eles falam português. Como eu também dou aulas de português aqui, sempre procuro manter as duas línguas bem separadas para que eu não ensine um português misturado com alemão, e sim, um português autêntico. Vou aqui fazer uma pequena lista das influências do alemão no português de quem vive no exterior.


1 - Substantivos:

Eu já falei no post anterior sobre Falsos Amigos de brasileiros chamando "varanda", "sacada" aqui de "balcão". Tá, olhando no dicionário dá pra ver que não está de todo errado, o termo "balcão" é o termo usado na Arquitetura. Mas tenho certeza de que no Brasil se fala da "sacada" ou da "varanda" do prédio e não do "balcão". Em anúncios de apartamentos, sempre se fala em apartamento com "varanda", oder? Por favor, se alguém achar um anúncio de apartamento com "balcão" num jornal brasileiro, escaneiem e mandem pra mim e eu retiro tudo que eu disse. De qualquer forma, é uma forma de se aprender também o nome da peça do mobiliário em alemão.



2 - Verbos:

Esse aqui tem mais exemplos:

1 - Geburtstag haben. Depois de um tempo aqui, brasileiros passam a dizem que "têm" aniversário. "Fulano, quando você tem aniversário? [sic]"

Em português, a gente diz "fazer aniversário". Eu faço aniversário no dia 26 de junho, por exemplo. Isso em alemão a gente diz com o verbo "haben". "Ich habe am 26. Juni Geburtstag".

"Ter aniversário" se diz em português mais no sentido de ser ter alguma festa de aniversário para ir. "Hoje eu não posso sair com você, pois tenho um aniversário". Da mesma forma que a gente diria.."pois tenho um casamento, tenho um batizado etc."

2 - Baseado no "Geburtstag haben", já ouvi também uma corruptela do "Sex haben". Em alemão, "fazer sexo" se diz também com o verbo "haben".

A gente pode fazer sexo hoje = Wir können heute Sex haben

Em inglês também se pode dizer "to make sex", por exemplo. Em alemão não dá...
Só que já ouvi brasileiros dizendo "Ter sexo".

"Ter sexo" em português significa apenas que a pessoa tem um sexo masculino ou feminino.



3 - Urlaub (férias) machen.

Recentemente vi mais um caso de tradução ao pé da letra, mas que não me parece ser um caso isolado.

Em alemão se diz assim: "Ich will Urlaub in Brasilien machen". Só que em português não se diz "fazer férias" nesse caso, e sim "passar (as) férias".

"Ich will Urlaub in Brasilien machen" = Eu quero passar férias no Brasil.

Da mesma forma "Wann hast du Urlaub?" não é "Quando você tem férias?" e sim "Quando você sai/entra de férias?"

"ter férias" se usa geralmente para falar de um direito do estudante/trabalhador: Estudantes têm férias duas vezes por ano. Trabalhadores têm 30 dias de férias por ano.

Eu acho que não preciso explicar todas as expressões que nós temos em português com a palavra "férias" = entrar de/sair de/tirar/passar (as)/ter férias.

4 - ANMELDAR e afins.

Existem neologismos criados pela comunidade brasileira por conta de ações pouco comuns no Brasil, ou pelo menos mais usuais aqui.

Uma delas é a tal da ANMELDUNG. Aqui na Alemanha assim que você chega você tem que se registrar em diversos lugares: na prefeitura, no seguro de saúde, (como estudante) na faculdade etc. Os brasileiros inventaram um verbo "ANMELDAR" pelo fato de esses registros não serem obrigatoriedade no Brasil. Mas nada impede de se dizer "Eu me registrei na prefeitura"... Os brasileiros acabam dizendo "Eu me anmeldei no Bürgeramt" :-)

Além disso o "Ich melde mich", tão usado no dia-a-dia para se dizer "Eu entro em contato", acaba virando "Eu me meldo". "sich bewerben" acaba virando "se beverbar" e por aí vai.

5 - Inglês?

Eu já vi um outro "falso amigo" vindo do inglês na hora de pedir o visto.. Em alemão se diz "ein Visum beantragen", em inglês se diz "to apply for a visa". Eu já vi brasileiro dizendo que "aplicou (tradução limpa e seca de "apply") para um visto". O correto em português seria "fazer o pedido" ou "dar entrada" ou até mesmo "requerer".

"Eu dei entrada num / fiz o pedido de um visto de trabalho" = "Ich habe ein Arbeitsvisum beantragt".


Gente, eu sei que tem certas coisas que são inevitáveis. No fundo, a gente até se diverte com essa salada linguística. Mas com um pouquinho de esforço dá pra manter as duas línguas sem tanta mistura.

Se você tem mais exemplos de influências do alemão no português, por favor, comente ou envie um e-mail e eu me meldo assim que puder.

Abraços

12 comentários:

  1. Excelente post! Concordo com a sua crítica aos brasileiros que dizem esquecer o idioma após algum tempo no exterior. Como você vai esquecer sua língua materna, a qual você falou por décadas?

    Claro que algum escorregões são justificáveis, principalmente na pronuncia de algumas palavras (considere por exemplo um Brasileiro que vive muito tempo nos EUA - ele naturalmente vai acabar pronunciando algumas palavras em inglês com o sotaque americano, por exemplo E-mail, com bastante enfase no E), mais gafe fonética do que gramatical.

    Agora tem muito tupiniquim que mora dois meses fora e volta falando como índio: "Nós ser", "Eu esquecer a gramática!". Por favor. Tenho um conhecido meu que morou algum tempo na Alemanha e voltou falando assim. Engraçado que era só tomar algumas cervejas e ele se distraia e desligava o modo 'índio-speak', voltando a falar português como sempre falou, sem erro crasso algum na gramática.

    ResponderExcluir
  2. Lembrei que ouco muito também o: "hoje eu tenho um Termin."

    ResponderExcluir
  3. Pra 'Urlaub' também se pode usar o verbo 'verbringen', não?

    Também acho estranho essa de voltar falando errado. Até algumas palavras que se usa muito em alemão e às vezes se esquece a tradução tudo bem, mas gramática acho impossível.
    Pra outras línguas até entendo... uma vez tive que escrever um texto em inglês (que faz tempo que parei de estudar) e é semelhante a construção do Past Perfect x Perfekt (have/haben + particípio), e eu insistia em colocar o verbo com particípio no final. Também não consigo mais falar 'yes' (sempre 'ja') e várias vezes falei 'und' em vez de 'and' e 'oder' em vez de 'or'!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Urlaub verbringen - passar as férias (em algum lugar)

      Excluir
    2. "Também não consigo mais falar 'yes' (sempre 'ja') e várias vezes falei 'und' em vez de 'and' e 'oder' em vez de 'or'!"

      Dois membros! Rsrs
      Danke, Bitte, Entschuldige e Nein também fazem parte do meu cotidiano. Meus amigos quase me matam! Mas é automático. Quando vi, já falei, rsrs.

      Excluir
  4. Direto eu falo algumas palavras de efeito, assim dizendo, "toll", "isso ta muito voll" e até "o que tem 'los' ali ?" referindo, "o que esta acontecendo ali ?".
    O que acontece comigo é esquecer as traduções, eu sei o que significa a palavra mas eu esqueço em português, esses dias eu demorei 1 hora para lembrar como era "Tierarzt" e "Beruf".

    ResponderExcluir
  5. Acho também um exagero quando as pessoas dizem que esqueceram o português, mas acho que o que realmente querem dizer, é que perderam um pouco a fluidez na hora de falar.
    Eu mesmo passei dois anos e meio na Alemanha e quando voltei, na hora de falar português, me faltavam algumas palavras básicas no calor do momento. Só conseguia lembrar do equivalente em alemão, apesar de ter certeza que eu conhecia a plavra em português. Mas com o tempo isso vai voltando ao normal.

    Outra exemplo de falso amigo que eu já ouvi numa roda de amigos (brasileiros, mas que passaram todos um tempo na Alemanha já) foi o verbo "passen". Alguém soltou um "Mas isso não passa!" com o sentido de "Isso não é adequado." na hora eu entendi, é até demorou um pouco preu perceber que não era exatamente português aquilo, hehe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa do "passa" foi ótima... mas eu consigo entender perfeitamente o fato disso acontecer.. rsrs

      Excluir
  6. Nossa, eu misturo, mas é mais porque algumas palavras nao existem no português, ou entao pq eu leio, vejo e ouco tanto a palavra em alemao que fica estranho traduzir. A palavra "senhorio" pra mim é altamente estranha, pq eu nunca a utilizei no português! Por exemplo, eu poderia muito bem dizer pra amigos brasileiros que moram na aqui na Alemanha: "Leute, desculpem o atraso. Eu passei no Hausmeister, mas ele nao tava lá. Peguei o Bahn das 2h, mas tive que parar no Hauptbahnhof primeiro. Depois ainda fui a Rathaus pq tinha que pegar meu visto. Por isso, o atraso. Ah, ontem fui lá na FH (Fachhochschule) e falei com a mulher do Prüfungsamt sobre aquele assunto."

    E assim por diante... Mas errar gramática, nao acontece.

    ResponderExcluir
  7. Quando começei a aprender alemão, o pior falso amigo para mim era o "bekommen", por causa da influência do inglês. =)

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito do 'post', mais ainda dos deslizes propositais: "oder", "me meldo". Dão um toque de bom humor.

    ResponderExcluir
  9. Bem eu nao confundo o portugues com o alemao, mas confundo muito o Ingles com o alemao por ainda nao ter fluencia no alemao. Quando alguém me pede desculpa eu automaticamente digo. "Alles is Ok!!! ao inves de dizer "Alles gut!, kein Problem. Fico tao nervosa que as vezes ao inves de responder em alemao, falo em Ingles com as pessoas e nao percebo!!! Tut mir leid!!!! MAs vou melhorar. Agora tenho uma irma que mora ha muitos anos na America e as vezes ela se pega falando coisas que nao percebe. Joelma vamos parquear aqui. do verbo To park!!! Muito louco tudo isso!!! Meu filho que tem 5 anos e fala as 3 linguas, portugues, alemao e ingles, as vezes se atrapalha na construcao entre o alemao e o portugues. "Voce vem para mim na casa hoje?" ou "o verde carro é lindo mamae!!" Mas sempre corrigimos sem reforcar o erro!! ou "Eu senti aqui voce nao viu???" Ao inves de "Eu sentei aqui voce nao viu?" Mas ele so tem 5 anos gente!!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...